.
Como cultivar a Espiritualidade nas grandes cidades

Como cultivar a Espiritualidade nas grandes cidades

Quando pensamos em espiritualidade, logo nos vem à mente paz, tranquilidade, calma. Sensação de bem-estar, completude, sentido. Quando imaginamos a meditação perfeita, talvez na sua cabeça também venha uma cena com natureza espetacular, sons de pássaros, onde é possível acalmar a mente e contemplar a beleza divina que há nas belas paisagens. A conexão com a natureza tem tudo a ver com espiritualidade.

Muitas pessoas fogem das grandes cidades em busca de paz, o que tem um efeito real. As cidades grandes têm muito movimento, uma dinâmica muito intensa, barulhenta, viva, que para alguns não é compatível com uma vida espiritualizada. A calma do interior, por exemplo, funciona muito bem para algumas pessoas, mas não para todas. Há quem não consiga abrir mão das facilidades e agito de uma cidade grande e não consegue ficar mais do que uma semana no interior ou em algum lugar muito “desconectado”.

Quando digo desconectado, não me refiro somente à internet, mas sim ao movimento de pessoas, acontecimentos, possibilidades de programas, eventos, passeios. Acontecimentos.

“No dia em que você sentir que o mundo inteiro é sua casa,
que o céu é seu teto, que a terra é seu piso e que cada árvore é seu jardim, então você estará realmente em casa”
Ravi Shankar

Alguns acreditam que a espiritualidade profunda só pode ser encontrada em meio à natureza. Só podemos nos conectar praticando yoga no sítio, ao pé de uma linda montanha. Que sonho! Realmente é lindo e de uma paz transbordante. A conexão com a natureza é mesmo incrível e nos une ainda mais ao espiritual e a Deus. Mas nem todas as pessoas conseguem viver em um sítio, uma fazenda, no interior.

Será que nas cidades podemos ter felicidade? É preciso se mudar para os Himalaias para encontrar Deus?

Deus também está nas cidades

É correto dizer que todo o agito das cidades pode prejudicar nossa energia e dificultar nossa busca espiritual. Além das distrações, somos bombardeados por energias densas de ansiedade, correria, dinheiro, negócios, individualidade, egoísmo. Disso não há dúvida. Não dá para comparar a paz de quem mora numa fazenda e acorda com pássaros, com pessoas que moram na avenida paulista e despertam com buzinas e trânsito. De fato, há uma diferença grande na vibração do próprio local e nós somos influenciados por essas energias.

Mas a espiritualidade é muito mais um estado emocional e mental, do que simplesmente o lugar onde moramos. É algo que vem de dentro de nós e não de fora. Ser espiritualizado não tem a ver com sua cidade ou religião, mas sim com autodesenvolvimento, com controle de emoções, com despertar da consciência, com os valores que nutrimos. É a forma que você entra em contato com você mesmo, com os outros e com o mundo ao seu redor.

“Para atingir um nível maior de espiritualidade, temos de deixar a zona de conforto e nos aventurar no desconhecido”
Karen Berg

Não é fácil despertar a consciência, estando na cidade ou em meio à natureza. Exige muito esforço, disciplina, estudo, dedicação. E o mais difícil, transformação. Quando você inicia a jornada espiritual, você começa a trilhar um caminho sem volta de transformação interior que vai trazer mudanças radicais na sua forma de pensar e enxergar o mundo. As mudanças são para melhor, afinal, você está despertando. Mas abandonar velhos conceitos e expandir a mente não é tão simples quanto parece, pois exige controle de emoções, amadurecimento, aceitação de fatos que nem sempre gostamos de encarar. Especialmente quando parte da transformação é sair da teoria e aplicar na prática o que aprendemos. Perdoar, por exemplo, é um dos grandes passos do caminho espiritual, mas nem sempre é fácil. Não acordamos um dia evoluídos porque lemos um livro ou fizemos uma aula de yoga. Leva tempo e mexe com nossas emoções. Mexe, inclusive, com as nossas relações. Muitas pessoas incríveis vão aparecer, mas muitas vão sair da sua vida. Nos tornamos mais seletivos. O amor por todos só cresce, mas escolhemos manter perto e dividir nossa vida com aqueles que realmente valem a pena.

“O Ego é a bota que desgastamos no espinhoso caminho da espiritualidade”
Dalai Lama

Treze dicas para manter a espiritualidade morando na cidade grande

Como é um movimento interno, a espiritualidade vive onde nós estivermos. Por isso, existem atitudes que podemos tomar para ajudar a manter nossa vibração espiritual mais elevada, mesmo estando no meio do caos.

“A água inteira do mar não pode afundar um navio, a menos que ela invada o seu interior. Da mesma forma a negatividade do mundo não pode te derrubar, a menos que você permita que ela permaneça dentro de você”
Caio Fernando Abreu

  • 1

    Sua casa

    Sua casa é seu refúgio. É o local onde você concentra mais energia, onde se sente seguro, onde descansa e relaxa. Fazer dela um local agradável é uma dica maravilhosa que ajuda a manter a vibração elevada. Trazer a espiritualidade para a decoração é muito eficaz: utilizar quadros que transmitam boa energia, ter amuletos como olho grego, imagem de buda, elefantes da sorte, um altar para nossa senhora, estátuas de anjos… O universo de elementos decorativos que remetem a espiritualidade e trazem boa energia é infinito, para todos os gostos e bolsos. Incensos também ajudam muito a criar essa esfera de tranquilidade e renovar as energias.

  • 2

    Yoga e Meditação

    Não é segredo, mas não custa repetir: praticar yoga e meditação podem salvar sua vida. Especialmente quando o trabalho nos consome junto com a correria do dia-dia, ter esse momento de paz é essencial. Mais do que relaxamento e bem-estar, a yoga e meditação desenvolvem a mediunidade e abrem os chakras espirituais, além de limpar e ativar todos os outros pontos de energia do corpo.

  • 3

    Pratique a empatia

    A empatia pode não ter nascido com você, mas pode ser aprendida. Sempre que puder, tente se colocar no lugar do outro e imaginar como é a sensação. Julgar às vezes é inevitável, mas podemos trabalhar a nossa compreensão das diferenças através da empatia. O amor é empático, a espiritualidade também. Quando você abre seu coração, abrem-se as portas espirituais para você.

  • 4

    Faça caridade

    Ao invés de acumular, doe. Especialmente nas grandes cidades, pense em quantas pessoas dormem na rua, sem um teto, ou não tem o que comer e vestir. Às vezes acumulamos coisas além do que precisamos para viver e temos dificuldade em nos desfazer delas. Ou, quando pensamos nisso, pensamos logo em vender e fazer um dinheiro. Claro que às vezes é necessário, pois nem todas as pessoas têm uma vida financeira confortável e tem que se virar como podem. Mas sempre que puder, doe. Não venda. Não acumule. Abra espaço na sua vida para o novo e distribua amor, que a vida vai retribuir.

  • 5

    Não julgue

    É quase automático julgar quando alguém tem uma atitude que não entendemos ou que não concordamos. Especialmente quando somos machucados. É natural. Mas usar da empatia para não julgar e condenar o próximo é um dos segredos da espiritualidade e vai acelerar seu crescimento e ajudar a manter as vibrações mais elevadas.

  • 6

    Tenha com você objetos de conexão

    Andar com uma pedra, uma corrente com um amuleto ou coisa parecida é muito útil. Nos momentos de stress e aflição, você pode tocar esses objetos e lembrar que nada, absolutamente nada é definitivo e que existem razões e propósitos em tudo. Isso ajuda a lidar com as situações mais difíceis, mantendo a mente mais calma.

  • 7

    Ouça músicas que tragam alegria

    A música tem um poder absurdo sobre nós. Ode mudar nosso humor, nossa vibração em apenas alguns minutos. Enfrentar o trânsito por exemplo pode ser muito estressante, mas essa experiência diária pode ser amenizada quando ouvimos uma boa música.

  • 8

    Animais de estimação

    Animais de estimação – especialmente os gatos- são fontes de energia e renovação espiritual. Trabalham nossas emoções, especialmente o amor. É científico até, provado que liberamos substâncias ligadas ao prazer e alegria quando acariciamos um animal. Existem até terapias baseadas na convivência com cachorros e gatos. Após um dia estressante, chegar em casa e ter a chance de trocar amor com bichinhos ajuda demais a manter a calma.

  • 9

    Cultive plantas

    As plantas e flores são fundamentais em uma casa. Elas trazem proteção, limpeza energética e promovem uma sensação de tranquilidade e paz pela sua beleza. Ter plantas também conecta você com a natureza, tirando essa aura de cidade ao seu redor.

  • 10

    Cuide da alimentação

    Alimentação é tudo. Nos nutrimos fisicamente e espiritualmente através dos alimentos. Quando decidimos por uma alimentação mais saudável, estamos ajudando nosso corpo a ficar saudável e também a manter nossa energia e padrão vibratório mais elevado.

  • 11

    Perdoe

    Perdoar 70 vezes 7. Não há limites. Perdoar é algo divino e quanto mais perdoamos, mais aprendemos e mais espiritualizados nos tornamos.

  • 12

    Seja grato

    Praticar a gratidão tem efeitos incríveis. Não significa deixar de desejar as coisas e nem fingir que não sente emoções negativas, especialmente quando é machucado e se sente triste. A gratidão está em entender que até na dor há lições e que, quanto mais o desafio, maior será seu aprendizado. Tente olhar para as situações para perceber o que você pode tirar de bom delas, pois tudo sempre tem um lado bom. E quando não conseguir encontrar esse aspecto positivo em alguma situação, aceite suas emoções e agradeça pela oportunidade.

  • 13

    Selecione as amizades

    As pessoas com quem dividimos a nossa vida podem ser a nossa ruína ou a nossa salvação. Pessoas tóxicas são tóxicas e nos sugam as energias. Pensar quem de fato acrescenta, quem realmente tem afinidade emocional, de valores e espiritual conosco faz todo o sentido quando queremos evoluir e nos manter nas faixas vibratórias mais sutis. Não mantenha perto que não te faz bem, quem não vibra pelas vitórias e chora com as derrotas. Quem não compreende você e te enxerga de verdade.

É possível ter espiritualidade nas grandes cidades. Seu estado mental depende da sua vibração e o lugar onde você têm influência sim, mas não é determinante.


Clique Aqui: A relação dos millennials com a espiritualidade


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.