.
A mágica e o significado espiritual do arco-íris

A mágica e o significado espiritual do arco-íris

O arco-íris é um fenômeno óptico e meteorológico que acontece quando o sol aparece ao mesmo tempo que chuva. Essa junção entre sol e chuva forma esse arco multicolorido, que encanta qualquer um quando aparece. Avistar um arco-íris é mágico!

“Você nunca achará o arco-íris, se você estiver olhando para baixo”
Charles Chaplin

Como tudo que existe na matéria é uma criação divina e serve a um propósito, sempre podemos entender qualquer que seja o evento para além de suas causas físicas, transcendendo a explicação científica. Deus é o porquê e a ciência, o como. O divino fala da causa, enquanto a ciência, do mecanismo. A experiência de presenciar a formação de um arco-íris no céu é muito mais significativa que o mecanismo que explica sua causa; ele é muito maior do que um simples fenômeno óptico. As cores e tudo o que colore, realça e alegra, têm grande impacto sobre nós, humanos, além de que cada uma das tonalidades que encontramos no arco-íris tem um significado e um atributo divino que podem ser trabalhados em nós. Cromoterapia, tratamentos com os 7 raios da Fraternidade Branca e, até mesmo as tonalidades atribuídas aos chakras, são exemplos da grande influência espiritual que as cores exercem sobre nós.

Não é a toa que a referência ao arco-íris é muito presente na espiritualidade, no imaginário infantil e cultura e lendas populares. Que sorte temos quando encontramos um pelo caminho!

A história do arco-íris

Os arco-íris tem toda uma mística em torno de si, construída ao longo de milhares de anos. Diversas religiões foram impactadas pela beleza única deste espetáculo da natureza, ajudando a construir no imaginário popular toda a narrativa e crenças em torno dele.

“Há um arco-íris ligando o que sonha e o que entende – e por essa frágil ponte circula um mundo maravilhoso e terrível, que os não iniciados apenas de longe percebem, mas de cuja grandeza se veem separados por muralhas estranhas, que tanto afastam como atraem”
Cecília Meireles

  • 1

    Mitologia

    Foi na Grécia Antiga e sua mitologia que surgiram os registros mais significativos sobre o fenômeno. Segundo ela, o arco-íris se formava toda vez que a deusa Íris, arauto dos deuses, divindade responsável por comunicar os mortais sobre acontecimentos importantes, descia à Terra para fazer seu trabalho. O arco-íris era sinal que a deusa passou pela Terra e trouxe alguma mensagem divina, deixando um rastro de cores pelos céus que atravessava.

    O arco-íris era, na mitologia grega, sinal de comunicação dos homens com os deuses. A força da explicação mitológica foi tão forte, que vemos que o arco-íris recebeu seu nome por causa da mitologia.

  • 2

    Catolicismo

    No catolicismo, o arco-íris é sinônimo da aliança de Deus com os homens. Significa o fim do sofrimento, intervenção divina e também esperança. Sempre que ele aparece, podemos entender como uma mensagem dos céus de que tudo irá ficar bem e de que Deus está olhando por nós.

    Especialmente se passamos por algum momento mais difícil ou aflitivo, o arco-íris vem nos trazer a calma, nos dizendo para termos a certeza de que Deus nunca nos abandona e que tudo serve a um propósito.

“Deus também disse a Noé e aos seus filhos: Agora vou fazer a minha aliança com vocês, e com os seus descendentes e com todos os animais que saíram da barca e que estão com vocês, isto é, as aves, os animais domésticos e os animais selvagens, sim, todos os animais do mundo. Eu faço a seguinte aliança com vocês: prometo que nunca mais os seres vivos serão destruídos por um dilúvio. E nunca mais haverá outro dilúvio para destruir a terra. Como sinal desta aliança que estou fazendo para sempre com vocês e com todos os animais, vou colocar o meu arco nas nuvens. O arco-íris será o sinal da aliança que estou fazendo com o mundo. Quando eu cobrir de nuvens o céu e aparecer o arco-íris, então eu lembrarei da aliança que fiz com vocês e com todos os animais”
Gênesis 9:8-17

  • 3

    Budismo

    O corpo de arco-íris é um conceito do budismo tibetano, que significa um dos níveis máximos de iluminação quando tudo começa a se transformar em luz pura. O corpo de arco-íris precede o estado de nirvana, sendo o último estágio de iluminação da consciência antes dele.

    Da mesma forma que o espectro contém todas as manifestações possíveis de luz e cor, o corpo do arco-íris significa o despertar do eu interior para o conhecimento terrestre, ou seja, a percepção da totalidade da realidade material e origem espiritual que nos cerca.

    Além do corpo de arco-íris, no budismo temos mais uma referência a este espetáculo da natureza: após iluminado, Buda desceu dos céus utilizando uma escada de sete cores, ou seja, um arco-íris como ponte entre os mundos.

  • 4

    Xintoísmo

    Para a tradição xintoísta, o arco-íris é um portal, uma ponte que conecta o mundo dos mortais ao mundo dos deuses, ou o mundo dos vivos ao mundo dos espíritos. É através desse portal que aqueles que deixam a vida podem guiar-se para o além.

    Toda vez que se forma um arco-íris, é sinal que um espírito ultrapassou os limites da vida e adentrou no reino dos céus.

  • 5

    Crenças árabes

    Para a cultura árabe, o arco-íris é a representação do deus Quzah, divindade responsável pelo tempo. Quando em guerras divinas, o deus Quzah manuseava o arco para lançar suas flechas de granizo contra outras divindades.

  • 6

    Taoísmo

    Na gênese taoísta, no início de tudo houve uma guerra entre o espírito e a matéria, vencida pelo espírito que triunfa, e, então, condena a viver para sempre no interior da Terra.

    Antes que isto acontecesse, porém, sua cabeça bateu no firmamento e partiu o céu. A deusa Niuka saiu do mar e, fervendo as cores do arco-íris num caldeirão, foi capaz de restabelecer a ordem e devolver a cada estrela o seu lugar, exceto por dois cacos que ela não conseguiu encontrar e que deixaram o firmamento incompleto.

    A partir dessa lenda, firmou-se a dualidade tão conceituada pelo taoísmo: o bem e o mal, o Yin e o Yang, uma alma que percorre a Terra em busca de sua outra parte, para se encaixarem no vazio e completarem a criação. São as forças fundamentais opostas e complementares que se encontram em todas as coisas.

  • 7

    Religiões de matriz africana

    Nas religiões que cultuam os orixás, temos a representação do arco-íris no orixá Oxumarê, que, em língua yorubá, significa exatamente arco-íris. Oxumarê representa a ligação entre o céu e a terra e simboliza a continuidade, permanência e fortuna. Entre suas múltiplas funções, diz-se que é um servidor de Xangô encarregado de levar as águas da chuva de volta para as nuvens através do arco-íris.
    É o segundo filho de Nanã, irmão de Osanyin, Ewá e Obaluayê, vinculados ao mistério da morte e do renascimento que unem os mundos dos vivos e dos mortos.

O arco-íris na física: a luz que contém todos os raios

Este incrível fenômeno tão explorado pelas religiões e pelo imaginário popular, deu também uma importante contribuição para a física. Entre os cientistas que se dedicaram a observação do arco-íris, o mais famoso é Isaac Newton.

Newton foi quem explicou o que são os arco-íris do ponto de vista da física, quando criou artificialmente o fenômeno utilizando um prisma e explicou a refração da luz. Dentro de um quarto, ele construiu um pequeno buraco que deixava passar um raio de sol, e no caminho desse raio de luz solar ele posicionou um prisma de vidro transparente, que refratava (mudava a direção) o raio de sol. Quando a luz batia na parede do fundo do quarto após passar pelo prisma, as 7 cores do espectro ficavam evidentes, provando como a luz branca é uma mistura de diferentes cores, uma junção de cores.


Clique Aqui: Descubra a cura pela natureza através das ervas em 6 perfis do Instagram


Arco íris na cultura popular: as lendas

Vimos que na história das religiões a simbologia do arco-íris é muito bela e quase sempre expressa a conexão entre os mundos e a presença divina. Já na cultura popular, o arco-íris tem em torno de si as mais variadas histórias e lendas que povoam a imaginação das crianças.

A mais conhecida delas é a de que nas extremidades do arco-íris há um pote de ouro, o que faz com que ele esteja associado à fortuna. Quem nunca ouviu essa? Quem, quando criança, não se imaginou encontrando esse pote de ouro cada vez que observava um arco-íris?

Outra lenda não tão famosa é a de que, ao passar embaixo de um arco-íris, a pessoa mudaria de sexo. Essa não tem quase nenhuma graça. Se é para alcançarmos um arco-íris, melhor ficarmos ricos, não?

Além das lendas, temos a representação da diversidade através das cores do arco-íris. A bandeira LGBTQ utiliza esse símbolo para identificar a comunidade e tratar de pautas como homossexualidade, bissexualidade, travestis, transexualidade, universo queer, inclusão, diversidade entre outros temas.

A bandeira foi criada pelo artista Gilbert Bake com o intuito de mostrar a necessidade de inclusão em meio à diversidade.


O despertar do arco-íris

Ponte, aliança ou mensagem dos céus, o arco-íris tem um significado espiritual muito profundo, além da beleza e magnitude que esse fenômeno é por natureza.

“Quem deseja ver o arco-íris, precisa aprender a gostar da chuva”
Paulo Coelho

Podemos dizer que ele é pura luz, e está, portanto, associado ao despertar espiritual. Você não sente algo especial dentro de você, a cada vez que pode ver um arco-íris? Não é mágico olhar para o céu e vê-lo colorido? Aquelas cores brilhando logo após uma chuva sempre me lembram de que não há mal que sempre dure. É uma lembrança de que Deus age incondicionalmente, está sempre presente, e que tudo que é negativo, difícil, atribulado, um dia dará lugar a algo colorido e belo, como um lindo arco-íris. A transformação é um dos principais atributos divinos e é graças a ele que temos a oportunidade de crescer.

Então, sempre que você olhar para o céu e lá estiver um arco-íris, além do espetáculo de beleza gratuito, aproveite para refletir sobre sua vida. Tente identificar se existe alguma oportunidade se abrindo e se mantenha atento. Se você estiver passando por conflitos emocionais e afetivos, é hora de tentar uma nova abordagem, trazer uma nova perspectiva para a situação.

Se estiver planejando alguma mudança brusca em seu estilo de vida, encare o arco-íris como uma mensagem positiva: vá em frente e não tema, pois você está amparado por Deus. Se estiver triste, esse arco-íris pode ser um olá divino, um sinal de que as coisas vão melhorar.

Por fim, um caso muito comum e extremamente significativo é quando alguém parte. Se alguém próximo a você se foi e você viu um arco-íris, pode se emocionar. Às vezes eles aparecem no momento do enterro ou cerimônia de cremação, o melhor e mais emocionante dos sinais. O universo está dizendo que aquele espírito foi recebido, que chegou ao céu com alegria e que, apesar da tristeza daqueles que ficam, tudo acabará bem. Todos estão amparados pelos céus e a dor não vai tardar em ir embora.

Quando foi a última vez que você viu um arco-íris? O que será que ele veio te contar? Divide com a gente nos comentários!


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.