.
As horas planetárias: como utilizá-las para ter sucesso

As horas planetárias: como utilizá-las para ter sucesso

As horas planetárias não são iguais às horas oficiais terrestres. O calendário da astrologia tem como base os movimentos naturais dos planetas, enquanto o oficial é baseado no tempo-padrão pré-estabelecido.  Veja como funcionam as horas planetárias e como tirar partido disso para aproveitar melhor a sua energia nas horas certas.

As horas planetárias: como elas funcionam?

As horas planetárias são baseadas pelo nascer e pôr do sol, por isso, sua duração varia ao longo do ano – no verão temos mais horas planetárias do que no inverno, por exemplo. O dia astrológico só começa quando o sol nasce, enquanto nas horas oficiais o dia nasce às 00:00.

Cada hora é regida por um planeta:

E em cada turno, os planetas também influenciam especificamente cada hora. As horas regidas por marte, por exemplo, são mais propícias à ação e ao dinamismo. As horas regidas por mercúrio, mas propícias à comunicação, à troca de ideias, etc.


Clique Aqui: Dignidades planetárias – a força dos planetas


Como são calculadas as horas planetárias?

Como dissemos acima, as horas planetárias são calculadas de acordo com o movimento solar. Existe o arco diurno – que acontece do nascer ao pôr-do-sol – e o arco noturno – do pôr-do-sol ao nascer. Dessa forma, são divididos em 12 horas diurnas e 12 noturnas perfazendo as 24 horas do dia.

  • A regência das horas segue um padrão fixo, uma sequência planetária:

Saturno, Júpiter, Marte, Sol, Vênus, Mercúrio e Lua.

A esta sequência planetária dá-se o nome de Ordem Descendente ou Ordem Caldeia.

Por isso, como vimos acima, a primeira hora de cada dia é regida pelo planeta regente principal. Por isso, a primeira hora do domingo é regida pelo Sol, a primeira hora da Segunda feira pela Lua, e assim por diante, seguindo essa sequência.

  • Em vários idiomas, os nomes dos dias da semana evocam os planetas que os regem, como por exemplo, a segunda feira é um dia regido pela lua, então:

Monday em Inglês – literalmente Dia da Lua: Moon (Lua) Day (dia)

Lundi em Francês – também: dia da Lua

Lunes em Espanhol – o mesmo significado: dia da lua

O Português, infelizmente, não segue essa mesma norma.

Dentro desta sequência maior dos dias, encontramos a ordem das horas planetárias.

Para calcular a sequência de planetas para as horas de Domingo, por exemplo, basta seguir a sequência caldeia.

Assim, as 12 horas diurnas de Domingo são: 1ª – Sol, 2ª – Vênus, 3ª – Mercúrio, 4ª – Lua, 5ª – Saturno, 6ª – Júpiter, 7ª – Marte (a partir daqui repete-se a sequência) 8ª – Sol, 9ª – Vénus, 10ª – Mercúrio, 11ª – Lua e 12ª – Saturno.

Continuando a sequência obteríamos as 12 horas noturnas.

Essa sequência prossegue de forma ininterrupta originando a primeira hora de cada dia como a maior influência que rege aquele dia todo.


Clique Aqui: Aspectos Planetários: o que são e como entendê-los?


E durante a noite?

O planeta regente da noite é o planeta que rege a primeira hora noturna, ou seja, a primeira hora depois do sol se por.

Por exemplo, o Sábado é um dia regido por Saturno, mas a noite de sábado é regida por Mercúrio.


Qual a utilização prática das horas planetárias?

O uso das horas planetárias se perdeu, inclusive muitas astrologias já não usa o cálculo dessa hora em suas previsões (para se adequar melhor à vida das pessoas, que seguem o horário oficial). No entanto, na Astrologia Horária e na Astrologia Eletiva elas ainda têm grande importância. Elas são importantes para a definição exata do ascendente e para confirmar influências em horários específicos.


E como eu posso utilizar?

Para perceber as influências das horas planetárias, precisamos combinar o significado do planeta regente do dia com o planeta regente da hora. O regente do dia dá o tom geral daquelas 24 horas, uma influência mais genérica. A influência do planeta da hora é mais pontual e incisiva. Veja abaixo como cada planeta influencia as energias na Terra e perceba sua ação em seu dia a dia. Você pode regular as suas horas oficiais com as horas planetárias para aproveitar a melhor energia para canalizar suas atividades.

Saturno – Reflexão profunda, estruturação de ideias e execução de tarefas que requerem paciência e disciplina. Pode ser depressiva, é preciso ter cuidado com ideias relativas à tristeza.

Júpiter – Adequada para qualquer tipo de tarefa. Ideal para a expansão de horizontes e para inspiração. É necessário ter cuidado com exageros pois é uma energia muito agitada.

Marte – Ação, conquistas, inícios. Tarefas assertivas e competitivas. É necessário ter cuidado com disputas e desentendimentos.

Sol – Atividades energéticas ou relacionadas com liderança. É preciso ter cuidado com o orgulho.

Vênus – Harmonia, beleza. Ideal para o prazer, para os contatos sociais e relacionamentos. Cuidado com os pequenos excessos.

Mercúrio – Comunicação, envio de documentos e assinaturas, renovação de documentos. É uma boa hora para atividades de estudo, ensino em aprendizagem em geral. Cuidado com as indiscrições, as mentiras e fofocas.

Lua – Ideal para tarefas mundanas (limpezas, compras, higiene). Uma boa hora para rever sentimentos e emoções. Cuidado com a sensibilidade, pois as coisas tendem a estar mais instáveis e emotivas em horas lunares.


Clique Aqui: Você sabe qual o seu Planeta Regente?


Um exemplo prático

Em um dia de Vênus, associado ao prazer e ao conforto, uma hora de Júpiter pode ser indicada para relaxar e viver situações agradáveis. No entanto, é também preciso ter cuidado com os excessos. Num dia da Lua, onde se vive uma sensibilidade geral, uma hora de Marte pode desencadear desentendimentos e susceptibilidades. No entanto, pode ser uma boa hora para apelar à dedicação a uma causa.

Escolher as horas planetárias para planejar suas atividades diárias pode ser uma ferramenta muito útil para ter sucesso em sua vida pessoal e profissional. Que tal tentar?


Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual