.
Eneagrama e os 9 caminhos do sucesso

Eneagrama e os 9 caminhos do sucesso

Existem muitas abordagens sobre a personalidade humana, mas o Eneagrama é uma das mais impressionantes, uma ferramenta de autoconhecimento e crescimento pessoal que descreve com muita riqueza e profundidade os 9 tipos de personalidade. É de uma precisão tão incrível, que provoca identificação imediata mesmo em quem tende ao ceticismo em relação às abordagens menos tradicionais, deixando desconcertado quem lê sobre o eneatipo que descreve sua personalidade.

Composto por um círculo, um triângulo e uma hexade, o Eneagrama é uma figura geométrica de 9 pontas que funciona como símbolo processual, presente em diversas tradições antigas, do pensamento grego de Pitágoras às filosofias herméticas e gnósticas. Atualmente, o Eneagrama é utilizado por vários estudiosos para explicar o comportamento humano e está muito presente na psicologia não tradicional, coaching e recursos humanos de grandes empresas. Ele define nove tipos básicos de personalidade e permite que as pessoas compreendam os porquês de comportamentos recorrentes e identifiquem os elementos que as potencializam e enfraquecem.

A história do eneagrama: de Pitágoras e Gurdjieff à psiquiatría moderna

A história completa do Eneagrama não é muito clara e tem partes não tratadas pela história acadêmica. Mas, ao que se sabe, a viagem pelas origens desse conhecimento nos leva até a Grécia Antiga, onde encontramos elementos do Eneagrama nos ensinamentos de Pitágoras. Grande mestre da matemática e do espírito, acreditas-se que Pitágoras tenha utilizado o símbolo que representa o Eneagrama quando ensinava aos seus alunos sobre o corpo, as emoções e a mente.

Séculos depois temos os sufis, mestres da tradição árabe que ensinavam uma filosofia de autoconhecimento e contato com o divino através práticas muito semelhantes aos conceitos pitagóricos, pois fundamentaram seu conhecimento em torno da mente e das emoções como caminho de aprimoramento e contato com o divino.

No mundo moderno o Eneagrama foi resgatado da antiguidade pelo filósofo e místico russo Georgiǐ Ivanovič Gurdjieff, figura influente no panorama dos ensinamentos religiosos, psicológicos e esotéricos. Gurdjieff encontrou com o símbolo em uma de suas viagens e passou a utilizá-lo como modelo de avaliação.

Por volta da década de 50, o também filósofo boliviano Oscar Ichazo foi quem sintetizou os vários elementos do eneagrama, associando as 9 pontas do símbolo aos 9 atributos divinos da natureza humana ensinados pelo cristianismo. A partir desse momento, o Eneagrama passa a estar diretamente relacionado aos tipos de personalidade humana.

No final dos anos 70, o chileno médico e psiquiatra Claudio Naranjo aproximou o Eneagrama da ciência e da psiquiatria. Ele adicionou aos eneatipos elementos da psiquiatria, enriquecendo o sistema do Eneagrama com características de personalidade que ele conhecia e consolidando do panorama final de tipologias.


Clique Aqui: Descubra como usar os cristais para autoconhecimento e cura


O que nos ensina o Eneagrama?

O conhecimento transmitido pelo Eneagrama é muito amplo, mas podemos dar destaque a alguns conceitos que fundamentam a abordagem. O primeiro deles é reconhecer que não somos a nossa personalidade, ou seja, não estamos restritos aos padrões que desenvolvemos desde o nascimento, que quando colocados em perspectiva, nos permite identificar as potencialidades e inclinações que desenvolvemos e transformá-las a nosso favor.

Nesse sentido, o objetivo é interromper nossas reações automáticas. Tudo aquilo que emerge de forma irracional está ligado à esses ensinamentos e memórias de experiências normalmente mais negativas e que nos colocam em estado de defesa. Racionalizar esses processos interrompe o ciclo e nos permite reagir de maneiras diferentes ao que estamos acostumados, nos retirando da escravização mental.

O resultado é que conseguimos acessar nossa verdadeira identidade e deixar que a consciência mais ligada ao espírito possa comandar.


Os 9 tipos do Eneagrama

O Eneagrama consolida 9 tipos básicos de personalidade e seu estudo permite que a pessoa identifique seu eneatipo, compreendendo os porquês de comportamentos recorrentes, sejam positivos ou negativos. O eneatipo diz muito sobre padrões de atenção e de reação e os fatores que nos levam à motivação ou apatia. Demarca fortemente as habilidades e dificuldades específicas que possuímos e evidencia as fraquezas.


Clique Aqui: Saiba como calcular Numerologia do Nome e descubra a sua personalidade


Conheça abaixo um pouco sobre os 9 tipos do Eneagrama:

  • 1

    O perfeccionista

    Focados em atingir a perfeição, as pessoas do Eneagrama tipo 1 são centradas na ação e possuem um alto nível de exigência, princípios e organização. Muito críticos, têm dificuldade para se comportarem de forma espontânea e percebem o mundo em termos de certo ou errado.

    Alguns podem ser percebidos como arrogantes, pois tendem a acreditar que apenas o esforço os faz merecedores. Têm dificuldade para aceitar elogios e para reconhecer suas próprias conquistas e buscam respeito, não aprovação.

    Gostam de ter controle sobre as emoções e odeiam a sensação de não estar no comando de si.

    Seu vício emocional é a raiva, justificada pela atitude esforçada. Suas características positivas são a determinação, a praticidade e a responsabilidade e seus pontos fracos são a teimosia e hostilidade.

  • 2

    O prestativo

    Pessoas que gostam de ajudar a todos muitas vezes pertencem ao Eneagrama do tipo 2. Centradas nas emoções, querem ser amadas e podem se tornar manipuladoras em função do medo da rejeição. Generosos e amigáveis, oferecem seu tempo e energia e parecem não esperar nada em troca, exceto serem notados e reconhecidos pelo auxílio que prestam. Quando se sentem desprezados, podem se expressar através da raiva, pois o orgulho também é uma característica muito forte do eneatipo 2.

    Seu vício emocional é o orgulho, oriundo de suas atitudes solícitas e prestativas. O apego também influencia a personalidade do tipo 2, fazendo com que nem sempre estejam receptivos a determinadas mudanças. Como estão acostumados a ajudar, tem muita dificuldade quando são eles que precisam de ajuda.

    Seus pontos fortes são o carisma e disposição. Já suas características negativas são a prepotência, o medo e o apego.

  • 3

    O bem sucedido

    As pessoas de Eneagrama tipo 3 são centradas na ação ou no planejamento. Têm uma visão mercantilista e são ótimas em se comunicar e sintetizar ideias. É uma personalidade competitiva que deseja ser admirada por suas conquistas e que teme o fracasso, pois o sucesso é um meio de conquista de autoestima. Possuem uma aparente autoconfiança, que fica muito abalada quando não se sentem admirados pois confundem admiração com amor e precisam de atenção e devoção alheia. Esse eneatipo de só reconhece e expressa “sentimentos corretos”, reprimindo as sensações que fogem a este julgamento.

    Seu vício emocional é a vaidade e os pontos fracos são a inquietude e a tendência à manipulação da realidade. Como características positivas temos a flexibilidade, a motivação e foco.

  • 4

    O romântico

    O tipo 4 do Eneagrama abriga pessoas que sentem a necessidade de buscar o significado da vida e anseiam excessivamente por amor. Possuem uma sensação de imperfeição e inadequação e buscam o destaque através da autenticidade. São intensas, sensíveis, profundas e podem ser dramáticas em determinadas situações. Geralmente cultas e inteligentes, tendem às artes como forma de expressão.
    Aprenderam a ter atenção através das emoções, então têm forte tendência a exagerar a expressão do sofrimento, o que lhes traz um senso de empatia muito grande em relação ao sofrimento dos outros.

    O vício emocional é a inveja. Esse sentimento aparece pois esse tipo de personalidade tende à comparação da sua vida com a dos outros, pois desejam vivenciar uma vida ideal. Então, podem se tornar pessoas centradas na falta, insatisfeitas e queixosas. Suas características positivas são a criatividade, sensibilidade e empatia.

  • 5

    O estrategista

    O tipo 5 é centrado na mente, gosta de planejar e racionalizar. Querem conhecer o mundo e o ser humano, observando e analisando tudo. São intelectualizados, reservados e desapegados e possuem uma capacidade de concentração natural. Uma aparente auto suficiência esconde medo, que se expressa em forma de distanciamento. Sentem necessidade de acumulação de bens e conhecimento, tendendo à avareza e possessividade em determinadas situações.

    O vício emocional é a avareza e estão propensos à frieza e à insensibilidade.
    Os pontos positivos desse tipo de personalidade é a visão de longo prazo e a capacidade de se antecipar aos problemas.

  • 6

    Cuidadoso e questionador

    Sempre com um pé atrás, o tipo 6 é questionador, cético, leal e criativo. Desconfia da autoridade e tem tendência a contestar, entretanto, anseia encontrar um líder que não precise contestar. Os tipos 6 sentem necessidade de segurança e aprovação e tomam precauções contra qualquer ameaça. Muito críticos, questionam as próprias decisões e dos outros, podendo ser um pouco invasivos pois reagem ao medo e tendem a trabalhar sempre com os piores cenários. Apesar de contestadores, as relações e tradições de família, cultura e sociedade são muito importantes pois encontram segurança nessas dinâmicas.

    O seu vício emocional é o medo, pois são muito realistas o que faz deles algumas vezes pessoas ansiosas com medo do desconhecido.
    Entre os traços positivos, está a lealdade.

  • 7

    O sonhador

    Sempre em busca da felicidade, as personalidades pertencentes ao eneatipo 7 são sonhadoras, otimistas e divertidas. O tipo 7 também é conhecido pela agilidade mental para lidar com várias situações ao mesmo tempo. Entediam-se ou saciam-se facilmente com as coisas e preferem atividades que envolvam outras pessoas, especialmente aquelas que estimulam a criatividade e imaginação. Entretanto, têm dificuldades em finalizar aquilo que começam, pois, quando sentem que não estão diante de um desafio ou que aquele projeto tem chances de falhar, abandonam o barco.

    O vício emocional é a gula e entre as características negativas podemos destacar a indisciplina e a irresponsabilidade diante de obrigações. Como pontos fortes, temos o otimismo e a criatividade.

  • 8

    O confrontador

    Com características fáceis de reconhecer, pessoas do tipo 8 do Eneagrama têm facilidade em mandar e liderar, podendo intimidar os outros com sua forte segurança. Confrontadoras, líderes naturais, obstinadas e firmes, têm paixão pelo excesso, pela intensidade e buscam sempre adrenalina. São geralmente rebeldes e mandonas, mas também protetoras. Não tem consciência da força às vezes agressiva que projetam nos outros, pois se consideram apenas diretas e objetivas. Pessoas que enfrentam sua franqueza com evasivas, serão prontamente confrontadas, pois o Eneagrama do tipo 8 exige a verdade e a transparência, se manifestando de forma aberta e deixando fluir o que pensam. Se irritam com facilidade e possuem uma ética envolvendo justiça que os leva a ideia de “a meu favor ou contra mim”, sendo percebidos como extremistas. Em geral, e por causa de seu senso de justiça muito marcante, saem em defesa dos oprimidos e não favorecidos.

    A radicalidade em que está imersa a personalidade do eneatipo 8 faz com que eles não entendam bem o “receber”, sentindo que precisam “tomar” para conseguir o que querem e se reservam o direito de prazer doa a quem doer.

    O vício emocional é a luxúria pela atitude dominadora, podendo se transformar em pessoas apegadas à força e ao poder. Como pontos negativos, podemos dizer que quando se excedem, tornam-se agressivos e intolerantes perante o mundo. Suas características positivas são objetividade, assertividade e realização.

  • 9

    O mediador

    Esse é o eneatipo é também muito fácil de identificar e um dos mais fáceis de conviver.  Pessoas do Eneagrama tipo 9 têm um perfil extremamente pacifista, buscam a paz e a solução de conflitos a qualquer custo e estão sempre focados no bem comum. São calorosos, tolerantes, acomodados e não competitivos. Controlam os relacionamentos pelo silêncio e podem enlouquecer quem precisa do conflito para fazer crescer as relações, pois suas atitudes podem ser confundidas com desprezo e descaso. Recusam-se a discutir e preferem se afastar dos conflitos, evitando se envolver ou posicionar. Gostam de viver de forma tranquila, sentindo conforto na estabilidade de uma vida estruturada.

    Em assuntos pessoais, acham difícil saber o que sentem e explodem tão tardiamente que nem se recordam mais de onde vem a raiva. Outra característica muito marcante deste eneatipo é a distração. Parecem viver mais no mundo da lua do que no tempo presente, aquele tipo de pessoa que sai para comprar pão e volta com ovo, chocolate e refrigerante, sem se lembrar do pão. Estão sempre procurando as chaves do carro ou carteira e nunca se lembram onde deixaram seus objetos. Cumprem os prazos no último minuto pois podem esquecer coisas essenciais. Pode parecer displicência, mas raramente é intencional.

    Pessoas com a personalidade do tipo 9 no Eneagrama tendem a ficar na zona de conforto e serem acomodados, apresentando apatia e sensação de paralisia em momentos que deveriam agir. Assim, podem acabar ficando “dependentes” dos outros (emocional e economicamente) muito cedo na vida.

    Seu vício mental é a indolência, devido à sua atitude tranquila e auto imagem conciliadora.
    Seus pontos fortes são a flexibilidade, mediação e a atitude calma.

Eneagrama no mundo corporativo: o segredo para um ambiente equilibrado

Muitas empresas enfrentam um problema de produtividade ligada ao recrutamento, pois não conseguem contratar o perfil adequado ao contexto de suas empresas. Algumas vezes essa dificuldade não diz respeito à capacitação dos profissionais, mas sim a personalidade e comportamento que eles têm. A questão aqui é identificar um perfil correto e adequado às exigências de uma determinada posição profissional e à cultura da empresa. Contratar uma pessoa introvertida para a força de vendas de uma empresa pode não ser boa decisão, tanto para a empresa quanto para o profissional, que terá de desempenhar funções que o deixarão frustrado e desmotivado. Sentir conforto e ter um nível de identificação com nosso trabalho nos deixa mais felizes, satisfeitos e disponíveis para os desafios da vida profissional.

Assim, diversas empresas incorporaram o teste de Eneagrama em seus processos seletivos, para potencializar as chances de sucesso nas contratações. Além disso, o Eneagrama também ajuda muito no fortalecimento das qualidades e potenciais das equipes como um todo e pode ser muito útil para trabalhar a liderança, desempenho, comunicação, tomada de decisão, mediação conflitos e elaboração de feedbacks.

O conhecimento dos 9 tipos do Eneagrama é uma ferramenta de gestão poderosa, que poupa recursos dos Recursos Humanos e amplia a tolerância e aceitação das diferenças no universo corporativo.


Clique Aqui: Cão ou gato: como é a sua personalidade?


Como descobrir o meu eneatipo?

Existem testes disponíveis na internet que podem dizer com mais precisão qual nosso eneatipo. Feito o teste e cientes do que representa nossa personalidade no Eneagrama, é impossível parar por aí. A boa notícia é que existe uma grande literatura sobre este tema, vídeos e muitos cursos que se aprofundam muito no tema. Uma boa analogia para entendermos melhor essa questão são os signos: saber qual é o nosso signo pode ser suficiente para entender nossa maneira de pensar e agir de forma espantosa. Entretanto, há todo um universo além: nossa ascendência e o mapa da vida que um bom mapa astral pode oferecer complementam de forma essencial o panorama de vida no qual estamos inseridos e traz informações valiosas para autoconhecimento e desenvolvimento.

O mesmo ocorre com o Eneagrama. Conhecer nosso eneatipo é só o começo de uma jornada fantástica onde somos nós os personagens centrais.


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.