.
Banho de floresta- uma técnica de cura japonesa

Banho de floresta- uma técnica de cura japonesa

O banho de floresta ou shinrin-yoku – no idioma japonês – é uma técnica japonesa de relaxamento que consiste em caminhar por espaços verdes (floresta, parques), mantendo uma atitude meditativa. O método foi desenvolvido no Japão em 1982, pela iniciativa da Agência Florestal do governo japonês, que tinha como objetivo incentivar as pessoas a saíres de suas casas e passarem um tempo imersas na natureza.

A princípio, a técnica foi baseada no senso comum de que o contato com a natureza e com o ar fresco faz bem ao corpo e à mente. Porém, logo o banho de floresta passou a ser cientificamente estudado e seus benefícios começaram a ser comprovados.

O uso medicinal do banho de floresta

Atualmente, o método é utilizado como uma forma de medicina preventiva, mostrando resultados na diminuição de cortisol, o principal hormônio causador do estresse e da pressão arterial. Além disso, melhoras na concentração e imunidade foram observadas. A Nippon Medical School de Tóquio foi uma das instituições a pesquisar sobre a técnica. Eles comprovaram que os banhos de floresta podem ajudar até mesmo na prevenção do câncer.

Yoshifumi Miyazaki, médico da Universidade de Chiba, no Japão, estuda o shinrin-yoku desde 1990. Pesquisando em conjunto com outros cientistas, comprovou os benefícios dos banhos florestais. Os resultados foram publicados em 2009, mostrando que o contato com a natureza reduziu em 13% a concentração de cortisol no sangue de pacientes analisados, em 2% a pressão sanguínea e em 18% a atividade do sistema nervoso simpático, responsável pelas respostas involuntárias a situações de perigo e estresse, além de uma diminuição de 6% na frequência cardíaca. Os dados mostraram que houve uma melhora de 56% na atividade do sistema nervoso parassimpático, que responde a situações de calma, indicando um relaxamento biológico.

Também existe um estudo que defende que os cheiros da floresta agem de forma positiva no corpo humano, reduzindo o estresse e a irritação. A caminhada em áreas verdes, como propõe o shinrin-yoku, ajuda a estabilizar a pressão arterial e fortalecer a imunidade. A pesquisa que analisou os efeitos dos óleos essenciais produzidos com os odores emitidos na floresta sustenta que os pinheiros estão entre os maiores potenciais terapêuticos.

Portanto, a Ciência comprova que estar em contato com a natureza, respirar ar puro entre as árvores e estar próximo de vegetais em seu ambiente natural é extremamente benéfico para a saúde. A imunidade aumenta, a pressão arterial é regulada, previne doenças e é capaz de curar a depressão.

Porém, a técnica não é tão simples quanto parece. É preciso que a prática seja constante em sua rotina. Por quinze minutos ou até mesmo cinco, estar diariamente na natureza, preferencialmente, com os pés descalços.


Clique aqui: Ho’oponopono – uma técnica havaiana de autocura


Tratamento florestal como saúde pública

A prática do banho de floresta é incentivada pelos serviços de saúde pública do Japão. Esse método está sendo difundido também em outros países como uma necessidade real dos seres humanos. Nos Estados Unidos, por exemplo, existe uma organização Shinrin-yoku, que acompanha o movimento e orienta os adeptos.

Em uma pesquisa realizada pela Environmental Protection Agency (EPA) constatou-se que os americanos, em média, estão 93% do seu tempo em ambientes fechados. O grande problema de passar tanto tempo dentro de casa é a qualidade do ar interior. A EPA afirma que a quantidade de alguns poluentes encontrados dentro de casa pode ser tão elevada quanto a encontrada em ambientes urbanos externos.

Passar um tempo ao ar livre na natureza oferece diversos benefícios para a saúde física e mental.


Clique aqui: A refrescância e relaxamento do óleo essencial de menta


Como realizar o banho de floresta?

Agora que você já sabe os benefícios do banho de floresta, pode se programar para realizar uma caminhada na natureza no seu próximo tempo livre. Aproveite este momento para estar em contato consigo mesmo, meditar, ouvir os sons e sentir os cheiros da natureza. Especialistas aconselham que a terapia florestal seja feita individualmente, sem interferências. Para potencializar os benefícios, adote as atitudes a seguir quando fizer seu banho de floresta:

– Quando estiver perto da natureza, deixe de fora todos os seus problemas pessoais e profissionais. O momento de cura virá quando você conseguir se sintonizar com as energias da floresta, das árvores, dos pássaros e cada ser vivo que encontrar pelo caminho.

– Escolha uma pedra quando chegar ao local e deixe nela todos os seus problemas. Depois, caminhe livremente, limpe sua mente, sem pensar em nenhum assunto específico. Na saída deste ambiente natural, esqueça de recolher os problemas que deixou na pedra, propositalmente.

– Caso o tempo esteja bom, caminhe descalço.  Ao pisar na terra, na areia, nas folhas secas e até nos galhos e pedras pelo caminho, suas energias serão naturalmente recicladas. Aqueles sentimentos que estão estagnados, vão interagir com as energias da terra (chamadas de energias telúricas) que vão estabelecer um circuito de trocas muito benéfico.

– O mais indicado é que você caminhe. Caso não consiga, apenas sente-se debaixo de uma árvore ou em frente ao mar. Sinta o vento, o sol e busque se integrar com as forças naturais.

– Repita a atividade diariamente ou ao menos semanalmente, estando consciente de que se trata de uma terapia curativa de seu corpo físico, mental e emocional.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.