.
Materialização no Espiritismo – como os espíritos aparecem para nós?

Materialização no Espiritismo – como os espíritos aparecem para nós?

Um dos temas que mais desperta curiosidade, dúvidas e questões dentro do Espiritismo é a materialização. Ela consiste na percepção do mundo espiritual dentro do nosso mundo físico, dos encarnados. É quando nós humanos podemos perceber a presença de espíritos. Mas como isso acontece? Veja abaixo.

O que é a materialização para o Espiritismo?

A materialização é uma das principais manifestações dos espíritos no mundo dos encarnados. Quando ela acontece, significa um voto de confiança do plano espiritual com o nosso mundo, um laço que foi possível criar entre um desencarnado e um encarnado. Quando um espírito se materializa, ele é capaz de tomar formato, cheiro e até se tornar tátil – sendo possível ser tocado.

Ele pode ser tornar visível apenas para uma pessoa ou para um grupo de pessoas, que são capazes de ver ou sentir ao mesmo tempo. Não há a necessidade de ter uma mediunidade bem desenvolvida para ser capaz de presenciar uma materialização espiritual, apesar de tornar-se mais fácil perceber os sinais de materialização quando esse dom é bem aceito e desenvolvido.


Clique Aqui: 8 coisas sobre espiritismo que provavelmente você não sabia


Como a materialização acontece?

Para entender a materialização no Espiritismo é preciso estudar profundamente o tema, pois lida com conceitos que não podem ser explicados em um curto artigo. Vamos tentar mostrar de forma simplificada para que a materialização não seja um mistério.

Tudo no Universo possui energia, são energias dos mais diversos tipos, de vibrações e intensidades muito diferentes. O plano espiritual é capaz de manipular essas energias – assim como nós também conseguimos. Em um ambiente, normalmente existem 3 tipos de fluidos energéticos:

  • A energia espiritual evoluída – é o mais puro dos fluidos energéticos;
  • A energia dos encarnados – é a nossa vitalidade, o sopro de ar que recebemos quando nascemos;
  • A energia presente na natureza – mesmo onde não exista viva, a natureza possui uma energia vibrante própria (que conseguimos sentir quando vamos para o meio do mato, uma cachoeira ou montanha, por exemplo).

Na presença desses materiais energéticos, um espírito consegue utilizá-los para se materializar e conseguir entrar em contato com o homem. A comunicação não precisa acontecer através da fala ou de palavras, na maior parte das vezes ela acontece através de sentimentos, intuições e emoções.


Clique Aqui: Espiritismo: o que é a visão espírita?


Tipos de materialização

Existem vários tipos de materialização no Espiritismo, as mais faladas são a ectoplasma e a espiritual.

Ectoplasma: a ectoplasmia é um fenômeno que consiste no uso de ectoplasma para tornar o espírito visível aos olhos humanos. A energia espiritual é muito sensível à luz, seja a luz natural quando luz elétrica. Por isso, ao utilizar esse meio para se manifestar, a materialização aparece como algo transparente, fluido, com leve iluminação, sem traços humanos.

Espiritual: essa forma de materialização utiliza de outros fluidos para se manifestar, podendo inclusive ganhar forma humana, se desejar. O espírito é capaz de manifestar em forma de pessoas queridas, objetos ou outros elementos visíveis e reconhecíveis ao mundo humano.


A temática da materialização no Espiritismo é muito ampla e há muitos estudos que tentam comprovar a sua real existência. Os livros de Allan Kardec, por exemplo, possuem a descrição real de inúmeros casos de materialização, o que ajuda a compreender esse fenômeno. Se você tem desejo ou curiosidade por entender melhor, busque estudar as obras dele e de outros estudiosos do Espiritismo.


Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual