.
Guia Astrológico da África do Sul: país dos safaris e da diversidade

Guia Astrológico da África do Sul: país dos safaris e da diversidade

Um país que reúne praias, montanhas, grandes cidades ao lado de charmosas vinícolas, além de uma enorme diversidade de culturas, assim é a África do Sul. Localizado entre os oceanos Atlântico e Índico, o país possui clima favorável com poucas chuvas, invernos amenos e verões ensolarados. A África do Sul oferece mais de 130 tipos de atividade, além de reservas naturais com animais selvagens. Neste artigo, vamos fazer um Guia Astrológico da África do Sul. Falaremos sobre diferentes atrações, que vão agradar todos os signos do zodíaco.

Guia Astrológico da África do Sul – O que visitar

  • Guia Astrológico da África do Sul - aries

    Johanesburgo – Áries

    Arianos adoram lugares movimentados e cheios de coisas para fazer. Portanto, nada melhor que o polo econômico e cultural do país para a visita destes nativos.  Johanesburgo é cosmopolita, com rica mistura de culturas e etnias, repleta de contrastes entre arranha-céus modernos, bazares indianos e mercados africanos. Além das atrações da cidade, você pode visitar sítios arqueológicos e safáris nos arredores.

  • Guia Astrológico da África do Sul - touro

    Port Elizabeth – Touro

    Port Elizabeth é uma cidade portuária, que possui belas praias, passeios culturais e arquitetura vitoriana. O passeio pelo Boardwalk – complexo de entretenimento que reúne hotéis, lojas e cassinos em frente ao mar – é imperdível. Os taurinos poderão se deliciar nos bons restaurantes da cidade, além de ser bem recebidos pelos moradores, conhecidos por sua hospitalidade.

  • Guia Astrológico da África do Sul - gemeos

    Cidade do Cabo – Gêmeos

    Considerada uma das cidades mais lindas do mundo, a Cidade do Cabo é um verdadeiro playground ao lado do mar, oferecendo diversas atrações. Toda essa variedade é perfeita para os nativos de Gêmeos, que mudam de humor a todo o tempo e precisam de diferentes coisas para fazer. Possui uma costa de tirar o fôlego, vinícolas na proximidades, compras, vida noturna e gastronomia renomada.

  • Guia Astrológico da África do Sul - cancer

    Bloemfontein – Câncer

    Chamada de cidade das rosas, é uma das três capitais da África do Sul. Possui bons museus e belas construções, preservando um charme de cidade histórica, pequena e hospitaleira. Por dar tanto valor à história e à tradição, os cancerianos vão adorar visita-la, além de se sentirem acolhidos pela hospitalidade dos locais. As flores estão nos parques, jardim botânico e até enfeitando as ruas.

  • Guia Astrológico da África do Sul - leao

    Rustemburgo/Sun City – Leão

    Localizada em Rustemburgo está a Sun City – um grande complexo hoteleiro que é praticamente uma cidade. A sofisticação e glamour deste lugar vão encantar os nativos de Leão. Por algum tempo, carregou o título de “único hotel seis estrelas do mundo”. Sua área de lazer contém praia artificial, piscinas, spa, campo de golf, cassinos, danceteria, cinema, restaurantes, entre outros. Dentro de suas instalações está a maior e mais rápida tirolesa do mundo, a Zip 2000.

  • Guia Astrológico da África do Sul - virgem

    Franschhoek e Stellenbosch – Virgem

    A segunda maior colônia europeia do país está no vale de Stellenbosch, o que resultou na segunda maior região vinícola da África do Sul. Localizada a apenas 50km da Cidade do Cabo, a região possui mais de 200 produtores de vinho. Vale incluir Franschoek no roteiro, pessoas analíticas e sensíveis como os virginianos vão apreciar a cidade com heranças francesas.

  • Guia Astrológico da África do Sul - libra

    Pietermaritzburg, KwaZulu-Natal – Libra

    Localizada no interior de KwaZulu-Natal, Pietermaritzburg é admirada por sua história, caráter colonial e pela bela paisagem. Possui vilarejos charmosos e uma rota maravilhosa de arte e artesanato para explorar. Butterflies for Africa é uma atração imperdível, onde os visitantes caminham entre borboletas de todo o mundo. Os librianos vão adorar a tranquilidade e requinte do lugar, que é uma das cidades vitorianas mais bem preservadas do mundo.

  • Guia Astrológico da África do Sul - escorpiao

    Durban – Escorpião

    Durban é uma cidade quente! O que tem tudo a ver com os nativos de Escorpião. Um lugar vibrante, jovem, litorâneo, cheio de points descolados e com vida noturna sensual. Na orla, se reúnem os jovens interessados em esportes radicais e as famílias estão nos cafés, lojas, monumentos arquitetônicos e centros de lazer.

  • Guia Astrológico da África do Sul - sagitario

    Ilha Robben – Sagitário

    Sagitarianos amam viagens, liberdade, conhecimento e estão sempre aprendendo alguma coisa nova. Para os nativos de Sagitário, indicamos conhecer a Robben Island – ilha onde ficou preso o líder militante negro e ex-presidente Nelson Mandela. Caminhar por esse antigo presídio é uma verdadeira aula de história. A Robben Island é um museu que conta as dores do apartheid – um regime de segregação racial que o país vivenciou durante 46 anos.

  • Guia Astrológico da África do Sul - capricornio

    Pretória – Capricórnio

    Em Pretória, se reúne o poder executivo da África do Sul e as indústrias tecnológicas. Portanto, é o lugar ideal para os nativos de Capricórnio, que sempre pensam em trabalho e buscam inspirações profissionais até mesmo nas férias. A cidade é conhecida por suas ruas repletas de flores, com 70 mil Jacarandás que florescem na primavera. Além da natureza, museus, teatros, lojas, baladas e galerias de arte são alguns dos atrativos do lugar.

  • Guia Astrológico da África do Sul - aquario

    Mpumalanga – Aquário

    Aquarianos gostam de vivenciar experiências novas, conhecer culturas diferentes e se aventurar no desconhecido. Na região de Mpumalanga, fica o Blyde River Canyon – terceiro cânion mais profundo do mundo. Possui 50 km de extensão, compondo uma das mais belas reservas naturais do país. A visita ao Canyon será uma ótima aventura para os nativos de Aquário.

  • Guia Astrológico da África do Sul - peixes

    Simon’s Town – Peixes

    Os nativos de Peixes são desligados com as pessoas, mas são extremamente ligados com a natureza. Para os piscianos, indicamos a visita à Simon’s Town. Nesta praia, os visitantes podem se aproximar dos pinguins africanos, preservados com o apoio de diversas entidades. A cidade também conta com museus, belas praias, pontos para mergulho e snorkel.

Guia Astrológico da África do Sul- O que comer

Chegou a hora do Guia Astrológico da África do Sul falar de um interesse comum entre os signos: a culinária!

  1. Biltong e droewors

Este prato é semelhante à carne seca do Brasil. O biltong (carne cortada em fatias) e droewors (formato de salsicha) secam no sol e, depois de curadas, são temperadas com vinagre, sal, açúcar e especiarias. Este foi um método criado para armazenar a carne e hoje também se utiliza fornos elétricos, acelerando o processo. Pode ser feita com diferentes carnes, como javali e avestruz.

  1. Braai / Shisa Nyama

Shisa Nyama é o termo que descreve um churrasco de rua africano (braai). As pessoas se juntam do lado de um açougue, nos restaurantes shisa nyama, e escolhem as carnes que desejam saborear. O braai começou em Johannesburgo, onde os açougueiros criaram churrascos em frente suas lojas aos fins de semana.

  1. Pap en vleis

O prato combina carne de churrasco com mingau de milho e é muito querido em diversas culturas da África do Sul. “Pap en vleis” (literalmente, “mingau e carne de milho”) é uma expressão que designa a qualquer combinação de amido e carne cozida ou assada, principalmente na churrasqueira. O prato é servido com molho picante e acompanhado de chakalaka.

  1. Chakalaka

O acompanhamento é essencial na mesa sul-africana. O Chakalaka não possui uma única receita, costuma ser apimentado e feito com feijões. Leva vegetais como tomates, cebola, repolho, cenoura, além de especiarias. Sua consistência pode ser parecida com a de um molho, ou não. É servido frio e acompanha qualquer prato típico do país.

  1. Bunny Chow

O Bunny Chow é um dos pratos mais populares do país. Trata-se de pães cozidos, recheados com curry picante. Eles foram trazidos pela comunidade indiana que chegou no país em Durban, no século XIX. Define a essência multicultural sul africana em forma de um sanduíche exótico. Experimente com frango, porco ou variedades vegetarianas.


Clique Aqui: Guia Astrológico dos EUA: país das paisagens diversas


Guia Astrológico da África do Sul – Sabores apenas para os corajosos

  1. Mopanieworms

Este prato é feito com lagartas secas, nutritivas e crocantes. Os vermes são colhidos de árvores e arbustos, espremidos para se livrar de suas entranhas e depois cozidos com tomate e alho. Também podem ser preparados fritos.

  1. Walky Talky

Walky Talky são cabeças (walky) e pés (talky) de galinha, que são empanados e fritos. Eles também podem ser grelhados. Os pés são fervidos para remover a pele, depois temperados e cozidos. Apesar de ser um prato comum no país, apenas os estrangeiros corajosos têm coragem de experimentar.

  1. Smileys ou Skaapkop

Este prato definitivamente não é para pessoas sensíveis. Skaapkop em Inglês significa cabeça de cordeiro. Olhando para a refeição, não é difícil perceber de onde vem o outro nome, “smileys”. A cabeça de um cordeiro é temperada e cozida por várias horas. O resultado final é uma cabeça que parece estar sorrindo para você com carne suculenta que está literalmente caindo do osso. São comidos o cérebro e os olhos, bem como parte da cabeça.


Guia Astrológico da África do Sul – Lugares místicos que não pode perder

  1. Biblioteca Africana, Kimberley

A Biblioteca Africana foi construída em 1882. Bertrand Dyer trabalhou lá em 1900 e foi o primeiro bibliotecário qualificado da cidade. Infelizmente, ele foi pego cometendo fraude e suicidou-se no prédio da biblioteca. Aparentemente, seu fantasma pode ser visto muitas vezes andando pelos corredores da biblioteca e reorganizando os livros nas prateleiras ao seu gosto.

  1. Nottingham Road Hotel, KwaZulu-Natal

O Nottingham Road Hotel, em Midlands Meander, é considerado o lar de uma linda mulher fantasma chamada Charlotte. Charlotte foi supostamente morta em circunstâncias misteriosas em 1800. Moradores e hóspedes do hotel tiveram encontros frequentes com Charlotte – fazendo dela um dos fantasmas mais “famosos” da África do Sul.

  1. O Castelo da Boa Esperança, Cidade do Cabo

O Castelo da Boa Esperança é um dos edifícios coloniais mais antigos da África do Sul e já abrigou condenados, muitos dos quais foram executados no local. Os visitantes relataram ter ouvido passos fantasmagóricos, ouvido vozes estranhas e até avistando uma figura de dois metros de altura, um cachorro preto e o espectro da primeira anfitriã oficial do castelo, Lady Anne Barnard.

  1. Hospital Assombrado de Kempton, Joanesburgo

A história do abandonado Kempton Park Hospital é um mistério e tanto. O hospital fechou de repente no final dos anos 90 e nunca foi reaberto. Os visitantes dizem que parece que todos literalmente se levantaram do que estavam fazendo e saíram para nunca mais voltar. Há frascos de rins no chão, lençóis ensanguentados em camas, arquivos abertos e raios-x espalhados por mesas.


Clique Aqui: Guia Astrológico de Portugal: o país do vinho e das belas paisagens


Guia Astrológico da África do Sul – Onde ficar na África do Sul

Para o nosso Guia Astrológico da África do Sul, separamos alguns tipos de hospedagem que você poderá optar no país.

Hotéis

Você pode esperar encontrar a mesma variedade de hotéis da maioria dos países desenvolvidos. Várias cadeias mundiais estão representadas, incluindo Holiday Inn, Radisson e Marriott. Muitos hotéis que atendem viajantes a negócios oferecem preços razoáveis, mas se você gosta de personalidade, opte por um hotel boutique. Para os viajantes que procuram uma experiência fora do comum, experimente o Breakwater Lodge na Cidade do Cabo. O prédio era originalmente uma prisão do século XIX.

Guesthouses e Bed and Breakfasts

Embora tecnicamente sejam diferentes – principalmente se o proprietário vive no local – na prática, os termos “bed and breakfast” e “guesthouse” são usados ​​de forma semelhante na África do Sul. Este tipo de acomodação é popular no campo, e se você preferir um quarto simples em uma casa de família ou um edifício construído com entrada separada e banheiro privativo, vai encontrar facilmente.

Self-Catering Lodging

As acomodações autossuficientes providenciam uma cozinha totalmente equipada, permitindo aos hóspedes cozinhar para si próprios. Pode ser uma maneira barata e flexível de se hospedar, e você vai encontrar algumas opções encantadoras em todo o país. Os proprietários geralmente moram em outro lugar, se eles morarem no local, estarão em uma área privada. Antes de chegar, verifique se os lençóis e toalhas são fornecidos.

Hostels

Os albergues da África do Sul são um ótimo negócio para quem quer viajar barato. As áreas turísticas são repletas de opções e a concorrência resultou em algumas pousadas de primeira classe. Muitos oferecem cozinhas comunitárias, salas de TV e funcionários que podem reservar excursões locais. Quartos privativos, alguns com seus próprios banheiros, oferecem mais privacidade do que dormitórios. Enquanto algumas pousadas são voltadas para jovens mochileiros, em outras você encontrará famílias e viajantes de todas as idades.


Guia Astrológico da África do Sul – As principais festividades

Conheça as 3 festas populares do país, em  nosso Guia Astrológico da África do Sul.

Festival Internacional de Música Africana

Os africanos se orgulham muito de sua música, que faz parte da cultura local. O Festival Internacional de Música Africana, realizado na capital da África do Sul – Johanesburgo – é uma das festividades imperdíveis do país. No evento, você pode conhecer melhor a África no aspecto musical, entendendo essa relação do povo com sua cultura.

Dia dos direitos humanos

A África do Sul teve sua história marcada por um dos episódios mais tristes do mundo de discriminação racial: o Apartheid. Para lembrar das consequências destes atos, a data 21 de março foi designado para representar o dia dos direitos humanos, um dos principais feriados do país. Celebrações e passeatas são realizadas em várias cidades. Além disso, todos são convidados a refletir sobre o assunto que ainda hoje é muito delicado nessa região.

Dia da liberdade

A África do Sul não sofreu apenas com as situações raciais que marcaram a história. Até 1994, a população não tinha o direito de realizar uma eleição democrática para escolher o seu próprio líder. Em 27 de abril de 1994, aconteceu as primeiras eleições democráticas. Essa data então, virou um dos principais feriados do país, pois garantiu maiores oportunidade de dignidade, igualdade e respeito para o povo sul africano.


Saiba mais :

 

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.