.
Aspectos Planetários: o que são e como entendê-los?

Aspectos Planetários: o que são e como entendê-los?

Os Aspectos Planetários são basicamente as influências que interagem no seu mapa astral e, consequentemente, nas energias e características de sua vida e personalidade. Assim, podemos defini-los como a distância entre dois pontos de marcações do zodíaco, sendo entre dois planetas na maioria das vezes e gerando os ascendentes, os descendentes etc.

Desse modo temos a interação entre os astros definidas como Aspectos Planetários, marcados pelo número de graus que um planeta está em relação a outro, algo que favorece a maioria deles, mas não a Mercúrio, por exemplo. Esses Aspectos Planetários podem ser maiores ou menores e harmoniosos ou tensos, indicando se eles se reforçam ou se repulsam, se complementam ou se anulam.

Para calculá-la é necessário utilizar um círculo numa divisão de 360 graus, tendo as divisões por 3 como harmônicas e as por 2 como rígidas. Assim, pode-se determinar se as combinações são tensas ou fluídas, o que mostra a facilidade ou a dificuldade em determinadas áreas, como no amor, na saúde, no trabalho etc.

Esses Aspectos Planetários não podem ser vistos como coisas negativas ou positivas apenas, mas sim como desafios a serem combinados, enfrentados e entendidos em sua especificidade, já que essas interações é que poderão dizer mais sobre nossa personalidade e constituir nossa identidade.

Assim, o ideal é enxergar os aspectos positivos como facilidades e os aspectos negativos como maneiras de evoluir, pois alguém que apenas apresenta aspectos harmônicos pode acabar estagnado e nem mesmo aproveita o que tem a seu favor, exatamente por isso temos esse equilíbrio de forças que nos leva a buscar o entendimento entre as nossas qualidades e defeitos, fraquezas e forças.

A partir disso devemos considerar ao todo dez aspectos, sendo cinco aspectos principais (ou maiores): conjunção, oposição, trígono, quadratura e sextil; e cinco aspectos menores: quíntil, semisextil, semiquadratura, sesquiquadratura e quincúncio (ou inconjunção).

Aspectos maiores

Os Aspectos Planetários ditos maiores são:

A conjunção é um aspecto combinativo entre dois astros que se juntam para formar uma força comum. Essa conexão representa um alinhamento entre ambos, mas que pode ser completamente influenciada pelas combinações formadas entre outros.

Já a oposição é um aspecto também poderoso, mas agora de um sentido contrário à conjunção, exatamente por colocar os planetas em conflito uns com os outros, sempre com alto grau de separação. Esse Aspecto Planetário traz dificuldades, mas também mostra que as possibilidades de desenvolvimento estão sempre ao nosso lado e que basta buscarmos entender como conciliar esse aspecto para que ele também possa se desenvolver de uma forma harmoniosa em nossa vida.

O trígono se caracteriza como um poderoso aspecto harmonioso, assim como a conjunção, apresentando uma combinação tranquila. Assim, mostra planetas juntos se complementando e trocando energias positivas, características naturais à pessoa. Porém, a grande presença de trígonos acaba trazendo estagnação e pessoas preguiçosas por acreditarem que não precisam mais fazer nada para evoluir.

Já a quadratura caracteriza-se como um aspecto forte e tenso, mas age diferente da oposição, pois apesar de criar atrito, o fazem de uma forma mais limitada, menos direta, o que caracteriza essa influência de maneira mais sutil e abstrata, marcada por uma posição de 90 graus.

O sextil é um aspecto bastante harmonioso e forte, mas bem menos potente do que o trígono, já que também está voltado a harmonizar, porém traz contrastes e isso faz com que novamente seja gerado o esforço em mudar e buscar o equilíbrio de forças.


Clique Aqui: As 12 casas astrológicas dos Signos do Zodíaco


Aspectos menores

Os Aspectos Planetários ditos menores são subdivididos em: semiquadratura, sesquiquadratura, semisextil, quíntil e quincúncio. Assim, podem ser visto de uma maneira mais negativa, sendo basicamente fraquezas ou dificuldades apresentadas em nossa personalidade.

A semi-quadratura é uma marcação a 45 graus que apresenta um menor efeito de tensão em comparação aos demais, sendo dificilmente percebidos, mas que já impulsionam uma melhoria.

Já a sesquiquadratura é marcada em 135 graus é também um intermediário, mas já mais potente que o anterior em relação à quadratura.

O semi-sextil é registrado em um ângulo de 30 graus, sendo considerado relativamente harmônico, já que concilia as adjacências de dois signos são combinadas e criam uma situação delicada, mas com grandes chances de harmonia.

A influência do quíntil é considerada muito positiva e se forma quando dois planetas se alinham em uma distância de 72 graus, sendo portanto muito ligado ao espiritual.

E por fim o quincúncio, ou inconjunção, com 150 graus de distância entre os astros, sendo um meio-termo entre o trígono e a quadratura.

Assim, torna-se mais palpável de entender as influências e posições que caracterizam cada um dos Aspectos Planetários que combinados organizam a leitura de nosso Mapa Astral.


Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.