.
Conheça os segredos do sal grosso

Conheça os segredos do sal grosso

O sal grosso é muito usado em rituais de limpeza, proteção, quebra de mal olhado, contra inveja ou neutralização de energias negativas. Mas você sabe porquê? O que há de tão especial no sal?
Se você gosta de magia, rituais e simpatias, precisa conhecer as propriedades do sal grosso e entender porque ele tem resultados tão eficientes.

O sal

O sal de cozinha ou sal comum é um mineral formado principalmente por cloreto de sódio, um composto químico pertencente à classe de sais. Está presente em grandes quantidades na água do mar, onde é o principal constituinte mineral; o oceano aberto tem cerca de 35 gramas de sal por litro de água, uma salinidade de 3,5%. Existem enormes quantidades de cloreto de sódio em antigos mares ou lagos salgados que sofreram evaporação, como, por exemplo, o Salar de Uyuni, na Bolívia, uma imensa planície branca devido ao sal cristalizado.

“Deve existir algo estranhamente sagrado no sal: está em nossas lágrimas e no mar…”
Khalil Gibran

O sal chega até a nossa mesa em diversas formas. O sal de cozinha é o produto refinado, enquanto o sal grosso, sal marinho e flor de sal são estados mais brutos desse elemento. Existe também o sal iodado, que é o sal de cozinha misturado com pequenas quantidades de vários sais do elemento iodo.

O poder econômico do sal é tão antigo quanto seu uso em rituais religiosos e de magia, desde a antiguidade até hoje. O sal teve um papel importante na história das relações entre as nações e também a sobrevivência da vida em condições menos favoráveis. O sal era um importante conservante alimentar. A tal ponto chegava sua importância, que foi até mesmo usado como forma de pagamento no período romano, sendo esta a origem da palavra “salário”. Por este motivo as explorações de sal chegaram a ter valor político-estratégico, inclusive tendo sido criadas vilas fortificadas para defender as salinas. Muitos conflitos e até guerras foram travadas em torno do sal, direcionando os rumos da história de alguns países.


Clique Aqui: 5 simpatias com sal grosso


O sal na história da magia

O sal é usado como elemento mágico há milênios. Antigamente, sacerdotes usavam o sal para afastar os demônios e se defender de ataques das trevas. No Egito Antigo, era considerado um produto sagrado que deveria ser usado para homenagear e presentear os deuses. Para os romanos o sal estava ligado a sabedoria, muito utilizado como uma espécie de simpatia quando nascia um bebê: derramavam sal sobre ele para que nunca faltasse a sabedoria e a vida daquela criança fosse guiada pela iluminação do conhecimento.

Os gregos também usavam o sal para agradar os deuses nos rituais de oferenda que realizavam. Era comum por sal na cabeça do animal sacrificado para purificar a casa ou outro ambiente. Também para os hebreus o sal era elemento de purificação, assim como os cristãos, que no batismo colocavam sal nos lábios de recém-nascidos.

“A dúvida é o sal do espírito, sem uma pitada de dúvida, todos os conhecimentos em breve apodreceriam”
Émile-Auguste Chartier

Na Idade Média o sal era usado para afastar os maus espíritos, os demônios e as bruxas das casas, jogando sal nas portas, janelas e chaminés. Até hoje no Marrocos, Laos, países nórdicos e tantos outros, o sal é usado para proteger contra maldições e espíritos ruins, através do banho com sal ou colocando-se um punhado atrás de portas e locais escuros. Já no Havaí o sal é usado para quem vai a um enterro, com objetivo de evitar que maus espíritos acompanhem a pessoa para casa.

Até hoje o sal continua muito presente no esoterismo e tem uma força mística intensa, especialmente quando usado contra energias ruins e maus espíritos, ou para eliminar a energia negativa de ambientes e pessoas.


Por que o sal grosso funciona na magia?

O sal grosso é muito usado na magia, especialmente quando falamos de proteção e limpeza de energias negativas, por um motivo bem razoável: sua composição.
Razões químicas estão por trás dessa ação de purificação que o sal possui, ou seja, a composição desse elemento é o que faz com que ele interaja com os ambientes e pessoas.

A composição física do sal dá a ele algumas características, que o tornam uma ferramenta de limpeza energética. Quando o sal é dissolvido em água, por exemplo, o sódio e o cloreto se desassociam e o sal libera na água essas duas partículas, uma negativa e outra positiva. Como nosso corpo é eletromagnético, somos uma junção de partículas positivas e negativas, que formam o campo eletromagnético que está ao nosso redor. Ou seja, nós interagimos energeticamente com o sal.

Quando tomamos um banho de sal grosso com água, por exemplo, estamos jogando no corpo uma mistura que vai capturar o excesso de partículas negativas que estão conosco e fazer a limpeza energética que buscamos. As partículas negativas são atraídas pelas positivas que carregamos no corpo, sem muito efeito para o nosso quadro energético. Porém, quando as partículas positivas do sal “grudam” nas partículas negativas que estão na nossa aura, elas carregam essas partículas para a terra e levam essa carga embora. O sal grosso captura o excesso de partículas negativas e partículas positivas em nós ou no ambiente, uma vez que, ao nosso redor, há sempre um excesso. Ele ajuda harmonizar a vibração, impedindo que seja retirado de nós o equilíbrio dessas partículas, provocando um equilíbrio energético entre as polaridades do bem e do mal.

Além disso, o cristal do sal emite o poderoso íon negativo, presente na natureza nas proximidades das cachoeiras, nas matas e nas praias por causa do mar, e esses íons negativos neutralizam poeiras e fumaças do ambiente, ajudando muito na sensação de leveza e bem-estar. Se ele chega a fazer isso na dimensão física, imagine como é potente a interação do sal no mundo energético.
Vibração violeta do sal

Esse é mais um dos segredos sobre o sal que explicam o porque ele funciona tanto no universo mágico. Ele possui uma emanação energética do raio violeta, ou seja, uma frequência de vibração com enorme poder de purificação e transmutação.

Radiestesistas viram que o cristal do sal tem um comprimento de onda eletromagnética capaz de ajudar a neutralizar os ambientes, transmutando a energia negativa. E essa onda tem a cor violeta. A cor violeta tem o misterioso poder de transmutar energias, transformando o que é negativo em positivo. É também a única cor que consegue mudar a frequência de uma célula para uma frequência mais elevada e se conectar a todos os nossos chakras.

Ou seja, o padrão energético do sal atende perfeitamente as finalidades que são atribuídas a ele. Além da química do elemento ser propícia para limpeza, a própria faixa de vibração do sal está ligada ao raio cósmico da limpeza e transmutação.

Gostou? Sal e magia combinam muito Abuse e use desse elemento!


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.