.
Quíron: qual a sua importância?

Quíron: qual a sua importância?

Muito já escutamos sobre a figura do Quíron no mapa astral. Antes de sua importante função no mundo astrológico, ele também é essencial à Astronomia. Este foi descoberto em 1977 por Charles Kowal através de um equipamento astronômico chamado precovery. No seu início, a grande mídia chegou até mesmo a dizer que se tratava de um planeta, na época o décimo planeta do sistema soltar, entretanto, com o passar do tempo, ele foi categorizado como um asteroide, devido aos seus aspectos físicos e exames de infravermelho.

Mas, neste momento, outros estudos foram acontecendo e aspectos diferentes foram notados. Além de sua órbita ter um período diferente, o seu grande brilho era semelhante aos dos cometas, o que o fez ser categorizado como tal. Mas, com o passar do tempo, mediante o desenvolvimento da tecnologia, os cientistas tiveram que nomeá-lo como “centauro”, pois além de características pertencentes a dois grupos distintos, ele também possuía uma cauda, juntamente com uma órbita, criada pela evaporação de gases.

Quíron: o seu papel na Astrologia

Entretanto, o que significaria o Quíron, este maravilhoso corpo celeste, nos campos da astrologia? Bem, desde que foi categorizado como Centauro entre Saturno e Urano, o Quíron foi reconhecido pela figura, de mesmo nome, que vivia como um centauro.

O mito de sua história começa com o titã Cronos e a ninfa Filira. Ambos tinham um caso amoroso, pois Cronos era casado, na verdade, com Réia. Certo dia, para não ser descoberto por Reia em seu leito de traição junto a Filira, Cronos se transfigura num cavalo. Com isto, após a continuação do caso amoroso, Filira dá a luz a um bebê um tanto curioso, este era metade homem e metade cavalo, que viera a se chamar Quíron, o centauro.

A ninfa Filira sentira tanto desprezo que se tornou uma tília, uma linda árvore, e o seu pai, Cronos, abandonou-o. Assim, Quíron acabou sendo criado pelo deus Apolo, que o ensinou todas as belezas da vida, a arte, a poesia, a música, a sabedoria e todos os princípios da filosofia.


Clique Aqui: Pé na estrada: o viajante de cada signo do zodíaco


Quíron: a ferida incurável

Quíron tornou-se um grande guerreiro e, numa certa feita, foi atingido durante uma festa de casamento por Hércules. Ambos estavam numa briga “inocente”. A flecha tinha sido banhada no sangue de Hidra e, como eles estavam embriagados, não se atentaram a isto.

Sendo imortal, Quíron teve que sofrer com esta ferida incurável durante toda sua vida, até que num sacrifício divino e improvável, conseguiu dar fim ao seu sofrimento.

Quíron, então, significa a maneira pela qual devemos viver, a fim de que possamos pagar aqui, o preço de uma ferida que deve ser estancada pouco a pouco até o nosso último suspiro.


Verifique o Quíron de cada signo:


Saiba mais :