.
Método Marie Kondo – conheça 10 dicas para organização

Método Marie Kondo – conheça 10 dicas para organização

Deixar a casa arrumada e organizada não é uma missão fácil e quando se vive uma rotina corrida pode ser mais difícil ainda. Nos dias mais tranquilos, acabamos postergando a tarefa de organizar as coisas, pois ninguém acha agradável ou divertido este processo de arrumação. A autora do livro “A mágica da arrumação: a arte japonesa de colocar ordem na sua casa e na sua vida”, Marie Kondo, defende justamente o contrário. Ela criou um método de arrumação que se chama KonMari e quebra diversos paradigmas consolidados no universo da organização.

No livro, Marie conta a sua história relacionada à organização e sua experiência na área. Também explica os fundamentos e como seu método funciona. Mais do que as técnicas de organização de gavetas, o método de Marie ajuda a se livrar da bagunça de forma definitiva. “A mágica da arrumação” ensina o quanto nossa casa e estado de espírito estão ligados e como se influenciam mutuamente. Por isso, cuidar do nosso ambiente é tão importante quanto cuidar do corpo e mente.

Muito além de reflexões filosóficas, Marie apresenta dicas simples de organização, baseadas em um conceito central: descartar e guardar. Conheça 10 dicas do método Marie Kondo para organização e um ambiente mais agradável e arrumado.

“Quando você coloca sua casa em ordem, você coloca seus negócios e seu passado em ordem também”
Marie Kondo

10 para organização segundo Marie Kondo

  • Use seus sentimentos para decidir o que quer realmente manter em casa e na vida

    O método KonMari é muito mais intuitivo que técnico. Ela defende que devemos abraçar cada peça de roupa ou livro e se perguntar “Isso me traz felicidade? ”. Depois de selecionar o que deve ficar, as peças precisam ser guardadas de forma que pareçam “felizes” em seu determinado espaço. Assim como afirma o Feng Shui, os excessos são péssimos para a circulação de energia na casa. A ideia desta dica é refletir sobre o que te traz alegria e não o quanto você precisa descartar para ser mais organizado ou ganhar espaço em sua casa.

  • Separe suas coisas por categorias e não por cômodos

    Nós perdemos várias horas durante a vida arrumando o quarto, a sala, o escritório, entre outros cômodos. De acordo com Marie Kondo, nós devemos organizar nossas roupas, documentos, livros, fotografias, entre outros. Ou seja, o objetivo é manter o foco nas coisas, e não nos lugares. Como os objetos ficam espalhados por vários cômodos da casa geralmente, não temos noção de quantos sapatos, livros ou chapéus temos.

    A dica da autora é pegar objetos que pertencem a uma determinada categoria – se for cosmético, por exemplo, inclua os produtos de beleza espalhados pela casa – e reunir tudo em apenas um lugar. A ideia é ter uma organização por espaços físicos específicos para cada categoria de coisas e nunca guardar em um lugar que não foi o escolhido.

  • Desapegue de fotos antigas

    Chamadas de “itens de valor sentimental”, as fotografias são artigos muito difíceis de ser descartados. Se você já acha difícil desapegar de um casaco que pagou caro, imagine jogar fora fotos de quando era bebê? O conselho é que separe aquelas que realmente te trazem sentimentos de felicidade por estarem ali fisicamente. As demais, já cumpriram seu propósito de fazê-lo feliz em algum momento. O que realmente fica são as lembranças em nossa memória.

  • Liberte-se de cartões, bilhetinhos e cartas

    Todos têm uma caixinha com desenhos, cartas, bilhetes, cartões e outras coisas que guardam boas memórias. É legal guardar a cartinha que você ganhou da sua melhor amiga de infância, mas você precisa mesmo guardar um cartão da sua ex-sogra? Algumas pessoas já cumpriram sua função em nossas vidas e nos fizeram feliz em alguma época, então, você deve focar no que ainda te faz bem hoje.

  • Passe para frente os livros que você já leu ou nunca leu

    As pessoas que gostam de leitura têm muita dificuldade de separar alguns livros para descartar. Sempre tem aqueles que você quis ler, mas não teve tempo, aqueles que considera um clássico, mas nunca teve vontade de ler ou aqueles que teve já leu e não vai ler novamente. Que tal doar esses livros para quem quer ler e não pode comprar?

  • Você precisa desfazer de roupas de ficar em casa

    Essa é uma dica de organização muito polêmica de Marie Kondo. Segundo a autora, não devemos acumular roupas de ficar em casa. Sabe aquela camiseta da faculdade ou aquele moletom que você ganhou anos atrás e que são extremamente confortáveis? O método defende que eles ocupam mais espaço do que deveriam e que devemos descartá-los.

  • Nós não podemos usar a casa dos pais ou de parentes como depósito

    Mesmo saindo da casa dos pais ou de parentes, nós não conseguimos nos mudar de vez, levando todas as nossas coisas. É quase irresistível usar a casa da família para guardar coisas que gostamos de manter, mas que não temos lugar em nossa casa. Podem ser fotos, quadros, materiais da escola e faculdade e vários outros itens nostálgicos. O livro nos convida a uma reflexão a respeito deste assunto: se não há lugar para ficar com você, por que deveria ter em outra casa?

  • Não é necessário investir em organizadores, prateleiras e caixas

    Empilhar coisas é mais fácil, porém, essa prática impede enxergarmos todos os itens que temos guardados em determinados lugares. Então, acabamos deixando de usar coisas porque não as vemos e até esquecemos que estão guardadas naquele lugar. Além disso, é bem mais fácil bagunçar um empilhamento. Toda vez que quiser uma blusa da pilha, terá que tirar uma por uma e colocar tudo depois, ou seja, dará muito trabalho para manter organizado.

  • Não empilhe as coisas ao guardá-las

    Empilhar coisas é mais fácil, porém, essa prática impede enxergarmos todos os itens que temos guardados em determinados lugares. Então, acabamos deixando de usar coisas porque não as vemos e até esquecemos que estão guardadas naquele lugar. Além disso, é bem mais fácil bagunçar um empilhamento. Toda vez que quiser uma blusa da pilha, terá que tirar uma por uma e colocar tudo depois, ou seja, dará muito trabalho para manter organizado.

  • Você não deve enrolar as meias em bolinhas

    É muito difícil acreditar que as meias em bolinhas na sua gaveta são uma má escolha de organização. Mas, a grande verdade é que elas ocupam muito mais espaço desta forma, além de esticar o elástico que acaba perdendo sua função com o tempo. Pode ser difícil, mas precisamos desistir das bolinhas. Você deve apenas dobrar as peças e isso também vale para meias-calças.

Como você já deve ter percebido, Marie propõe que tenhamos uma relação de carinho e respeito com nossas coisas, afinal, elas dão uma resposta a isso e podem nos influenciar quando as usamos. Então, valorize os objetos e peças que escolheu ter por perto, seja grato pela função que eles cumprem todos os dias e saiba enxergar motivos para sorrir nesses momentos de gratidão. Viver em uma casa organizada, trará grandes benefícios para sua saúde mental. Dê este carinho e atenção para a sua casa e para si mesmo. Depois que o hábito de arrumar a casa se tornar mais leve e divertido, você fará isso com mais frequência e vai notar grandes benefícios. Afinal, de acordo com Marie “a vida começa depois que a casa está em ordem”.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.