.
Existe uma ligação espiritual mais forte entre os gêmeos?

Existe uma ligação espiritual mais forte entre os gêmeos?

Para muitas mulheres, a gravidez é uma doce surpresa. Mas algumas recebem uma notícia ainda mais impactante quando realizam os primeiros exames: ao invés de um, há dois corações batendo. Vão nascer gêmeos!

Se relacionamentos amorosos e familiares geram ligações cármicas, quais seriam os envolvimentos espirituais que os gêmeos carregam? Que há uma ligação incomum entre eles não é segredo. Um sabe o que o outro está pensando, percebe as emoções do irmão. Quando separados, conseguem sentir essas emoções a distância e também identificar quando o outro corre perigo. Quando um adoece, o outro parece reproduzir os mesmos sintomas.

“Ter um irmão é ter, para sempre, uma infância lembrada com segurança em outro coração”
Tati Bernardi

Que conexão é essa? Existe uma ligação espiritual mais forte entre os gêmeos em relação a irmãos que não dividiram o mesmo útero?

A programação cármica

Sabemos que o nascimento em uma determinada família não se dá ao acaso. Um espírito reencarna dentro de um planejamento minucioso da encarnação, que envolve especialmente a energia cármica familiar onde ele será inserido. Isso é chamado de grupo-carma, e as escolhas são feitas de acordo com as ligações energéticas do passado e o aprendizado que aquele espírito necessita.

A ligação entre toda a família é muito forte, especialmente o vínculo energético formado entre a mãe e o bebê. Ele sabe, antes mesmo de nascer, se será desejado ou não. Eles escolhem seus pais, visitam, passam tempos por perto para iniciar uma imersão energética naquela frequência familiar. E, como também sabemos, o crescimento vem através do aprendizado e resgate de erros do passado. Logo, nem sempre a família é um ambiente formado por amigos. Pelo contrário, se observarmos a maior parte das mazelas humanas, veremos que boa parte delas tem origem na família. Uma mãe que não demonstra amor ou um pai ausente, violento ou autoritário deixam marcas que a criança carrega por toda a vida.

Para conseguir a união desses desafetos, a Providência Divina permite várias oportunidades reencarnatórias e com o renascimento no berço físico, muitas oportunidades de reajuste com os antagonistas. Será esse o caso dos gêmeos? Nesse sentido, fica difícil dizer. Sabemos que, quando se trata de espiritualidade, cada caso é um caso e não existem regras. Irmão gêmeos podem ser inimigos do passado que nascem juntos para superar seus ódios através da fraternidade familiar, “obrigados” a dividir o mesmo útero desde o momento da concepção. Mas nem sempre é esse o caso. Muitas vezes também ocorre amparo familiar. Imagine dois espíritos imensamente ligados por laços de amor durante milênios, onde um deles possui uma performance evolutiva maior enquanto o outro ainda possui resgates a fazer. Um precisa passar por duras provas na vida física, enquanto o outro pode nem precisar mais encarnar na Terra. Mas a ligação espiritual entre eles é tamanha, que aquele que já superou a roda das encarnações decide nascer junto, colado, para apoiar a missão daquele que ainda deixou questões para resolver.

Um possui uma dura missão e o outro nasce junto para apoiar o amigo. Só a presença energética do mais evoluído é suficiente para acalmar aquele que ainda possui uma estrada longa a percorrer, e através dessa relação afetiva a vida física se torna mais agradável. Especialmente nesses casos é que vemos uma ligação espiritual mais fortalecida, pois os laços que unem esses espíritos são muitos maiores que o sangue e o DNA.


Clique Aqui: Os gêmeos na visão espírita: como o espírito é?


O que diz a doutrina espírita?

Os gêmeos nascem nessa condição pela necessidade de evolução desses espíritos e a própria espiritualidade aproveita a oportunidade para se fazer valer todo o processo. De acordo com o espiritismo, a gravidez de gêmeos proporciona a chance de espíritos simpáticos reencarnarem juntos por identidade de sentimentos, servindo também como oportunidade de reconciliação de seres rivais. Segundo as investigações de Kardec, os gêmeos são espíritos que foram unidos em várias reencarnações; quase sempre são amigos e possuem muita afinidade, entretanto, em alguns casos, os irmãos podem revelar um ódio recíproco.

Allan Kardec, na questão 211, de O Livro dos Espíritos, questiona: de onde deriva a semelhança de caráter que muitas vezes existe entre dois irmãos, mormente se gêmeos?

A resposta dada pelos espíritos sugere que na maior parte dos casos os gêmeos são espíritos simpáticos que se aproximam por analogia de sentimentos e se sentem felizes por estar juntos. E o lado obscuro dessa relação também foi revelado a Kardec, pois os espíritos também disseram que a justiça divina faz inimigos se reencontrarem na formação biológica, no sentido de que se processe o perdão com mais eficiência. Foi dito, conforme registrado na obra de Kardec, que os gêmeos, por vezes, têm semelhança de caráter, sendo que não devemos generalizar esse fato, porque em outros casos são completamente diferentes em matéria de conduta e mesmo em semelhança física. São espíritos, e cada um é, pois, um mundo à parte.

Kardec também fez perguntas sobre os casos de irmãos que nascem ligados e dividem os mesmos órgãos. Seriam duas almas em um mesmo corpo, ou somente uma alma em um corpo com duas cabeças? No caso dos gêmeos xifópagos, obviamente encarnam duas almas, apesar de estarem partilhando órgãos e o corpo. São, segundo as revelações espirituais feitas a Kardec, espíritos ligados por ódios que foram construídos ao longo de várias reencarnações, que reencarnam nesta condição, raramente por livre escolha e nem por punição de Deus, mas sim, por uma espécie de determinismo originada na Lei de Ação e Reação.


4 relatos incríveis da ligação entre gêmeos

Alguns relatos sobre gêmeos podem ser muito curiosos e até assustadores!

  • 1

    Compartilhando a morte

    Dois irmãos gêmeos da Finlândia, de 72 anos de idade, compartilharam muito mais do que a vida. Um dia de manhã, o primeiro deles foi andar de bicicleta quando foi atropelado por um caminhão e faleceu. No mesmo dia apenas duas horas mais tarde, o outro irmão andava de bicicleta pelo mesmo caminho, a apenas 1,5 km de distância de onde seu irmão havia morrido, e foi atropelado por outro caminhão e também morreu. Ligados para toda a vida e na eternidade da morte!

  • 2

    Muito mais que almas gêmeas

    Um casal da Grã-Bretanha se casou sob o discurso de serem almas gêmeas e possuírem uma atração mútua quase incontrolável. Além do amor que sentiam, tinham algo marcante em comum: ambos foram adotados. Depois de se casarem, ambos decidiram que já era hora deles saberem mais sobre o passado e buscarem informações sobre suas mães biológicas. Porém, descobriram algo que pôs um chocante fim a relação: eles não só tinham a mesma mãe, como eram gêmeos! Em 2008 um tribunal da Grã-Bretanha revogou o casamento, que passou a ser classificado como incesto. Que triste fim para o casal e um feliz reencontro familiar.

  • 3

    Mediunidade em dobro

    Habilidades parapsíquicas também podem ser compartilhadas por gêmeos, como é o caso a dupla Terry e Linda Jamison. Ambas possuem mediunidade desde crianças e podem fazer contato com o mundo astral. Elas são famosas nos Estados Unidos e têm um conhecido canal no YouTube, onde fazem também previsões e alegam ter contato com espíritos famosos como Michael Jackson e a princesa Diana.

“Os homens semeiam na terra o que colherão na vida espiritual: os frutos da sua coragem ou da sua fraqueza”
Allan Kardec

  • 4

    Loucura programada

    As gêmeas suecas Ursula e Sabina Eriksson foram separadas na infância e nada sabiam sobre seus pais biológicos, além da informação de que eles poderiam ter sido assassinados há anos atrás. Após decidirem se reencontrar, elas viajavam juntas em um ônibus quando o motorista pediu que elas saíssem, pois, estavam se comportando como selvagens. Elas desceram e começaram a andar pela estrada, até que a polícia chegou. Para evitar serem detidas, Ursula atirou-se em frente a um caminhão que passava e Sabina fez o mesmo, sendo atropelada por um carro. Ursula quebrou as pernas, mas Sabina saiu ilesa. A estratégia falhou e as irmãs foram presas.

    Sabina foi liberada por bom comportamento, um grande erro das autoridades. Poucas horas após ser liberada, ela matou o homem que lhe ofereceu alojamento. Mais tarde, Sabina se atirou de uma ponte de 12 metros de altura e milagrosamente sobreviveu. Sentenciada a 5 anos de prisão. Segundo os psicólogos responsáveis, uma delas teve um surto psicótico e a outra “se contagiou”, também enlouquecendo.


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.