.
Esoterismo: tudo o que você precisa saber

Esoterismo: tudo o que você precisa saber

Esoterismo: o que é?

Esoterismo vem do grego e significa “escondido” ou “interno”, sendo a designação dada ao conjunto de tradições e interpretações filosóficas de doutrinas e de religiões que têm como objetivo transmitir um conteúdo sobre alguns temas que tratam de energias da natureza brevemente ocultas.

Popularmente conhecido por ser a percepção que transmite sabedoria enigmática ou desconhecida, sempre com ar de ocultismo, não devendo ser vulgarizada, ou seja, mantendo-se no domínio de poucos.

A escolha de partidários acontece nas instituições esotéricas, havendo um rigor quanto aos ritos mais tradicionais e às burocracias ligadas ao culto. Porém, é possível também de entrar em contato com o esoterismo sem se ligar à nenhuma instituição, sendo possível manter uma prática em contato com livros e mestres, por exemplo.

Resumidamente, o esoterismo traz à luz as características de conhecimento ligadas à verdade e às leis que regem o Universo, criando um vínculo entre o que é natural e o que é dito sobrenatural.

Sendo assim, está ligado aos ensinamentos e conhecimentos ocultos aos não-iniciados neste estudo e que são passados a gerações por meio de suas tradições que evocam energias da natureza através de diversos meios.

Sua ideia principal é a de buscar o impenetrável utilizando técnicas para que o iniciado possa transmutar e transcender seus próprios limites e alma ao Criador.

Bem contrário ao que se difunde sobre o tema, não está nada relacionado ao lado estranho ou exótico da vida, nem tampouco limitado ao jogo com tarô, búzios e adivinhações, mas sim ao lado oculto de cada um e do mundo em que habitamos.

O esoterismo sempre foi repassado por meio de ensinamentos em contos, lendas, mitos e parábolas, fazendo com que fosse despertado o interesse nas pessoas de se voltarem para uma vida espiritual e buscarem o conhecimento (gnosis) ou autoconhecimento (autognosis) por meio desse contato em estudo do que estava além do dito, no oculto das coisas e símbolos, ou seja, a autorrealização do ser.


Clique Aqui: Conheça 10 símbolos esotéricos e seus significados


Esoterismo: ontem e hoje

O que conhecemos por conhecimento secreto ou oculto, em verdade, está presente na História desde o Antigo Egito, a Grécia e Roma, entre os judeus, nórdicos, astecas, indianos, tibetanos, caldeus e também persas por meio de muitas manifestações religiosas.

No início do século XXI, todos esses conhecimentos passaram a ser analisados e agrupados em uma espécie de nova filosofia, então denominada “esoterismo”.

Já mais atualmente o termo é sempre ligado ao misticismo, sendo assim, à busca por verdades e leis que regem todo o Universo, mas que não estariam abertas ou reveladas a todos.

Ao longo dos séculos, o homem passou por revoluções de todos os tipos, mas ainda assim mantendo-se incapaz de acabar com os problemas causados pela guerra e pela tirania, ou seja, vivendo completamente contra aquilo que as teorias pregavam, permeado de desigualdade e injustiças, somente pensando no bem-estar financeiro, mas nunca no bem-estar espiritual.

Mas, felizmente, a partir da metade do século voltou-se então à busca pelas previsões e descobertas ocultas. A rotina de consultar horóscopos e augúrios, utilizar ervas mágicas e recorrer a bruxos, curandeiros e videntes, por exemplo, volta à tona e têm um papel muito importante na revelação do obscuro para o homem.

Surge então o século em que advém muitos bruxos e conselheiros, além de astrólogos e profetas que optam por realizar um grande trabalho em prol dessa descoberta interior.

Assim, o esoterismo mostra como teve grande impacto entre os povos, mesmo que tenha permanecido oculto devido à falta de tolerância e ignorância das pessoas ao longo da História que não compreenderam o real sentido dos estudos e cultos, relacionando a ideia geral esotérica a formas errôneas de feitiçaria, superstições, medos e invocações que podem ser mal interpretados ou mesmo utilizados em decorrência justamente da falta de acesso e desespero do homem na busca por resultados imediatos.


Clique Aqui: Descubra o significado místico dos animais


Esoterismo: diferenças entre esoterismo e religião

Passou a ser comum também, junto com o advento da globalização e a universalização de outros conhecimentos.  Além disso, a percepção e a relação de da compatibilidade do esoterismo com outras difundidas religiões do Oriente, como o Budismo e o Tao, por exemplo, uma vez que tem muitos pontos em comum com essas tradições religiões.

Todas as religiões mais cultuadas no mundo tiveram efeitos difundidos de forma interna e externa e é justamente pela parte interna que o esoterismo pode ser associado a elas. Nesses casos, o lado voltado aos cultos internos não era voltado a elites intelectuais ou econômicas, mas sim a elite espiritual, ou seja, pessoas que se dedicavam à crença inteiramente, com o objetivo máximo de desenvolver sua capacidade de compreensão dos elementos nunca antes acessados.

Esses mistérios (que vem do grego e significa rito secreto) vividos por estas outras religiões fizeram com que se fizesse uma enorme relação entre o esoterismo, que se aproxima muito mais a uma ciência, e crenças religiosas já existentes.

As relações com passagens bíblicas, por exemplo, também não são raras de se encontrar, de modo que muito se fala também no catolicismo sobre a ideia de gnosticismo, essa busca pelo conhecimento, o que de certa forma confronta o aceite literal da palavra de Deus. Assim, também se discute muito sobre a questão da busca não por uma única verdade, mas por muitas que estariam então escondidas.

Para quem segue o esoterismo, o homem pode se melhorar suas habilidades na medida em que encontra sabedoria além do já dado, do comum. Através dessa busca ele poderia então se sobrepor ao já partilhado entre os homens, à sua própria matéria, ao seu próprio espírito. Assim, o conhecimento lhe basta como alimento imaterial.

É exatamente nesse ponto, pois, que o esoterismo se diferencia das religiões tradicionais: o conhecimento aqui é levado ao seu máximo, ao contrário do que é pregado religiosamente que só é válido na medida em que faz o homem se aproximar dos ensinamentos de um deus.

É bastante raro alguém que se declare como esotérico e isso se deve principalmente ao fato de não haver uma religião fundamentada e reconhecida com esse nome. Ou seja, o esoterismo, na maioria das vezes, apenas multiplica-se por influência de outras religiões. Assim, é muito fácil encontrar traços semelhantes também no espiritismo até passando pelo judaísmo, como praticado segundo a cabala.


Clique Aqui: Corujas e o seu misticismo: por que as corujas nos intrigam?


Esoterismo: diferenças entre esoterismo e misticismo

Junto do desejo pela busca de desvendar mistérios e ultrapassar conhecimentos, a mente e o coração humanos são ávidos pelo que é categorizado como sobrenatural. Assim, é muito recorrente de se fazer associações também com o misticismo.

Além das práticas já citadas, vemos também a prática do feng shui e da numerologia, como busca de alto conhecimento, renovação e leitura de símbolos e principalmente de energias ocultas. Além disso, práticas da leitura de mãos, uso de formas piramidais, runas, misturas de ervas e chás e orações a anjos da guarda fazem ainda mais com que esses vínculos se fortaleçam.

Porém, enquanto característica sobre assuntos das coisas ocultas, tem adquirido uma deturpação na conexão com o misticismo. Estes conceitos não são, naturalmente, sinônimos, uma vez que o esoterismo possui diversas correntes e ciências ocultas, além de correntes místicas em seu rol. Logo não são, à rigor, a mesma coisa.

Assim também o misticismo tem a sua especificidade, onde se apresenta, na maioria das vezes, como um conjunto de práticas de ensinamento místico que conduz a experiências reais para testar e provar fenômenos. Ou seja, que chamamos de místico possui um propósito a ser alcançado, não se limitando somente a estudar, a alimentar o intelecto, ou, mais claramente: o esoterismo é o conceito que afunila e comporta toda e qualquer ciência oculta, inclusive de caráter místico.


Saiba mais :