.
Sincronicidade Mental – conheça a teoria de Carl Gustav Jung

Sincronicidade Mental – conheça a teoria de Carl Gustav Jung

Quem nunca ficou surpreendido com as coincidências que acontecem no dia a dia? Você pensa em uma pessoa e encontra ela na rua, ou recebe uma mensagem dela, procura uma informação e se depara com um livro que fala exatamente dela, alguém fala justamente a mesma coisa que você estava pensando, dentre diversos outros acasos. De acordo com o psiquiatra Carl Gustav Jung, estes fatos não são coincidência, mas sim Sincronicidade Mental. A teoria desenvolvida pelo estudioso demonstra o quanto as relações mentais, sinapses e causas acontecem com uma conexão bem maior do que imaginamos. Jung usa o conceito de Sincronicidade Mental para definir episódios que se relacionam não por sua causalidade, mas pelo significado que ele define como “coincidência significativa”.

Todos nós já vivemos situações em que ocorrem acasos tão improváveis que pareciam um tipo de mágica, como se existissem conexões entre as pessoas, acontecimentos e informações, a partir de fios invisíveis que podemos ter acesso por poucos instantes. Isso não é apenas uma casualidade, mas sim sincronicidade, um aspecto enigmático e surpreendente do Universo. Conheça neste artigo, um pouco mais sobre Sincronicidade Mental.

Como acontece a Sincronicidade Mental?

O psicoterapeuta Carl G Jung usou o temo sincronicidade para se referir à “simultaneidade de dois acontecimentos interiores e exteriores, de um modo que não é possível explicar, mas que tem certo sentido para a pessoa que observa”.

Jung concluiu que existe uma conexão íntima do indivíduo com o ambiente que o cerca e que em determinados momentos, podemos exercer uma atração que cria circunstâncias coincidentes, gerando um valor específico para as pessoas que a vivem, um sentido simbólico.  Esses tipos de eventos que costumamos nomear como coincidência, sorte ou até mesmo magia, são classificados como sincronicidade.

Este conceito se apresenta para nós no plano físico como uma solução que se esconde dentro de nossa própria mente, disfarçada de coincidência e surpresa. A experiência sincronística acontece quando menos esperamos, nos fazendo tomar uma decisão ou um rumo, influenciados por nossos pensamentos. Para isso, precisamos estar atentos e receptivos, criando condições necessárias para acontecer a Sincronicidade Mental.

Quanto mais atentos ficarmos em relação a tudo que nos cerca, maior é a probabilidade que aconteçam momentos de sincronicidade. Ela estará presente em anúncios de publicidade, conversas casuais, músicas que tocam na rádio, encontros inesperados, entre diversas outras coisas. É necessário apenas estar alerta.

Ao deixarmos as coisas fluírem sem pressionar, mantendo uma atitude perceptiva e aberta e nos deixando levar pela nossa intuição e sabedoria interior, nos abrimos para a magia que promove a sincronicidade. Quando sabemos escutá-la, pode se tornar um bom guia para nossas vidas. É possível que essa seja uma das leis universais que não podem ser provadas, mas que já guiaram a vida de inúmeras pessoas.

Os diferentes tipos de Sincronicidade

Quando um pensamento passa pela mente de uma pessoa ele pode ser compartilhado imediatamente com aquele que convive ou não com ela. Esse compartilhamento mental demonstra o quanto a mente pode promover transmissões de pensamentos, como se fossem correntes elétricas ou ondas eletromagnéticas. É importante ressaltar que os casos estudados ainda são empíricos e não há comprovação cientifica para essas percepções. Tratam-se de estudos teóricos e sem abordagem de larga escala. Esta teoria se divide em duas categorias.


Clique aqui: 8 ditados de Dalai Lama controladores da própria mente


Mente Compartilhada

A cognição que ocorre em um momento anterior relacionada a outro ser, não é temporal. O outro pode ter pensado antes e expressado depois, assim como podemos ter pensado primeiro e só depois perceber que o que íamos dizer já foi dito segundos antes por outra pessoa.

Podemos achar que o compartilhamento de pensamentos só ocorre entre pessoas que se conhecem e que por isso possuem interações similares. Mas, temos exemplos de diversas culturas com escritos semelhantes, como a história judaico-cristã da Arca de Noé e o Épico de Gilgamesh da mesopotâmia. Épocas diferentes, lugares e culturas distintos, com escritos basicamente iguais.

Assim, podemos notar que os pensamentos, como ondas magnéticas, se propagam de uma mente para a outra e em alguns casos, passam por várias mentes até alcançar culturas diversas.

Sincronicidade Mental

A Sincronicidade Mental engloba elementos físicos que têm interferência da ação humana. Os exemplos são muito eficazes neste caso. Em alguns momentos, podemos passar um tempo significativo com a mente focada mais em nosso interior do que ao nosso redor. Quando estamos no metrô ou ônibus, ficamos em situação de ócio e acontecem diversos casos de Sincronicidade Mental. Como quando pensamos em uma banda e em seguida, vemos alguém vestindo uma camiseta estampada com aquela banda; ou pensamos em um assunto específico e sem relação com o que ocorreu ao longo do dia e recebemos um e-mail sobre aquilo.

Podemos citar diferentes casos que deixam explícita a teoria de Carl Gustav Jung. Fique atento ao que ocorre ao seu redor e também ao que ocorre no seu interior, para usufruir das vantagens da Sincronicidade Mental.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.