.
Problemas com seu chefe? É carma!

Problemas com seu chefe? É carma!

Quem nunca teve um chefe difícil que atire a primeira pedra. Trabalhar já tem suas dificuldades, mas tudo pode ficar ainda pior quando encontramos pelo caminho um superior que mexe com a nossa cabeça e aflora emoções que incomodam. Então, o que já era difícil fica ainda mais complicado. Sorte daqueles que têm a alegria de ter um chefe bacana, disponível e que serve de modelo para o crescimento profissional. Mas que eles são raros, ah isso são.

“A arte de viver é simplesmente a arte de conviver… simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!”
Mario Quintana

Mas calma, isso não é um castigo e sim uma solução. Nada é por acaso. Quando atraímos para nós um trabalho, as dificuldades e pessoas que vamos encontrar ali podem estar relacionadas às nossas fraquezas e características que precisamos melhorar. Carma não precisa ser negativo. Aliás, quase sempre ele é um aprendizado e devemos fazer dele nosso melhor amigo.

Seu chefe é um carma na sua vida? Tenha calma e leia o artigo até o fim!

Quando a personalidade do seu chefe é um problema

As situações espirituais que envolvem uma relação difícil entre um chefe e um funcionário são muito variadas. De forma mais simplificada e prática, podemos entender o carma como a repetição de um padrão inconsciente ou como uma matéria da escola que não passamos e no próximo ano teremos que fazer de novo. Se prestarmos atenção, podemos notar muitos exemplos no nosso cotidiano e embates com chefes e superiores são um desses exemplos. Mas não se chateie, pois, esse tipo de carma é um dos mais leves e fáceis de resolver, porque você pode confrontar o chefe, acabar o relacionamento ou pedir demissão. E, na maioria das vezes, por mais complicada que seja sua relação no trabalho, ela quase sempre traz algum aprendizado e é justamente por isso que atraímos essas situações.

Não, não é a toa que você tem um chefe difícil. Vamos analisar mais a fundo?

  • 1

    O que você odeia está dentro de você

    Isso é muito comum de acontecer. Quando o autoconhecimento não é valorizado, alguns padrões emocionais não são processados racionalmente e acabam sendo projetados no outro. Às vezes o que mais nos incomoda em alguém, seja no trabalho ou fora dele, são elementos que carregamos dentro de nós e que também rejeitamos de forma inconsciente. Então, fique alerta. Analise a situação usando o seu interior para tentar perceber se é esse o caso, se você está projetando no seu chefe as suas próprias sombras.

  • 2

    Feridas emocionais

    A violência que por vezes enxergamos no outro pode estar supervalorizada, pois está reverberando em alguma ferida emocional interna. Por exemplo: você tem uma mãe ou um pai autoritário que causou algum trauma. Logo, qualquer figura que exerça algum tipo de autoridade já não cai bem logo de cara. É uma defesa emocional, uma barreira que erguemos para nos proteger daquilo que sabemos que machuca. No entanto, se retrair não vai ajudar em nada. Provavelmente o que a situação quer lhe mostrar é que certos traumas precisam ser externalizados, olhados e trabalhados. E nada melhor que um chefe difícil para nos fazer processar algumas emoções e iluminar aquilo que tentamos esconder.

  • 3

    Humildade deve ser fortalecida

    Existem pessoas egocêntricas e prepotentes e que precisam trabalhar a humildade. Como em qualquer outra relação, essas características acabam se sobrepondo às necessidades de aprendizado, então o ambiente profissional acaba sendo o melhor contexto para “forçar” o exercício da humildade. Saber se submeter a um comando e jogar o “jogo corporativo” pode ensinar muita coisa para quem tem problemas em lidar com hierarquias e tende a buscar o controle de tudo, quase sempre com o foco em si. Se for esse o caso, deixe rolar. Aprenda a entregar o controle para outros e, se as orientações que recebe são corretas, aproveite para desenvolver sua carreira e absorver o máximo de conhecimento possível.

  • 4

    Autoestima precisa ser trabalhada

    Essa é a situação mais dolorosa em termos de aprendizado que podemos atrair. É muito comum que uma pessoa com baixa estima encontre pelo caminho um chefe abusivo e que faz aflorar sentimentos muito dolorosos. É paralisante e pode chegar a adoecer uma pessoa. Porém, mais uma vez podemos afirmar que a vida não está querendo te humilhar. Pelo contrário, ela quer é te fortalecer. Para conseguir sair bem de uma situação como essa é preciso muito jogo de cintura, e, principalmente, conseguir se impor e estabelecer limites. O choque emocional que uma relação profissional complicada pode causar é terrível, mas com certeza provoca uma reação que obriga a pessoa a reagir. E essa reação passa pela análise de si e tomada de consciência das próprias qualidades. Mas, claro, há casos em que os danos são muito maiores do que os ganhos, e então o melhor a se fazer é se afastar. Porém, se afastar sem fazer uma análise mais profunda vai fazer com que toda a situação seja em vão. Não vire as costas para o sofrimento, encare ele de frente e use a dor para crescer!

  • 5

    Empatia

    A empatia deve ser levada para todas as áreas da vida, inclusive para o setor profissional. Enxergar quem é difícil com olhos empáticos tem tudo a ver com espiritualidade e despertar consciencial. Pode ser que a vida esteja querendo que você exercite mais a empatia e consiga enxergar além das máscaras sociais que todos nós vestimos, abrindo o coração para uma compreensão maior dos fatos.

    Ninguém sabe quais batalhas uma outra pessoa está enfrentando em seu íntimo, por isso a empatia é tão importante nas relações humanas. Veja além das aparências e tente compreender porque seu chefe tem um comportamento que pode não ser o mais apropriado. E talvez você e a sua energia possam ter sido colocadas ali para ajudar!

“Precisar de dominar os outros é precisar dos outros. O chefe é um dependente”
Fernando Pessoa

  • 6

    Flexibilidade

    Um chefe inflexível e exigente nos obriga a ser flexíveis. Talvez a sua intransigência tenha atraído a dureza do comportamento do seu superior, para que você aprenda a ser mais flexível na sua vida. Não se engane. As relações profissionais extrapolam os limites do trabalho e servem muito mais para a nossa vida em geral do que a profissional.


Clique Aqui: Sonhar com chefe — Mas afinal, o que significa?


É importante saber que…

Existem certas situações em que a maldade é a única explicação para certas atitudes. Na vida encontramos todos os tipos de pessoa e no trabalho não é diferente. Ser uma pessoa difícil é diferente de ser, por exemplo, um criminoso, coisa que pode acontecer no ambiente profissional. Há certos abusos que não devem ser tolerados e se afastar da situação é primordial para preservar a saúde e algumas vezes até a própria vida.

“Um bom chefe faz com que homens comuns façam coisas incomuns”
Peter Drucker

Assédio, por exemplo, é uma dessas situações em que não há nada que possa ser feito e a melhor atitude é se defender, seja denunciando, seja procurando ajuda ou se afastando quando possível. Se não puder abandonar o emprego, procure imediatamente outro e se desligue desse ambiente nocivo. Outro exemplo que podemos dar é o racismo ou qualquer outra discriminação ou preconceito. Atitudes discriminatórias configuram crime e devem ser tratadas com o rigor da lei. De resto, aproveite as dificuldades para seu próprio crescimento!


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.