.
Cuidado com o que deseja: o fracasso ensina mais que o sucesso

Cuidado com o que deseja: o fracasso ensina mais que o sucesso

Ser bem-sucedido na vida é o grande objetivo da maior parte das pessoas, já que é através do sucesso que recebemos o reconhecimento financeiro que nos abre as portas da felicidade. O ter sempre veio antes do ser e cada vez mais atrelamos a felicidade e a realização na vida aos bens materiais. Aliás, vemos com enorme desgosto a própria espiritualidade ser usada com esse objetivo, especialmente pelos “profissionais quânticos” que garantem que a riqueza material está disponível a todos, basta querer. Se você fizer um curso vai conseguir usar o poder da sua mente para ativar o DNA da riqueza e todos os seus problemas estarão resolvidos. Pensamento positivo ajuda mesmo e existem muitas ferramentas como simpatias, rituais e outras coisas que nos ajudam a caminhar em direção aos nossos objetivos, mas usar a espiritualidade como meio para ter e não ser deveria ser repensado.

“Ostra feliz não produz pérola”
Rubem Alves

Nessa leva dos discursos que realizam todos os sonhos, a tristeza não tem espaço. O fracasso também é condenado e rejeitado, criando uma ilusão onde o sofrimento humano não é aceito. E isso é perigoso. Um mundo sem adversidades onde os desejos humanos são atendidos é um mundo infantilizado e sem possibilidade de aprendizado. Tanto a tristeza quanto às dificuldades nos fazem crescer.

Deus nos criou para sermos felizes

Esse discurso está mais forte do que nunca. Existem pessoas que pensam que viemos ao mundo para sermos felizes, abençoados e conseguirmos tudo aquilo que desejamos. E vale lembrar que quase sempre desejamos coisas materiais. Embora a felicidade faça parte da nossa jornada, não viemos aqui para viver um conto de fadas. Viemos aprender. A Terra é um planeta de expiação, que agora transita para uma categoria de regeneração. Logo, a ideia é evoluir, não ser “feliz”.

Aliás, a felicidade plena que tanto buscamos não reside naquilo que a matéria oferece. Dinheiro é ótimo e ajuda a ter uma certa paz e menos preocupações, mas ele de fato não traz felicidade. Ou não haveriam toneladas de pessoas ricas, famosas e bem sucedidas com depressão. Falta algo, há um buraco que só pode ser preenchido pelo autoconhecimento e pela descoberta de nossa essência espiritual. A felicidade é um movimento interno, não externo; ela vem de dentro. Quem é feliz e equilibrado consegue estar lúcido na adversidade e constrói sua alegria através dela, apesar dela. E quando percebemos isso, estamos no caminho do despertar e do que significa realmente ser bem-sucedido na vida. E a vida é dura. Ela, por si só não gera felicidade, pelo contrário, ela gera conflito, frustração e toda a sorte de pressões que podem esmagar uma pessoa e afunda-la cada vez mais em um estado de apatia e retração que também impedem que a sequência de eventos como acontecem promovam o crescimento.

“A cura entra pelas portas da maternidade”
André Luiz (E a Vida Continua)

Viemos aqui para aprender a amar. As sucessivas encarnações são a maneira possível para que desafetos do passado possam ser perdoados e a Lei do Amor possa vigorar. Quando uma família recebe uma criança, ela está recebendo também a chance de corrigir sua conduta, de aprender, de oferecer o que temos de melhor para uma outra pessoa. E, justamente por isso é que não é a toa que muitos dos problemas que a humanidade enfrenta em termos emocionais têm origem na família. Renascer é uma benção e cada um encontra pelo caminho exatamente o que precisa para evoluir.

Basta olhar para o mundo para perceber que ele não é feito de felicidade, nem tão pouco de amor. A nossa história mostra isso e continua esfregando na nossa cara a nossa brutalidade, apesar do desenvolvimento tecnológico e da ideia de comportamento civilizado que ela traz. A mudança que queremos ver no mundo deve brotar primeiro em nossos corações, para depois poder ser refletida no estilo de vida que levamos e na realidade que criamos para sustentar a vida na Terra. Tal qual crianças, precisamos dos conflitos, dos erros e acertos para crescer e retirar isso do horizonte da vida é inverter a lógica da própria vida.


Clique Aqui: Larch, o floral dos que só acreditam no próprio fracasso


Crescemos é na dificuldade

Sem errar, quem pode aprender? Se a vida fosse perfeita e todos os esforços terminassem em um sucesso contínuo, que tipo de pessoa você seria? O erro tem que ser tão valorizado quanto o acerto, pois um depende do outro para existir. Ninguém nasce pronto e um caminho de aprendizado exige que existam tentativas, acertos, erros, tomadas de consciência, humildade, correção. Nós crescemos mesmo é na dificuldade.

“Eu não falhei. Apenas descobri 10 mil maneiras que não funcionam”
Thomas Edison

A frase acima dita por Thomas Edison é perfeita para mostrar como o caminho da vitória depende do erro e da evolução que é possível através dele. Quando ele diz “não falhei”, ele não está rejeitando o fracasso, mas sim afirmando a importância dele e da jornada que percorremos até atingir um objetivo. Foi através das 10 mil vezes que ele errou que ele conseguiu trazer ao mundo uma das maiores invenções da vida moderna. Se ele tivesse apenas desejado o sucesso, provavelmente não teria sido imortalizado pela história.

O sucesso inspira, mas é o fracasso quem ensina. Celebrar o fracasso faz muito sentido quando se tira da experiência o aprendizado. Já o sucesso agrada o nosso ego e nos faz acreditar que somos realmente “demais”, o que abre as portas do abismo e nos derruba do alto da nossa prepotência. Quem só encontra o sucesso na vida fica alienado, prepotente e arrogante. Um mundo sem o fracasso e dominado só por pessoas que nunca erraram seria um mundo ainda pior do que esse que vivemos atualmente.


O Dia Nacional do Fracasso

Acredite se quiser, mas esse dia existe na Finlândia. O Dia Nacional do Fracasso foi instituído no país em 2010, por um grupo de estudantes que buscavam estimular o empreendedorismo e a busca por novas profissões. Assim, nasceu a ideia de incentivar o famoso ditado que diz que é errando que se aprende. Como parte da campanha, o grupo resolveu reunir algumas frases para incentivar as pessoas a olharem para o fracasso com novos olhos, colocando ele como parte do sucesso. Além das frases, vídeos com personalidades do país foram produzidos, onde essas pessoas afirmam que o caminho para o sucesso, certamente, é o fracasso.

O dia é comemorado em 13 de outubro e sempre traz fortemente o incentivo ao movimento, enfrentamento do medo e coragem para arriscar, aceitando o erro como parte do processo. Tente! Não deixe que o medo paralise você na busca dos seus objetivos. O não você já tem! Corra atrás do sim e não tenha medo de errar. Só quem erra consegue inovar na vida, no trabalho e nas relações. Erre e vá em frente!


Clique Aqui: A Psicologia do Êxito: como obter sucesso


 10 lições que o fracasso ensina

  • 1

    A falha constrói caráter

    Talvez o maior benefício que vem do fracasso seja a força, o impulso que ele nos dá para continuar seguindo. E conforme vamos caminhando, vamos moldando a nossa personalidade e o nosso caráter. Quem falha, possui mais empatia, mais equilíbrio e consegue suprimir o ego com mais facilidade. Errar te torna uma pessoa melhor.

  • 2

    O fracasso cria oportunidades

    O fracasso traz oportunidades porque ele muda a nossa perspectiva. Quando ultrapassamos um fracasso, com certeza que virá depois dele será melhor, assim como nós mesmos vamos nos aprimorando a cada vez que erramos e tentamos acertar.

“Uma pessoa que nunca cometeu um erro nunca tentou algo novo”
Einstein

  • 3

    O fracasso é um grande mestre

    O fracasso tem uma maneira de mostrar seus pontos fortes e fracos ao mesmo tempo em que te motiva a corrigir. O fracasso é a força motriz do sucesso. Veja quantas pessoas de sucesso relatam fracassos que tornaram a jornada do sucesso possível! Gisele Bundchen, a ubermodel, foi rejeitada para alguns trabalhos no início da carreira por ser considerada feia. Disseram a ela que ela jamais seria uma modelo de sucesso. Pelé, o rei do futebol, ouviu de um grande time paulista que ele não sabia jogar. Michael Jordan, possivelmente o melhor jogador de basquete da história, não se tornou parte do time de basquete de sua escola. JK Rowling, autora da série de sucesso de Harry Potter, disse que recebeu “lotes” de cartas de rejeição por cinco anos antes de encontrar um editor que aceitasse publicar seus livros. Talvez nenhum deles teria conseguido trilhar o caminho do sucesso se não tivessem sido fortalecidos pelo fracasso.

  • 4

    O fracasso requer coragem

    É preciso coragem para encarar o fracasso em uma sociedade impulsionada pelo sucesso. A maioria das pessoas tem medo de fracassar e esconde seus erros do mundo e de si mesmas, pois, quando se envergonham e escondem as falhas perdem a oportunidade de aprender com elas. O fracasso requer coragem e coragem leva ao sucesso.

  • 5

    O fracasso ensina a perseverança

    Quem consegue tudo o que quer na hora em que quer, acaba adquirindo uma postura preguiça e ressentida perante a vida, pois não consegue lidar com a frustração. No primeiro não, desistem. A perseverança e determinação são necessárias para seguir em frente e alcançar reconhecimento e sucesso. Quem desiste fácil, não “chega lá”.

  • 6

    O fracasso cria a criatividade

    Se a necessidade é a mãe da invenção, o fracasso é o pai. Nada estimula mais a criatividade do que o fracasso! A análise do erro faz com que a pessoa tente se adaptar a realidade e tentar seguir por outros caminhos, encontrar outras portas que possam se abrir. E a criatividade é a chave que abre essas portas!

“Sucesso é a capacidade de ir do fracasso ao fracasso sem perder o entusiasmo”
Winston Churchill

  • 7

    Fracassar cria motivação

    Quem consegue se sentir desafiado e fortalecido pelo fracasso tem muito mais chances de ter sucesso. Olhar para a falha com vontade de superá-la nos faz continuar caminhando sem desistir, fazendo as adaptações necessárias pelo caminho. Não deixe que o fracasso te derrube e se fortaleça com ele! Use o não como força que empurra você para o sucesso.

  • 8

    O fracasso é aceitável

    A sociedade vai te dizer o contrário, mas é essencial aceitar o fracasso, abraçar os erros e seguir. Se envergonhar só vai causar ressentimentos e atrasar você na sua jornada. É preciso valorizar o fracasso tanto quanto valorizamos o acerto! Fácil não é, pois quem erra enfrenta olhos julgadores, ávidos para se auto afirmar através da humilhação do outro.

    Como disse Fernando Pessoa em seu poema Linha Reta “Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo”. É o que fazem as pessoas. Mentem e escondem os fracassos como se eles fossem um estigma. Não cometa esse erro.

  • 9

    O fracasso elimina o medo

    Muitas pessoas deixam de agir, de viver, de realizar por medo do fracasso. Ao invés de tentarem, preferem a zona de conforto e a garantia de não se frustrar que ela oferece. Porém, quem erra acaba percebendo cedo ou tarde que o caminho do sucesso é cheio de erros, por isso o medo do fracasso vai diminuindo a cada falha. E quando a conquista finalmente chega, essas pessoas conseguem olhar para trás e valorizar todas as dificuldades que enfrentaram para chegar ao sucesso. Se você tem medo, vai com medo mesmo!

  • 10

    Fracasso ensinar resiliência

    Cair, sacudir a poeira e levantar. Parece fácil, mas nem todas as pessoas conseguem se livrar da sombras de seus próprios erros. Sem a aceitação e avaliação positiva da falha, a postura perante a vida vai ficando endurecida e a pessoa não consegue lidar bem com a frustração. E tudo que rejeitamos e escondemos ganha força dentro de nós. O fracasso ensina resiliência e essa resiliência acaba se transformando em visão de mundo e contaminando todas as áreas da nossa vida. Através do desconforto e da incerteza do fracasso, a pessoa poderá enfrentar melhor os desafios da vida à medida que surgirem.


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.