.
Como a acupuntura atua no combate à ansiedade?

Como a acupuntura atua no combate à ansiedade?

Uma das mais populares ramificações da Medicina Tradicional Chinesa, a acupuntura ganhou adeptos não somente por seus aspectos de cura para o corpo, mas também para a mente. Males do mundo moderno como a ansiedade, depressão e outras condições psicológicas podem ser tratadas através das finas agulhas de forma eficaz e livre de efeitos colaterais.

Como atua a acupuntura para ansiedade?

A verdade é que a acupuntura oferece inúmeros benefícios, sendo que seu uso mais comum é para o alívio de dores e para o tratamento de algumas doenças. No entanto, existem formas de se utilizar tratamento em espectro emocional, direcionando a acupuntura para ansiedade, depressão e outros fins. A princípio, pode até parecer algo pouco fundamentado, mas a verdade é que a acupuntura mostra excelentes resultados nesse tipo de tratamento.

Com a receptividade do ocidente com relação a medicina oriental, muitos indivíduos antes céticos, passaram a optar pelo tratamento da ansiedade e outras questões como a depressão, através da acupuntura. Não somente por iniciativa própria, mas também por indicação de inúmeros profissionais da medicina tradicional.

O motivo é simples, já que o uso da acupuntura é em muitos casos mais eficiente e não causa danos ou efeitos colaterais ao paciente – algo que aconteceria se fosse apenas submetido a tratamentos com medicamentos antidepressivos e ansiolíticos.

É claro que precisamos ressaltar aqui que o uso da acupuntura para tratar casos de ansiedade não exclui a necessidade do uso de medicamentos alopáticos e sessões de psicoterapia. Apenas o seu médico responsável é plenamente capaz de avaliar se é possível excluir outros tratamentos ou apenas utiliza-los em doses reduzidas.


Clique Aqui: Acupuntura no combate à enxaqueca: como funciona?


Como funciona?

Uma das melhores formas de saber se deve ou não experimentar o uso da acupuntura, é entender como ela funciona quando direcionada a ansiedade. Basicamente todos os princípios da acupuntura se baseiam na existência e na manipulação de uma energia a qual os profissionais chamam de Qi, Chi ou Ki, dependendo da interpretação. Essa energia seria a energia vital básica de formação do ser humano, sendo ela a responsável por determinar todo o bom funcionamento do sistema.

Se essa energia é quem mantém todos os sistemas do corpo funcionando e em perfeita sintonia, podemos concluir duas coisas de imediato: a primeira é que se ela estiver desbalanceada, todo o corpo ou ao menos algumas partes específicas devem sofrer com isso. Em segundo lugar, se tivermos um modo de acessar e manipular essa energia, então poderíamos resolver esses desequilíbrios e fortalecer nosso corpo ao ajustar tudo de uma forma mais eficiente. A acupuntura se apoia exatamente nestas duas conclusões.

O chamado “Chi” circula pelo corpo humano de maneira parecida com o sangue, correndo por dutos chamados de meridianos. Esses meridianos podem ser afetados por fatores externos, como, por exemplo, quando nos machucamos, quando realizamos algumas mudanças drástica em nossa rotina ou alimentação, quando somos acometidos pelo estresse, etc.

Essas influências externas provocam alterações que vão desde variações nos fluxos do Chi até sua completa interrupção. Isso aconteceria também em quem está sofrendo de ansiedade, pois essa mudança nos fluxos de Chi traz manifestações tanto físicas como mentais. Algumas pessoas ficam depressivas, outras dispersas, outras ansiosas.

O que a acupuntura fará por essas pessoas é utilizar pequenas agulhas e posiciona-las em pontos estratégicos do corpo, de acordo com a origem do problema. Essas agulhas, quando colocadas sobre os pontos certos são capazes de restaurar o equilíbrio no fluxo de Chi da pessoa aos poucos.

Tão logo o fluxo volta a estar estável, as consequências do desequilíbrio serão igualmente amenizadas. No caso de quem se sente ansioso, isso permite que lentamente ela se acalme, ficando mais relaxada a cada sessão. Segundo relatos, nem é preciso se estender demais no número de sessões, pois em média 5 a 6 encontros já são suficientes para que uma diferença considerável seja notada.


Clique Aqui: Acupuntura para emagrecer: entenda como funciona


A ciência da acupuntura para questões psicológicas

Não é de se estranhar quando alguém se mostra receoso perante esse tipo de terapia. No entanto, a verdade é que a acupuntura é reconhecida como uma ciência médica pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e há muito embasamento científico por trás da complexa energia “Chi”.

Alguns profissionais da área inclusive dizem que o “Chi” funciona mais como uma metáfora, e que cada aplicação ou cada agulha, é posicionada de forma a atuar sobre uma função metabólica específica. Desse modo, o que o terapeuta de acupuntura faria realmente é aplicar a agulha a poucos milímetros de um nervo cuidadosamente escolhido. É essa escolha e a forma como as agulhas são distribuídas que definirá os resultados.

As agulhas fazem estímulos no sistema nervoso, o qual acaba por reagir produzindo substâncias químicas, as quais podem ser analgésicas para as dores, estimulantes, ou relacionadas a emoções como a felicidade. Estimular a produção de dopamina no corpo, por exemplo, faria aumentar a sensação de prazer e felicidade de um paciente.

É exatamente isso que a acupuntura procura fazer pelos pacientes. Ao analisar cada quadro individualmente, são escolhidos pontos para a inserção das agulhas que irão estimular seu próprio sistema a produzir substâncias que proporcionem um maior bem-estar, ajudando no equilíbrio físico e mental do indivíduo. Essa, aliás, é uma das maiores vantagens do uso da acupuntura no tratamento da ansiedade, já que não qualquer interferência química que possa oferecer efeitos colaterais indesejados, rejeição, etc.

Podemos dizer que a acupuntura representa seu próprio corpo se curando, ainda que essa cura precise ser orientada pelas mãos de um acupunturista devidamente capacitado para desempenhar tão minucioso processo.

Ansiedade é um dos grandes males do mundo moderno, junto ao estresse e a depressão. Com efeito paralisante sobre aqueles que sofrem com a doença, é fundamental que o indivíduo não busque apenas pelo tratamento medicamentoso, nem se lance diretamente a acupuntura. Todas as alternativas devem andar em conjunto, principalmente aliadas a psicoterapia. Não é preciso se envergonhar, mas sim buscar pelo tratamento mais eficaz para controlar, contornar e conviver bem com o monstro da ansiedade.


Saiba mais :

Heloisa Von Ah Heloisa Von Ah

Designer e redatora, respira arte desde que se entende por gente. Apaixonada por gatos, literatura, cinema e músicas que já ninguém mais se lembra, vê na calmaria e na simplicidade o cenário ideal para se viver. Aprendeu de tudo um pouco, de instrumentos musicais a artes marciais; e não vê a hora de mais, já que a vida não pode parar