.
Respostas sobre Chico Xavier: curiosidades sobre sua vida e filosofia

Respostas sobre Chico Xavier: curiosidades sobre sua vida e filosofia

Chico Xavier, cujo nome de batismo é Francisco de Paula Cândido, foi um dos grandes ícones do espiritismo e o maior líder espiritual brasileiro, tendo até hoje uma legião de seguidores dos seus ensinamentos e filosofia.


Questionamentos sobre Chico Xavier: vida e acontecimentos

Suas obras renderam a venda de milhões de cópias, além do reconhecimento por meio de suas cartas psicografadas. Diante de sua história de vida rica e repleta de reviravoltas, muitas perguntas surgem sobre a ascensão de Chico Xavier, a manifestação da mediunidade, seu contato no pós-vida, entre outras questões. Veja a resposta para algumas delas.

Os primeiros sinais de mediunidade

Os dons mediúnicos de Chico Xavier se manifestaram quando ele era ainda uma criança. A primeira vez teria acontecido durante uma conversa com seu pai, onde Chico teria falado sobre ciências, graças a orientações de espíritos, aos 4 anos de idade na ocasião.

Sua infância foi muito dificultada por sua mediunidade, uma vez que seu pai não a aceitava, mesmo que Francisco dissesse que conseguia se comunicar inclusive com sua falecida mãe.

Leia também:
A relação de Chico Xavier com a doutrina de Allan Kardec 


Sua fama ganhando o país

A fama de Chico Xavier começou a extrapolar os limites da pequena cidade onde nasceu após a publicação de seu primeiro livro Parnaso de Além-Túmulo em 1932; essa coletânea de poemas com autoria dada a diversos poetas já desencarnados gerou muita polêmica e discussão.

Com cada vez mais pessoas a perguntar pelo nome Chico Xavier, Francisco começou a ser chamado para algumas entrevistas, mas a que marcou definitivamente seu nome no cenário brasileiro foi uma entrevista dada a então TV Tupi, que durou 3 horas e meia e teve tamanha repercussão que foi chamado novamente para outra edição de mais quase 4 horas.


Obras em outras línguas

Sua obra é composta de 459 livros desde o último levantamento - já que algumas são obras póstumas - e de material que é reunido ao longo dos anos. Pertence a seu legado também outras cerca de 10 mil cartas psicografadas. O conteúdo literário produzido por Chico já foi disponibilizado em cerca de 15 idiomas, além de edições publicadas em braile.


Seus relatos de cura

Apesar de muitos procurarem Chico com o intuito de obter a cura para algum mal e de existirem alguns relatos de pessoas que dizem ter sido curadas graças a ele, Chico Xavier nunca ofereceu nenhum tipo de tratamento médico; ele dizia que seu papel era o de transmitir conhecimento através de seus textos e apenas oferecia palavras de apoio.

Mesmo ligado ao mundo espiritual, ele defendia a prática da medicina, recomendando que se procurasse um médico tradicional, se limitando apenas a indicar algum tratamento fitoterápico que ele conhecia quando o caso não apresentava maiores gravidades.


Denúncias e Ameaças

Devido aos seus dons e toda sua exposição, a vida de Chico Xavier teve diversos momentos conturbados, sendo três deles os mais citados. O primeiro se deu com a publicação da obra Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, atribuída ao espírito do escritor Humberto de Campos. Pouco tempo após a publicação, familiares do falecido escritor entraram com uma ação na justiça pelos direitos autorais da obra, mas esta foi favorável a Chico, declarando que não podia se pronunciar sobre a existência ou não da mediunidade.
O segundo caso envolveu seu sobrinho Amauri Pena Xavier, que sofria de alcoolismo e declarou certa vez ao jornal Diário de Minas que ele, junto a Chico, apenas fantasiavam as obras do médium. A acusação não foi adiante e Amauri Pena Xavier teve seu fim internado em um sanatório.
A terceira diz respeito a uma denúncia sobre um esquema entre taxistas e policiais que estariam cobrando pelas consultas mediúnicas de Chico Xavier sem que ele soubesse.

Leia também:
Quais são os tipos e sinais de mediunidade ►


A fortuna de Chico Xavier

Muitos que não estabeleceram um contato íntimo com sua história creem que Francisco Cândido Xavier alcançou fama e riqueza com seus dons. Na verdade, Chico Xavier foi um dos grandes filantropos brasileiros, seguindo exatamente aquilo em que acreditava e divulgava em seus livros; os direitos autorais de seus livros foram, em sua totalidade, cedidos em cartório para obras assistenciais. Francisco trabalhou vendendo verduras, como operário têxtil e até balconista durante sua vida, sobrevivendo com esse dinheiro e a ajuda de amigos.


Chico Xavier e personalidades famosas

Francisco já foi diversas vezes procurado por famosos, em boa parte também por sua própria fama. Personalidades como Nair Bello, a cantora Wanderléa, a escritora de novelas Glória Perez, a apresentadora infantil Xuxa, Clodovil, o cantor Roberto Carlos e até os presidentes da república Juscelino Kubitschek e Fernando Collor de Mello tiveram contato em mais de uma ocasião com o médium.


Quem é Emmanuel?

Era com Emmanuel que Chico Xavier mais se comunicava e buscava orientações; autor de várias obras de Chico Xavier, ele o considerava seu guia e conselheiro espiritual. É dito também que em outras vidas Emmanuel já teria encarnado em Publius Lentulus como senador e em Padre Manoel da Nóbrega.


Pronunciamento sobre sua própria morte

Chico Xavier nunca previu sua morte, nem relatou ter sido informado pelos espíritos sobre quando iria falecer, apenas disse que iria desencarnar em um dia onde os brasileiros estariam em grande festa; e foi justamente o que aconteceu. Francisco Cândido Xavier veio a falecer em 30 de junho de 2002, justamente quando o Brasil comemorava a taça de pentacampeão da Copa do Mundo.

Leia também:
Quais são os tipos e sinais de mediunidade 


Como ficou o centro espírita de Uberaba após sua morte

Com a ausência de Chico não houveram mais sessões de psicografia no local. Hoje a casa funciona como uma livraria e uma pequena loja de lembranças, sendo transformada também em museu. Ali ainda são oferecidas à população assistência médica e odontológica, tudo graças aos direitos autorais dos livros de Chico Xavier.


O pós-vida de Chico Xavier

Existem centenas de recados escritos por médiuns de todo o Brasil e atribuídos a Chico Xavier, porém nenhum deles ainda foi reconhecido como legítimo por seu filho. Chico teria combinado um código com seu filho, Euripedes Tahan Vieira e com a amiga Kátia que permitisse a identificação de algum texto dito por ele mediunicamente.


Gostou? Compartilhe!