.
Quem foi Chico Xavier? A vida e trajetória de um marco do espiritismo

Quem foi Chico Xavier? A vida e trajetória de um marco do espiritismo

Francisco de Paula Cândido foi um dos maiores ícones espirituais brasileiros e, mesmo após mais de 10 anos após a sua morte ainda atrai seguidores de norte a sul do país. Com seu nome dado em homenagem ao santo do dia de seu nascimento, mais tarde veio a mudar de nome para Francisco Cândido Xavier, onde se popularizou como Chico Xavier.

A história de vida de Chico Xavier


Chico Xavier veio de uma humilde família católica do interior de Minas Gerais, onde passou a maior parte de sua vida. Sua infância foi conturbada e marcadas por abusos e reviravoltas, após o falecimento de sua mãe aos cinco anos de idade, apenas um ano após o pequeno Chico ter manifestado seus primeiros sinais de mediunidade.

Com o trágico acontecimento, seu pai, um humilde vendedor de bilhetes de loteria encontrou dificuldades em criar Chico e seus outros nove irmão. Desse modo, seu pai tomou a difícil decisão de entregar as crianças a alguns familiares, ficando Francisco aos cuidados de sua madrinha, amiga de sua mãe; momento no qual se deu início um histórico de abusos.

Leia também:
A Doutrina Espírita e os Ensinamentos de Chico Xavier ►

Sob a tutela de sua madrinha, sofreu agressões diárias com a famosa vara de marmelo, chegando inclusive a vesti-lo com trajes femininos durante as agressões. Não o bastante, mais tarde a madrinha elevou o grau das agressões a “garfadas” em seu abdome, não permitindo que Francisco os retirasse até que lhe fosse ordenado. Segundo o próprio Chico Xavier, o que o mantia são eram as conversas espirituais que tinha com sua falecida mãe, a qual o aconselhava a ter fé e paciência.

Em busca de respostas? Faça as perguntas que sempre quis numa Consulta de Vidência.

10 min de consulta por telefone SÓ R$ 5.

O histórico de abusos só foi reduzido após um episódio com o outro filho adotivo de sua madrinha. Conta-se que esse filho possuía uma ferida que jamais se curava em sua perna e em uma dada ocasião, sua madrinha foi aconselhada por uma benzedeira a tentar uma simpatia que consistia em pedir a outra criança - no caso Francisco -, a lamber a tal ferida durante três sextas-feiras. Francisco se recusou de início mas, ao se aconselhar com o espirito de sua mãe, esta lhe disse para que o fizesse para apaziguar a ira de sua madrinha. Francisco então o fez de modo que a ferida realmente foi curada e sua madrinha também passou a trata-lo melhor.

Alguns anos depois, o pai de Francisco veio a casar-se novamente e então ele e seus irmãos foram novamente reunidos, nesta altura com sete anos de idade. Apesar do espírito de sua mãe parar de se manifestar durante essa época, seus dons mediúnicos continuaram a colocá-lo em situações complicadas, visto que vinha de uma família católica e de pouca instrução. Na escola houveram diversos episódios onde sua mediunidade foi posta em cheque sendo inclusive desafiado a produzir textos com seus dons; desafio que cumpriu com excelência, tendo inclusive recebido um prêmio por um de seus textos.

Relacionado com Chico Xavier:
As frases célebres de Chico Xavier e os seus Ensinamentos ►

Preocupado com os dons de seu filho, o pai de Francisco o encaminhou para um padre, pensando até mesmo em interna-lo. O padre na ocasião disse que não era preciso e que tudo não passava de fantasias de crianças, aconselhando que o colocasse para trabalhar. Francisco foi levado a uma fábrica de tecidos, para atuar como operário, o que lhe deixou sequelas por toda a vida.

Mais tarde, já com 16 anos de idade e ainda com manifestações mediúnicas - porém seguindo os preceitos do catolicismo -, veio seu contato mais profundo com o espiritismo. Nessa altura Francisco perdeu sua madrasta e teve de lidar com um caso de insanidade de sua irmã; foi então que se descobriu que a causa de tal insanidade tinha origem em uma obsessão espiritual e, aconselhado por um amigo, Chico iniciou-se nos estudos espíritas, abandonando o catolicismo e abraçando por completo a doutrina espírita.

Chico Xavier, Allan Kardec e sua ascensão


Aconselhado pelo espírito de sua mãe a conhecer as obras de Allan Kardec, ali se deu início seu relacionamento com os ensinamentos e uma extensa lista de obras literárias escritas pela alcunha de Chico Xavier.

Foram mais de 450 livros psicografados, os quais venderam mais de 50 milhões de exemplares. Os direitos autorais de todo os livros foram cedidos em cartório pelo próprio Francisco Xavier para instituições de caridade. Ele é ainda hoje considerado um dos escritores brasileiros de maior sucesso comercial da história.

Conheça a obra de Chico Xavier:
A obra de Chico Xavier: Mediunidade e Ensinamentos do Pós-vida ►

Chico Xavier também ficou conhecido por suas inúmeras cartas psicografadas ao longo de sua vida; foram cerca de 10 mil cartas, pelas quais jamais cobrou algum valor. Ele já recebeu diversas homenagens em reconhecimento a sua obra e seu legado, tendo recebido em 2012 o título de “O Maior Brasileiro de Todos os Tempos” pelo SBT e pela BBC; em 1981 e 1982 chegou a concorrer na indicação pelo Prêmio Nobel da Paz. Seus ensinamentos extrapolam os conceitos do espiritismo e é considerado por muitos o maior líder espiritual do Brasil, principalmente pelo seu Estado natal, Minas Gerais, o qual instituiu como homenagem a Comenda da Paz Chico Xavier, premiação concedida à pessoas reconhecidas pelo seu trabalho em prol da paz e do bem estar social.

A morte de Chico Xavier


Chico Xavier veio a falecer em 2002 aos 92 anos de idade de parada cardiorrespiratória. Em seu velório estavam presentes cerca de 120 mil pessoas. A data de seu falecimento também foi histórica pois, no mesmo dia de seu falecimento o Brasil comemorava a conquista da Copa do Mundo de futebol e, segundo relato de amigos, o próprio Francisco já havia afirmado que “desencarnaria” em um dia de festa para todos os brasileiros.
Até as décadas anteriores à data de sua morte, Chico já havia fundado mais de 2 mil instituições de caridade, as quais mantinha graças aos direitos autorais de seus livros e campanhas promovidas pelo próprio; o que só colabora para seu reconhecimento como um grande filantropo brasileiro.


Descubra a sua orientação! Encontre-se!

Gostou? Compartilhe!