.
O que é psicografia? Entenda a técnica e suas particularidades

O que é psicografia? Entenda a técnica e suas particularidades

A psicografia é uma técnica de comunicação com o mundo espiritual, comumente utilizada por muitos médiuns e sensitivos. Ela consiste em realizar uma conexão espiritual com determinada alma desencarnada, de modo que essa alma ou espírito conduz a mão do médium ou sensitivo em questão, que atua como uma ferramenta para a transmissão de mensagens.

Em busca de respostas? Faça as perguntas que sempre quis numa Consulta de Vidência.

10 min de consulta por telefone SÓ R$ 5.

Como funciona a psicografia


Durante a psicografia, o indivíduo que a desenvolve normalmente está o tempo todo consciente de suas ações, porém tudo o que é transmitido através da escrita vem de um canal diferente de seu subconsciente. Basicamente, qualquer um pode realizar essa conexão, não havendo uma metodologia que permita diagnosticar dons ou faculdades mediúnicas de modo que, somente ao submeter-se à experiência de escrever sob a influência de espíritos é que podemos saber se somos ou não capazes para tal.

O procedimento é relativamente simples e consiste em grande parte na capacidade individual de se concentrar, relaxar e realizar a conexão corretamente. Para iniciar uma psicografia é preciso ter em mãos um lápis ou uma caneta, um local onde escrever e se posicionar de forma confortável e relaxante para tal procedimento. Mesmo que exista um dom mediúnico, isso não quer dizer que basta sentar e sair produzindo longas obras psicografadas, pois essa técnica é construída através de atividades mediúnicas regulares, com um profundo grau de aprendizado e autoconhecimento.

Leia Também: As obras de Chico Xavier: mediunidade e ensinamentos do pós-vida

O próprio Allan Kardec já chamou a atenção em suas obras para alguns cuidados a serem tomados por quem está iniciando seus estudos. Ele recomenda, por exemplo, que seja feita sempre uma oração de abertura antes de toda tentativa de psicografar; no momento da escrita, a ponta do lápis deve estar apenas levemente apoiada, ficando livre para correr sem resistência por todo o papel e ainda acrescenta que, se possível, deve-se treinar diariamente.

Tipos de Psicografia


Existem diferentes tipos de psicografia, como a mecânica, a intuitiva, a semi-mecânica e a inspirada, onde cada um relata uma experiência diferente na manifestação da escrita.

A mecânica é caracterizada por uma escrita onde a mão de quem está realizando a transcrição, se mexe de forma totalmente involuntária, avançando indefinidamente até que a mensagem espiritual acabe. O maior exemplo de psicografia mecânica que já tivemos no Brasil foi a utilizada por Francisco Cândido Xavier.

Leia Também: Quem foi Chico Xavier? A vida e trajetória de um marco do espiritismo

Temos ainda a intuitiva, onde o médium atua como um intérprete, recebendo mensagens espirituais mentalmente e, após compreende-las totalmente, as transmite para o papel da forma mais fiel possível.

A escrita semi-mecânica é a mais comum, e possui um número de praticantes consideravelmente maior. Nele o médium sente sua mão sendo impulsionada, porém o processo é mais consciente e ele é capaz de processar mentalmente a mensagens espirituais, de maneira semelhante à que acontece na intuitiva.

Aqueles que praticam o método inspirado são talvez o único exemplo de escrita inconsciente, onde o médium fica em um estado de transe recebendo uma série de informações a serem transmitidas. A maior característica desse tipo é a riqueza das informações recebidas, que podem ser obras literárias inteiras e até mesmo sinfonias.

Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Gostou? Compartilhe!