.
O impacto dos elementos sobre as técnicas de Feng Shui

O impacto dos elementos sobre as técnicas de Feng Shui

Com sua origem datada há mais de 4.000 anos atrás, na China, as técnicas de Feng Shui vêm ganhando cada vez mais adeptos ao longos dos anos – com crescimento impressionante mesmo no ocidente.

A técnica chinesa em questão se baseia na manipulação das energias naturais através de seu direcionamento, onde seus adeptos defendem a existência de uma força vital conhecida como Chi, responsável por administrar e sustentar tudo o que há no mundo.

Seguindo essa linha de raciocínio, o Feng Shui também acredita que cada elemento natural possui a capacidade de influenciar essa energia de um modo diferente, o que afetaria diretamente o mundo a sua volta.

► Conheça o glossário do Feng Shui

Entendendo os Elementos Feng Shui


A filosofia do Feng Shui considera que cada um dos cinco elementos naturais tradicionais da Astrologia Chinesa é capaz de manifestar o Chi de uma maneira diferente. Tal comportamento é devido a cada um destes elementos essenciais, compostos pela madeira, fogo, terra, metal e água, serem capaz de vibrarem em uma frequência específica e fazer parte de uma das etapas do ciclo natural da criação.

O conceito de movimento energético é um dos mais importantes fundamentos do Feng Shuie a chave de tudo reside no equilíbrio entre todos os elementos e suas forças, de modo que sejam capazes de realizar com perfeição seu ciclo de criação e destruição.

Leia Também: Os 5 animais sagrados do Feng Shui

Quando se pensa na criação por exemplo, deve-se iniciar pela madeira e então dar sequência ao adicionar o fogo, pois ele irá queimar a madeira. E assim, logo que ambos estiverem completamente consumidos, o resultado será a terra.

Da terra, surgirá o metal e, através de uma simbologia, quando ele se liquefaz produz a água, a qual irá nutrir e permitir a criação das plantas e da madeira, reiniciando o ciclo.

O ciclo destrutivo não é exatamente o inverso, mas segue a mesma lógica com a água apagando o fogo, que acaba por fundir novamente o metal usado para cortar a madeira, esgotando assim a terra que absorve a água. O que diferencia é a sequência de controle sobre os elementos, pois a madeira é quem controla a terra, que controla a água, que controla o fogo, que controla o metal, e que controla a madeira.

Leia Também: Feng Shui aplicado na cadeira de trabalho

Uso e Harmonização de Objetos


  • Madeira

    Madeira


    O elemento madeira por exemplo, representa equilíbrio, crescimento, conexão com a natureza e pode ser adicionado através de móveis, acessórios, molduras, pisos, forros e até mesmo com objetos confeccionados em coco ou palha no ambiente.

  • Fogo

    Fogo


    O elemento fogo simboliza a sabedoria, razão, motivação, alegria, prazer e tudo o que trouxer iluminação. Pode ser adicionado através de luminárias, uso de couro, lã, peles, velas, pontos de luz, espelhos e objetos brilhantes.

  • Terra

    Terra


    O elemento terra é ligado à sinceridade, fé, segurança, estabilidade e solidez, podendo ser adicionado através de utensílios de cerâmica, objetos de arte confeccionados em barro, cristais e pedras decorativas diversas.

  • Metal

    Metal


    O elemento metal representa a justiça, força moral, prosperidade, solidez e sucesso financeiro. Ele é facilmente adicionado através de objetos feitos em metal pela casa, também com o uso de mármore e granitos, esculturas e formas circulares e ovais, principalmente nas cores branco, cinza, tons naturais e pastéis.

  • Água

    Água


    O elemento água, por fim, possui ligação à motivação para contatos sociais e a fluidez no campo profissional. Quaisquer representações de rios e água corrente como fontes, cascatas e até mesmo piscinas são úteis para adicionar esse elemento. Decorações com temas náuticos, marinhos, peixes, conchas, possuindo superfícies reflexivas e com predominância de preto e azul marinho, servem para representa-la perfeitamente.

Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!