.
Jikiden Reiki - o que é e quais são suas diferenças?

Jikiden Reiki - o que é e quais são suas diferenças?

Desmembrada em uma infinidade de vertentes, a técnica de manipulação de energias chamada Reiki desperta curiosidade e ganha adeptos também aqui no ocidente. Com amplos métodos de aplicação, estudo e difusão, outra forma de fazer parte dessa área é através do Jikiden Reiki, uma variação do que conhecemos por aqui, com mais de 65 anos de existência e que tem a finalidade de trazer de volta a essência original dessa antiga terapia.

O que é Reiki?

Antes de introduzirmos o Jikiden Reiki, entender os princípios do Reiki é fundamental para compreender o conteúdo perfeitamente – uma vez que o Jikiden nada mais é que uma derivação da técnica original.

O Reiki é normalmente uma terapia muito bem recebida, independentemente se está sendo introduzida a pessoas com profundo conhecimento sobre a área ou os que apenas ouviram falar de forma superficial. No entanto, a frequência com que os mais leigos procuram entender essa técnica alternativa é surpreendente, de modo que além da procura pela terapia ocidental, muitos se aventuram pela tradição oriental, como é o caso do Jikiden Reiki.

De forma bem simples, o Reiki seria uma espécie de terapia energética focada na cura. De acordo com os princípios da técnica, cada pessoa possui em si uma grande cadeia de dutos, responsáveis por conduzir as energias por todo o corpo. Entenda como se fosse uma grande cadeia de encanamentos que conduzem energia ao invés de água. Esse encanamento distribui a energia necessária para cada parte de seu corpo, com diversas conexões que modulam onde o fluxo deve ser maior ou menor, dependendo do caso.

Segundo os princípios do Reiki, uma pessoa saudável e que apresente um bom equilíbrio físico, emocional e mental, deve ter esse fluxo igualmente bem distribuído e equilibrado. Da mesma forma, os problemas do corpo e da mente estariam ligados a certos distúrbios energéticos nessa distribuição – e é aí que a terapia Reiki entra.

Através de uma correta manipulação destas energias, a pessoa seria capaz de realizar feitos como desbloquear dutos obstruídos, aumentar fluxos deficientes ou mesmo reduzir aqueles que estão em excesso.

Tudo é feito através das técnicas corretas e, quando realizadas com o intermédio de um terapeuta, promovem resultados de forma não invasiva, uma vez que o contato direto com o paciente é desnecessário. A manipulação energética é feita através das mãos, responsáveis por transmitir o fluxo energético. E com o uso de diferentes posições das mãos, essa forma energética é aprimorada para determinada necessidade.


Clique Aqui: Hon Sha Ze Sho Nen: o terceiro símbolo do Reiki


O que é o Jikiden Reiki

A forma de tratamento oferecida pelo Reiki abre as portas para um verdadeiro universo de conhecimento, onde ele acaba se desmembrando em múltiplas técnicas e níveis de desenvolvimento das mesmas. Ao atravessar essas portas, encontramos inclusive o Jikiden Reiki.

Ele é considerado por muitos como uma forma de reinvenção do Reiki, já que foi desenvolvido por seus idealizadores – a senhora Sra. Chiyoko Yamaguchi e o Sr. Tadao Yamaguchi, seu filho – como uma maneira de apresentar o Reiki em sua forma mais pura, tal como se deu início no Japão.

A origem da palavra Jikiden é uma união de “Jiki”, que significa “Direto”, e a palavra “Den”, que significa “Ensinamento”. Essa é uma forma de dizer que se trata da transmitir ensinamentos de uma forma única, sem desrespeitar as diferentes formas de Reiki, mas sim agregando toda a informação essencial em um só lugar.

Para exemplificar de forma bem simples o que os idealizadores do Jikiden pretendiam, enquanto outras formas de Reiki se focam bastante na maneira em que a transmissão energética é feita (bem como na evolução espiritual), o Jikiden permanece focado na cura propriamente dita. Outra grande diferença que podemos citar entre a forma de Reiki ocidental tradicional e o Jikiden, é que este segundo não faz uso das posições tradicionais das mãos.

O Jikiden utiliza ainda alguns símbolos e mantras diferentes das técnicas que são comumente utilizadas no Reiki ocidental. Dentre eles, podemos encontrar:

  • O Shirushis, onde o poder em si esta na forma do símbolo e em seu traçado, não havendo nenhuma necessidade de pronuncia-lo;
  • O Jumons, traçados que, ao contrário, precisam ser pronunciados para que seu poder seja extraído;
  • O Kotodamas, que se tratam de algumas palavras ou mesmo frases que contêm poder espiritual. Eles precisam também ser pronunciados em voz alta que que seu poder se manifeste. Funcionam como o Gokai japonês (os cinco princípios do Reiki), por exemplo.

Clique Aqui: Veja quem são as celebridades que praticam Reiki


Níveis do Jikiden Reiki

Vale mencionar também que, assim como praticamente todas as formas de Reiki, o Jikiden também possui seus níveis de aprendizado e classificação dos praticantes; esses níveis são fundamentais para estabelecer um nível de desenvolvimento individual. Através dele, uma pessoa saberá se está pronta para adquirir um certo conhecimento ou não.

Alguém que pertença ao Shoden (primeiro nível) não poderá ser iniciado logo a seguir como Shian (professor de Jikiden Reiki), por exemplo. Será preciso que ele passe pelos dois níveis anteriores primeiro. Os níveis do Jikiden são divididos basicamente em:

Shoden: Esse é o primeiro e mais iniciante nível;

Okuden: O segundo e um pouco mais experiente nível de formação;

Shian Kaku: Esse é o terceiro nível do Jikiden e o primeiro degrau para aqueles que desejam se tornar professores dessa técnica. O Shian Kaku é como um título de professor assistente. Ele pode atuar junto a um professor e transmitir ensinamentos, mas não de forma autônoma e sem supervisão;

Shian: Esse é o título obtido quando se torna de fato um professor. É um título de grande honraria e que requer muito estudo;

Dai Shian: A mais alta classificação da técnica, este é um título equivalente a uma espécie de mestre. O título só pode ser alcançado pelos verdadeiros mestres do Jikiden Reiki, tanto que apenas pode ser concedido pelo próprio Tadao Yamaguchi, um dos fundadores da técnica.


Saiba mais :

Heloisa Von Ah Heloisa Von Ah

Designer e redatora, respira arte desde que se entende por gente. Apaixonada por gatos, literatura, cinema e músicas que já ninguém mais se lembra, vê na calmaria e na simplicidade o cenário ideal para se viver. Aprendeu de tudo um pouco, de instrumentos musicais a artes marciais; e não vê a hora de mais, já que a vida não pode parar