.
Você sabe o que é Gua Sha? Conheça a técnica milenar de raspagem

Você sabe o que é Gua Sha? Conheça a técnica milenar de raspagem

Se você está familiarizado com técnicas da Medicina Tradicional Chinesa, como a acupuntura, provavelmente já ouviu falar em Gua Sha. Citada em livros clínicos desde 220 d.C., a técnica busca realizar uma “limpeza” interna do paciente por meio da raspagem da pele. Ficou curioso para saber mais? Conheça os benefícios e o funcionamento desse tratamento.

O que é e como funciona o Gua Sha?

O termo é composto por duas palavras, onde “Gua” significa raspar, escovar ou arranhar, e “Sha” tem um sentido composto para areia e enfermidade. Portanto, quando se está doente ou qualquer outro problema de saúde, a técnica faz uso da raspagem da pele a fim de encontrar “grãos de areia” — ou bloqueios energéticos cristalizados — a serem varridos.

Sua complexidade pode ser descrita como uma forma de acupuntura sem agulhas, massagem sem as mãos e sangria sem sangue. O Gua Sha é um tratamento completo e direcionado e que consiste em massagear determinadas regiões do corpo, combinando a raspagem de um objeto específico sobre a área trabalhada.

Dizemos objeto específico pois são diversos os materiais utilizados para realizar essa raspagem. Alguns dos objetos mais comuns são o chifre de búfalo, pedra de jade, pires, madeira, moeda, colher de porcelana, dentre outros. A escolha não é aleatória, e considera a finalidade terapêutica no momento, podendo essa raspagem ser mais profunda ou sutil.

Através do objeto escolhido, a técnica visa estimular a superfície da pele, mobilizando o Qi (energia vital) e o Xue (energia do sangue), eliminando a energia ruim e toxinas acumuladas. Pois bem, toda essa complexidade traz inúmeros benefícios, sendo a técnica indicada para o tratamento de doenças e problemas como:

  • Enxaqueca;
  • Reumatismo;
  • Fadiga crônica;
  • Dores nas costas;
  • Problemas digestivos;
  • Asma;
  • Desordens metabólicas;
  • Hipertensão;
  • Deficiências no sistema imunológico;
  • Toxicidade no sangue;
  • Sinusites;
  • Dores musculares.

Mesmo quando o paciente não apresenta quaisquer problemas de saúde, o Gua Sha atua como prevenção. De um modo geral, permite a melhora da circulação sanguínea e a oxigenação, estimula o metabolismo, elimina toxinas do corpo e fortalece o sistema imunológico. Por si só, essa combinação de benefícios já se mostra capaz de evitar uma série de doenças.


Clique Aqui: Descubra quais são as doenças tratáveis com a acupuntura


Gua Sha para fins estéticos

Na ausência de problemas de saúde, muitas pessoas procuram também a técnica para obter resultados tanto estéticos quanto de relaxamento. A fim de contribuir para a beleza, o Gua Sha atua sobre diversos aspectos, como:

  • Remoção de toxinas, líquidos e sangue estagnados;
  • Estímulo a produção de colágeno;
  • Rejuvenescimento da pele;
  • Fortalecimento das funções imunológicas;
  • Redução da papada e marcas de expressão;
  • Redução da celulite e medidas.

Como é feito o Gua Sha?

Com o paciente posicionado da melhor forma para abranger os Meridianos correspondentes ao seu problema, o terapeuta primeiramente aplicará um óleo especial de ação anti-inflamatória sobre a região. Em seguida, com o objeto em mãos, a vasodilatação é promovida por meio da raspagem, levando a pele a um estágio de leve vermelhidão.

Em conjunto com a raspagem, o terapeuta realiza uma massagem no paciente como forma de auxiliar na ação do objeto que está sendo trabalhado na região. Alguns profissionais realizam uma massagem antes mesmo de iniciarem a raspagem, mas esse é um processo opcional que não costuma ser praticado na China.


Fazer o Gua Sha dói?

Em geral, a terapia com Gua Sha não dói, muito pelo contrário. O tratamento tende a ser bastante relaxante, podendo incomodar um pouco somente quando o objeto encontra um ponto crítico.

As espátulas, por serem raspadas por várias vezes sobre a pele, podem causar hiperemia, que é um aumento da quantidade de sangue na pele. Isso pode deixar a região pigmentada e sensível, com um aspecto de irritação ou “sangue pisado”.

Quando isso acontece em um nível mais profundo da pigmentação, entende-se que ainda existe estagnação de fluídos vitais e energia nos Meridianos. Se essa pigmentação profunda não ocorre, acredita-se que a energia vital esteja fluindo naturalmente pelo corpo.

Após o tratamento, o paciente também não sente dor e não há lesão da pele. Nos casos de pigmentação, ela deve desaparecer completamente entre 2 a 5 dias.


Clique Aqui: Acupuntura dói? Entenda o que acontece durante as sessões


Existem contraindicações?

O tratamento com Gua Sha é indicado para quase todos os tipos de pacientes. No entanto, existem algumas condições as quais recebem advertências. Não devem se submeter ao tratamento pessoas com:

  • Feridas abertas ou não totalmente cicatrizadas;
  • Tumores;
  • Queimaduras recentes;
  • Varizes;
  • Inflamações agudas.

Gestantes podem se tratar com Gua Sha somente mediante de autorização de um obstetra e avaliação do profissional especializado na técnica.


Saiba mais :

Heloisa Von Ah Heloisa Von Ah

Designer e redatora, respira arte desde que se entende por gente. Apaixonada por gatos, literatura, cinema e músicas que já ninguém mais se lembra, vê na calmaria e na simplicidade o cenário ideal para se viver. Aprendeu de tudo um pouco, de instrumentos musicais a artes marciais; e não vê a hora de mais, já que a vida não pode parar