.
Budismo e Espiritismo: 5 semelhanças das duas doutrinas

Budismo e Espiritismo: 5 semelhanças das duas doutrinas

Cinco semelhanças na prática do budismo e espiritismo

Budismo e Espiritismo são religiões e doutrinas diferentes na essência, mas com regras e ensinamentos com muito em comum. Tendo como referência as principais bases da Doutrina Espírita e as Quatro Nobres Verdades do budismo, entenda quais pontos semelhantes ambas possuem:

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

  • Budismo e Espiritismo

    Reencarnação e aprimoramento

    Talvez a principal semelhança entre budismo e o espiritismo é a crença no ciclo reencarnatório. Na Doutrina Espírita, a reencarnação é encarada como processo de aprimoramento e aprendizado, e segundo a Lei do Progresso, reencarnaremos quantas vezes forem necessários para alcançar o aprimoramento no planeta Terra.

    O budismo encara essa questão de forma um pouco diferente, mas ainda semelhante: podemos renascer como seres inferiores, superiores ou semelhantes a nós, sendo que como humanos temos a possibilidade de alcançar o Nirvana, que seria o ponto máximo de aprimoramento nesse plano. Dessa forma, o ciclo acabaria.

  • Budismo e Espiritismo

    Sofrimento

    Antes de falar sobre as semelhanças entre budismo e o espiritismo é preciso explicar, de forma resumida, as Quatro Nobres Verdades, sendo elas do budismo, sendo elas:

    > Da existência do sofrimento: todos os seres estão sujeitos ao sofrimento, desde o nascimento até a morte;
    > Da origem do sofrimento: sofremos porque nos apegamos ao que é material e transitório;
    > Da cessação do sofrimento: o sofrimento pode ser extinguido com o fim do egoísmo e apego ao material;
    > A extinção do sofrimento: as regas que farão o indivíduo mais sábio e evoluído.

    Da mesma forma que o budismo credita o sofrimento ao apego aos bens materiais e transitórios, o espiritismo credita o sofrimento à ignorância dos homens em entender que são seres em evolução. O progresso espiritual, com o fim do egoísmo e a percepção de que bens materiais são inúteis perante a realidade do espirito, são a cura do sofrimento.

  • Budismo e Espiritismo

    Egoísmo

    Ainda tendo como base as Quatro Nobre Verdades, tanto o budismo quanto o espiritismo acreditam que o egoísmo é uma das causas do sofrimento terreno, e que o homem só se verá completamente livre disso e evoluído espiritualmente quando se livrar do “eu”.

    A caridade é um dos caminhos apontados pela Doutrina Espírita, enquanto o budismo fala de regras práticas, entre elas ser verdadeiro e justo no falar; viver corretamente, sem prejudicar ninguém e fazendo o bem sempre que possível; e procurar sempre melhorar-se a si mesmo e buscar a verdade.

  • Budismo e Espiritismo

    Vivência dos ensinamentos

    Assim, cada religião com seus ensinamentos, budismo e espiritismo frisam a importância de vivenciar cada uma dessas regras e leis, já que o conhecimento sem prática é inútil. Já que ambas falam sobre a ignorância como motivo do sofrimento do homem, é certo que o progresso espiritual só virá ao praticar no dia a dia as lições aprendidas com as Quatro Nobres Verdades e os ensinamentos espíritas.

  • Budismo e Espiritismo

    Consequências

    O homem tem livre arbítrio para decidir suas ações, sejam elas positivas e negativas, e deve arcar com as consequências de suas escolhas. Tudo que lhe ocorre é devido à lei de causa e efeito, e o indivíduo tem a responsabilidade sob seu destino.

Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

 

 

 

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada:

Gostou? Compartilhe!