.
Banho de Xangô para superar dificuldades e pedir soluções

Banho de Xangô para superar dificuldades e pedir soluções

Xangô, dentre tantas denominações, se refere àquele que é dito como a divindade que rege elementos como o fogo e o raio, conhecido por ser um forte instrumento de justiça.
Sinônimo de força e obstinação, Xangô é o padroeiro dos intelectuais e detentor das leis da escrita, sendo ainda um grande defensor dos injustiçados.

As cores que mais são usadas para representar essa divindade são o Vermelho e Branco, Vermelho e Marrom, Marrom e Preto, Marrom e Branco ou somente Marrom ou Vermelho; é também considerado como uma representação equivalente a divindades como Javé, Zeus, Odin e Tupã.

Afaste as más energias da sua vida!

Atraia bons fluidos! Liberte-se das más energias e vibrações negativas que possam estar a perturbar você. Não temos a solução dos problemas, mas podemos ajudar na descoberta para o caminho melhor.

 

Banho de Xangô para superar as dificuldades


Envolto em representações tão fortes e poderosas no meio astral, é natural que em momentos de grande dificuldade, muitos recorram a figura imponente de Xangô. Pensando nisso, trouxemos o banho de Xangô para trazer a força necessária a superar as dificuldades da vida.

Para o banho serão necessários 32 quiabos, um pouco de água corrente pertencente a uma cachoeira ou rio, uma vasilha feita em pedra ágata, um pouco de açúcar (que pode ser cristal ou mascavo) e um copo de vinho licoroso e doce da preferência de quem irá tomar o banho.

Antes de iniciar o banho é importante dizer que, para que este seja plenamente aproveitado, deve ser realizado à beira de uma cachoeira ou rio, e entre as 10h e 15h. Caso seja possível, antes de iniciar o banho é conveniente acender na beira do rio ou cachoeira, uma vela de cor Marrom para Xangô e outra Amarela para Oxum.

Feita essa ressalva, para iniciar o banho primeiro devem ser retiradas as pontas dos 32 quiabos, os quais já devem estar selecionados e bem lavados. Depois, os quiabos serão cortados em rodelas bem finas. Com os quiabos picados, todas as rodelas devem colocadas na vasilha de ágata, junto com a água, o vinho e o açúcar. A mistura é então batida com as próprias mãos até que espume, transformando-se no que se chama de Ajebó.

Enquanto bater o quiabo com as mãos, converse com o Orixá. Esse é o momento onde o pedido começa a ser feito, portanto deve haver muita fé em cada palavra dita por quem está manuseando o banho. Tendo batido o quiabo, ele deverá então ser passado sobre o corpo, desde a cabeça até os pés, sempre com muita fé e repetindo seus pedidos a Xangô. O quiabo deve permanecer no corpo por 7 minutos e então ser muito bem enxaguado na cachoeira, até que não reste nenhum resíduo. A vasilha de pedra ágata deve ser lavada apenas com água e guardada.


Descubra a sua orientação espiritual! Encontre-se!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!