.
Conheça os grandes benefícios da eletroacupuntura

Conheça os grandes benefícios da eletroacupuntura

A eletroacupuntura é baseada nos fundamentos da acupuntura. A técnica utiliza aparelhos de eletroestimulação, que são conectados a agulhas ou eletrodos e transmitem estímulos para determinados pontos do corpo. O principal objetivo é potencializar efeitos analgésicos e terapêuticos.

A prática de eletroacupuntura lida com estímulos elétricos e a liberação de neurotransmissores para aliviar dores. Quando realizada por um acupunturista tradicional, que trabalha com a circulação da energia qi no corpo, é feita uma integração dos preceitos holísticos energéticos com a ciência contemporânea ocidental. Conheça neste artigo um pouco sobre o surgimento desta terapia e seus grandes benefícios.

“Os pequenos choques pelo corpo ajudam a liberar substâncias químicas analgésicas e relaxantes musculares, dando uma sensação de conforto para a pessoa como um todo”
Fernanda Ferreira – fisioterapeuta acupunturista

Como surgiu a eletroacupuntura?

Pesquisas apontam que a técnica foi usada pela primeira vez por médicos na França e na Itália, a partir do início do século XVIII. Outra linha de pesquisadores atribui a origem da eletroacupuntura a cientistas japoneses na década de 1940, que buscavam a cura de fraturas ósseas de maneira eficiente.

Também há quem diga que a eletroacupuntura se desenvolveu na China, em 1958, quando acupunturistas iniciaram a técnica como uma forma de aliviar a dor. Seja qual for a origem, a prática é um tipo de tratamento cada dia mais usada por profissionais para diferentes condições.


Clique aqui: Conheça os benefícios da acupuntura para o corpo e a mente


Qual a diferença entre acupuntura e eletroacupuntura?

A eletroacupuntura e a acupuntura são semelhantes na estimulação dos pontos. Entretanto, as técnicas são diferentes na forma em que esses pontos são ativados. Além do uso de correntes elétricas para estimular locais do corpo, a eletroacupuntura utiliza apenas os pontos principais e, quando necessário, usa dois pontos para ligar eletrodos positivos e negativos.

A prática se baseia em conceitos prévios usados na área de reabilitação física a partir da estimulação elétrica. “Seus efeitos se associam à aceleração dos processos de trocas iônicas no nível celular, influenciados pela amplitude da onda e duração do pulso elétrico, isto é a base da eletroterapia” (Cameron, 2003).

A eletroacupuntura possui algumas vantagens em relação à acupuntura tradicional. Por exemplo, sua estimulação é feita através de aparelhos (eletroestimuladores), não é necessário o manuseio de agulhas. Além disso, a qualidade e quantidade de estímulos podem ser reguladas de acordo com o tratamento em questão.

Um dos efeitos mais importantes causados por essa técnica é a aceleração na liberação de componentes que, quando chegam ao sistema nervoso central, estimulam a interação com receptores na indução de um efeito que alivia dores mais intensas. Por isso, a eletrocupuntura pode ser bem mais eficiente no alívio de dores, pois ativa o sistema supressor da dor.


Clique aqui: Como a acupuntura atua no combate à ansiedade?


A eletroacupuntura é eficiente?

A prática de eletroacupuntura intensifica os efeitos da acupuntura através dos estímulos elétricos. Ela consegue produzir efeitos de analgesia e anestesia até 20 minutos mais eficientes do que nas sessões tradicionais de acupuntura.

A técnica que usa eletroestimulador tem as mesmas indicações da acupuntura. Ela apresenta resultados melhores quando a enfermidade do paciente se caracteriza pela presença da dor regional, que prejudica apenas uma área ou membro do corpo.


Clique aqui: Conheça a Moxabustão – poderosa técnica de acupuntura térmica


Quais são os efeitos do tratamento?

A estimulação elétrica das agulhas de acupuntura faz o corpo resolver problemas por conta própria, uma vez que naturalmente produzimos substâncias que atuam em relação à dor de forma satisfatória. A eletroacupuntura faz essas substâncias agirem de forma mais rápida e melhor. A acupuntura tradicional também causa esse efeito, a diferença é a intensidade e o tempo que são potencializados com a estimulação elétrica.

Os pacientes da eletroacupuntura podem sentir um leve formigamento durante o tratamento, como efeito da corrente elétrica. Caso essa sensação se torne incômoda, o terapeuta pode diminuir a intensidade do estímulo. Da mesma forma que a acupuntura clássica, podem ocorrer pequenos hematomas depois da aplicação das agulhas.

A repetição de estímulos nas terminações nervosas, tanto em pontos superficiais quanto profundos do corpo, afeta as vias dolorosas e promove o alívio imediato da dor. De acordo com especialistas, a eletroacupuntura pode aliviar dores agudas ou crônicas. A repetição do tratamento é extremamente importante para o alcance de melhores resultados.


Clique aqui: A relação complementar entre o Reiki e Acupuntura


Mais sobre eletroacupuntura

A eletroacupuntura é uma técnica que não agride o organismo e com o tempo, pode tornar-se relaxante. Os eletroestimuladores já são utilizados para diversos tipos de procedimentos, visando a recuperação de pacientes seja para fins estéticos, fisioterapia ou até mesmo para uso veterinário.

Porém, por usar corrente elétrica, a eletroacupuntura deve ser evitada em pacientes portadores de próteses metálicas (na parte do corpo que será estimulada), gestantes, pessoas que usam marca-passos, pacientes com doenças de perda de sensibilidade dos membros (como diabéticos) e epiléticos. O tempo de uma sessão de eletroacupuntura geralmente é o mesmo de uma sessão tradicional de acupuntura (em média 30 minutos).

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.