.
Conheça os 8 níveis de consciência do Budismo

Conheça os 8 níveis de consciência do Budismo

Para o Budismo, existe o pensamento e a consciência sobre o pensamento. Há uma grande diferença entre pensar e estar consciente do pensamento. É comum ficarmos tão imersos em nossos pensamentos e emoções que nos tornarmos eles. Somos raiva, somos felicidade, somos medo etc. Precisamos perceber que essas sensações são apenas pensamentos e emoções. Eles não estão fixos em nosso estado mental. São transparentes e não sólidos. Quanto mais nos deixarmos levar, mais vazia se torna a qualidade de nossa consciência. Ao invés de nos conectar com nossa entidade eterna, o Eu, nos perdemos na vasta mente que está conectada com os demais seres vivos.

Quando compreendemos que a natureza de nossa existência vai além de pensamentos e emoções, o sentimento de isolamento, medo e separação desmorona. Conheça neste artigo, os 8 níveis de consciência do Budismo.

Os 8 níveis de consciência do Budismo

  • A primeira consciência

    O primeiro nível é a consciência do olhar, a forma física diante nossos olhos e a maneira como enxergamos o todo, o nada e as questões do cotidiano. A consciência do olhar é formada por contato, atenção e sentimentos, qualquer consciência possui cinco formações mentais universais. Elas ocorrem rapidamente, quem sabe em menos de um milissegundo. Tudo toma uma forma diante do que vemos e sentimos.

  • Da segunda à quinta consciência

    Da segunda à quinta consciência estão a consciência da audição, a consciência do olfato, a consciência do paladar e a consciência do corpo (tato). O corpo e o toque diante de objetos, o corpo e os fatores naturais, a língua e o gosto para o alimento, o nariz e o cheiro para a percepção, os ouvidos para o som e os olhos para a forma. Essas consciências formam um fluxo constante e possuem uma natureza contínua, que passam pelo processo de nascimento e morte.

  • A sexta consciência

    A sexta consciência é conhecida como consciência da mente. A mente não possui início ou fim e é muito poderosa. Por ela, armazenamos energias boas ou não. Quando temos sonhos enquanto dormimos, a sexta consciência está ativa, mas não possui forma, som etc.

  • A sétima consciência

    A sétima consciência é conhecida como Manas. Ela funciona como uma plataforma para a sexta consciência (da mente) para se apoiar e manifestar. A consciência Manas possui uma visão egocêntrica sobre si mesma. Busca sempre o prazer e evita ao máximo o sofrimento. A sétima consciência ignora aquilo que podemos tirar de proveito dos momentos difíceis e desconsidera as desvantagens da busca intensa pelo prazer. Pessoas devotas buscam transformar as visões errôneas sobre si mesmas e sobre os que estão ao seu redor. Não devemos fugir do sofrimento que pode nos afligir, eles são o impulso para alcançarmos a felicidade verdadeira. Devemos trabalhar isso em nossas orações e meditações.

  • A oitava consciência

    A oitava consciência cumpre uma função armazenadora, absorve todas as energias das outras consciências. As nossas palavras, ações e pensamentos provém de nossa vida e mente, delas podem ser armazenadas energias positivas ou negativas. A oitava consciência é responsável por essa absorção. Diversos fatores ocorrem diariamente fazendo armazenarmos boas ou más energias.

Usar as oito consciências ao nosso favor é algo que requer tempo e concentração. A partir de meditações e mantras, as vivências diárias dessas consciências podem se tornar mais prazerosas.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.