.
9 motivos para você viajar sozinho ao menos uma vez na vida

9 motivos para você viajar sozinho ao menos uma vez na vida

Viajar sozinho pode ser um verdadeiro divisor de águas para o crescimento pessoal. Muitas pessoas que vivenciaram essa experiência criaram saltos quânticos em diversas áreas da vida. Aqueles que viajam sozinhos se tornam muito interessantes. Parece um pouco paradoxal, mas quanto mais você explora o mundo lá fora, mais conhece seu mundo interior. As viagens promovem uma exploração do mundo externo e interno.

Claro que em alguns momentos pode ser solitário viajar sozinho, mas você se torna apto a conhecer mais pessoas quando não há rostos familiares por perto. É sim difícil deixar seus amigos e familiares para trás por um período de tempo. Mas, vale a pena e você com certeza vai voltar uma pessoa melhor. Conheça a seguir, 9 motivos para você viajar sozinho ao menos uma vez na vida.

“Viajar o mundo sozinho não significa viver uma aventura solitária”
Carol Fernandes

9 motivos para você viajar sozinho

  • A autossuficiência

    Ao viajar sozinho, você aprende a ser independente, faz as coisas por sua conta, resolve seus problemas e faz sua própria navegação, se tornando seu melhor amigo. A autossuficiência é uma habilidade essencial desenvolvida em viagens individuais.

  • Você conhece muitas pessoas

    AQuando viajamos sozinhos, somos obrigados a conversar com pessoas diferentes – a menos que ficássemos sozinhos sozinho 24 horas por dia, sete dias por semana, o que nos deixaria loucos. Você naturalmente vai sair sozinho e conhecer mais gente do que se saísse com um grupo de amigos. Mas, por que isso acontece? Se você for a um bar, por exemplo, não vai se isolar sozinho em um canto. Isso o obriga a sair da sua zona de conforto e conversar com qualquer pessoa por perto.

  • Você se torna uma pessoa mais simpática e amigável

    Como você conhece muitas pessoas ao viajar sozinho, naturalmente aprimora suas habilidades de conversação (seja em sua língua ou não). Afinal, não tem mais ninguém que possa iniciar conversas por você, está tudo por sua conta. Portanto, naturalmente você melhora o início das conversas e hesita menos ao abordar as pessoas.

  • Você é obrigado a sair da sua zona de conforto

    Em viagens individuais, quase nunca estamos em nossa zona de conforto. Acabamos nos acostumando com as emoções, aventuras e decisões mais ousadas. Apesar de no começo sentir uma resistência interna, acaba tendo que superá-la e é aí que a mágica acontece. A vida acontece exatamente no fim da sua zona de conforto. O crescimento é um resultado de quando você ultrapassa seus limites. Essa é uma das principais razões pela qual viajar sozinho traz crescimento pessoal.

  • Liberdade, flexibilidade e espontaneidade

    Você possui controle total de tudo o que faz ao viajar sozinho. Se quiser fazer algo, não precisa consultar ninguém e não há um consenso a ser feito. Você apenas faz o que quer. Viajar sozinho proporciona flexibilidade, alto grau de liberdade e a oportunidade de ser tão espontâneo quanto quiser.

  • Você pode sempre se colocar em primeiro lugar

    Isso se aplica principalmente para pessoas empáticas, mas ainda se abrange a todos. Quando estamos viajando sozinhos, temos a oportunidade rara de fazer o que quisermos, sempre que quisermos e seguir de forma espontânea nossos desejos, sejam intuitivos ou por capricho. Também é uma chance de trabalhar em projetos pessoais ou desenvolver habilidades específicas durante a viagem.

    Viajar sozinho gera situações em que você pode se colocar em primeiro lugar, sem se preocupar em ferir os sentimentos dos outros e sem ter que chegar a um consenso benéfico para todos. Se você é um indivíduo empático, sempre vai querer se certificar que as pessoas ao seu redor estão felizes. Isso é algo bom, claro, mas às vezes é necessário se colocar em primeiro lugar para realmente se conhecer e evoluir. Não veja isso como algo egoísta, quando você aprimora seu interior, expande sua capacidade de se doar aos outros.

  • O autoconhecimento

    Quando você faz coisas individuais e passa um tempo sozinho, se conhecer melhor é uma consequência natural. Você fica mais consciente, em um bom sentido. Se torna mais alinhado com suas emoções, hábitos, tendências, padrões e aspectos mais profundos de si mesmo. Não é por acaso que “Conheça a si mesmo” está escrito no Templo de Apolo em Delfos.

  • A aura solitária

    Viajando sozinho você é o herói, a estrela de seu próprio filme. Um componente essencial na jornada de qualquer herói é a peregrinação. E este sempre foi um passo crucial no caminho dos seres humanos.

    Dizem que Jesus foi à Ásia por muitos anos com objetivo de aprimorar suas práticas espirituais. Buda supostamente se aventurou sozinho na floresta e meditou sob uma árvore por um tempo. O arquétipo de herói é levado há um bom tempo como uma forma de peregrinação. É lamentável que para nossa sociedade atual não há mais ritos de passagem envolvendo a peregrinação.

    Porém, as peregrinações estão ressurgindo na cultura das viagens de mochila pelo mundo. As pessoas estão explorando o mundo como nunca. Portanto, esse fenômeno pode ser considerado uma forma de peregrinação. Mas, ela não está sujeita a nenhuma regra rígida do que devemos fazer ou não. Trata-se de uma jornada pessoal.

Esperamos que este artigo te inspire a embarcar em sua própria aventura. Pode levar um tempo para se planejar, mas vai valer a pena. Todos nós podemos nos beneficiar com as viagens individuais, mesmo que seja só uma vez na vida.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.