.
Wicca: Descubra origem, conceitos, crenças e práticas

Wicca: Descubra origem, conceitos, crenças e práticas

A Wicca é uma religião neopagã criada pelo inglês Gerald Gardner e influenciada por crenças pré-cristãs e práticas da Europa Ocidental, que defendem a existência do poder sobrenatural como magia. A Wicca, também chamada de “A Arte”, prega o amor, a alegria e é considerada uma religião xamânica, porque defende a existência de mundos paralelos ao nosso e possíveis contatos com seres que pertencem a eles. Valoriza a natureza e acredita que pertencemos a ela, diferente da concepção de que Deus criou a natureza para ser dominada e explorada pelo homem. A mulher possui um papel de destaque na bruxaria, como mãe ela representa a personificação da Grande Mãe Natureza. Conheça a origem, conceitos, crenças e práticas desta religião.

A origem da Wicca

O fundador da Wicca – Gerald Gardner –sempre foi interessado por antropologia, história, ciências ocultas e arqueologia. Também teve contato com a Maçonaria e gostava de ler sobre os rituais pagãos e celtas, que eram realizados na Grã-Bretanha.

Gardner atualizou o conhecimento ancestral da bruxaria para o século XX e denominou esta prática de Wicca. A palavra vem de “wicce” que daria o vocábulo de “witch” na língua inglesa e de wise, sabedoria. Um dos principais objetivos do fundador foi desassociar o mal de bruxaria que foi determinado pelos cristãos. Então, enfatizava valores positivos sobre o conhecimento da natureza ao invés dos ritos e mistérios. A bruxaria foi perseguida pelo cristianismo por muito tempo. Até a década de 50, a prática era determinantemente proibida no Reino Unido.

É importante destacar que não necessariamente aqueles que praticam uma religião neopagã são wiccanos. A Wicca é apenas uma das religiões pré-cristãs que voltou à tona. Em Stonehenge, encontramos outro exemplo de religião neopagã onde são realizadas festas não-cristãs.

Existem boatos de que o autor verdadeiro por trás dos escritos de Gerald Gardner teria sido o mago inglês Aleister Crowley. Entretanto, não há evidências que dão sustentação para essa teoria. Gardner foi membro iniciado da VIIº da Ordo Templi Orientis, ordem de uma academia maçônica liderada por Crowley para uma organização independente seguidora da filosofia conhecida como Thelema. Gardner foi autorizado a liderar os trabalhos desta Ordem na Inglaterra. Por isso, é perceptível a herança thelemica na Wicca. Como o postulado “faze o que tu queres desde que não faças mal a ninguém” que é claramente uma adaptação do primeiro postulado da Lei de Thelema: “Faze o que tu queres será o todo da Lei”. Além disso, trechos dos rituais Wiccas são cópias literais de ritos thelemicos.


Clique aqui: Cerimônia Wicca – como acontecem os rituais e celebrações


Wicca e suas crenças

Na religião Wicca acredita-se na existência de deuses masculino e feminino, sendo o masculino chamado de Cernunnos ou Cerunos e o feminino, Deusa Mãe.

A Deusa Mãe sempre existiu, é incriada e criadora. Sua condição feminina permite encarar três condições da vida humana: virgindade (inocência), mãe (plenitude), anciã (sabedoria). Pode ser representada pela lua, a exaltação da fertilidade, do saber, da cura e do cuidado fazem parte de sua adoração.

Cernunnos ou Cerunos também é conhecido como o deus Cornífero, o esposo da Deusa Mãe. Trata-se de um deus que nasce, morre e renasce, assim como a vida, as estações do ano e as plantas. É associado à virilidade masculina e erroneamente foi identificado como o diabo pelos cristãos.

A Wicca inclui ainda o culto a panteões como celta, assírio, nórdico, grego, etc.  Apenas o fiel pode decidir a quem dedicar seu culto. Também acreditam na reencarnação e na Lei Tríplice, em que todas as ações humanas voltam ainda mais intensas para quem as praticou. Recusam a ideia da personificação do mal.

Os wiccanos se reúnem durante cerimônias com os Solstícios e Shabats para realizar rituais de gratidão, renovação e pedidos aos deuses. Também promovem encontros para aprofundar seu conhecimento sobre a religião. Mas, cada fiel é livre para realizar seus próprios feitiços e poções individuais, não sendo obrigados a praticar em grupo.

As festas da Wicca estão ligadas às estações do ano e à natureza, assim como no paganismo.


Clique aqui: 7 mitos sobre Wicca que você não deve acreditar


Wicca e seus Rituais

Os rituais da Wicca são guiados pelas fases da lua, os Solstícios e os Equinócios. Existem práticas para grupos grandes, pequenos ou até mesmo individuais. É essencial que o ambiente esteja limpo e o altar arrumado. As pessoas que estão praticando precisam saber anteriormente qual será sua função no ritual, para que não ocorra nenhuma dispersão energética, física ou espiritual.

Ao fazer o círculo, deve-se convocar os elementos e as deidades. No fim, o círculo será rompido e aos poucos os participantes voltarão ao presente. É permitido servir algum alimento ou bebida para auxiliar no relaxamento neste momento.

As experiências sentidas durante os rituais devem ser registradas no Livro das Sombras, um tipo de diário dos praticantes das religiões pagãs.


Clique aqui: Conheça amuletos e feitiços Wicca para sorte e proteção


A simbologia Wicca

Os símbolos da Wicca são comuns às diversas religiões pagãs. A própria Wicca utiliza símbolos de outras religiões em seus rituais como o Yin e Yang e a cruz egípcia. Conheça alguns símbolos e seus significados:

Lua Tripla – a lua tripla simboliza as três fazes da Deusa Mãe: Donzela, Mãe e Anciã. Elas estão diretamente relacionadas com as fases da lua crescente, cheia e minguante.

Pentáculo – trata-se da figura de um pentagrama dentro de um círculo. É um objeto encontrado nos altares e utilizado em rituais, feitiços e conjuros.

Pentagrama – é uma estrela de cinco pontas que está presente em diversas religiões e culturas e também se encontra na Wicca. Ela representa os cinco elementos, o masculino e feminino, a união do cosmos, entre outros.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.