.
Você pode ser voluntário abraçando bebês e ajudá-los em recuperação

Você pode ser voluntário abraçando bebês e ajudá-los em recuperação

Sabe aquele desejo profundo de ajudar o outro e de transmitir para o mundo muita energia positiva? Aquela vontade de ser voluntário em prol de mudar a vida de pessoas que precisam muitas vezes apenas de um abraço e de acolhimento sentimental? Pois saiba que existe uma forma de você ajudar pessoas e a si mesmo por meio de um simples abraço.

Você só se torna melhor que as outras pessoas quando se doa um pouco de si para ajudar o próximo

Trabalho voluntário abraçando bebês

Se você ama abraçar as pessoas e irradiar sua energia positiva, você vai amar também esse trabalho voluntário. A proposta da ONG que busca pessoas para doarem seu tempo é que você você vá até lá para demonstrar todo o seu amor pelo próximo.

Infelizmente, não temos uma lista de hospitais que recrutam estes voluntários no Brasil, mas você pode fazer uma pesquisa em sua cidade e entrar em contato com os hospitais neonatais próximos de sua residência.

Mas como funciona?

Este trabalho lhe permite ficar em contato com bebês que nascem viciados em drogas porque foram afetados durante o período gestacional. São bebês cujas mães na gestão usaram drogas ilícitas ou lícitas e que acabaram gerando bebês com a síndrome da abstinência neonatal (SAN).

Estas crianças precisam de abraço, de carinho, de segurança, durante os momentos mais difíceis das crises de abstinência pelas quais passam devido à condição de saúde.

Por isso, esta ONG busca voluntários que se ofereçam pura e simplesmente para doar seu carinho e seu tempo para ajudar estes pequenos que tanto precisam.

Como as enfermeiras do local ficam sobrecarregadas com os cuidados médicos, os bebês que nascem com a síndrome acabam ficando carentes de amor e de cuidados especiais e é aí que está a importância da existência de voluntários que se dediquem a ajudá-los.

De acordo com uma experiência feita por enfermeiras americanas na Filadélfia com bebês que sofriam da síndrome de abstinência, os recém-nascidos que ficam no colo de pessoas recebendo carinho sentem-se mais seguros. Por isso, após a descoberta, diversos hospitais pelo mundo adotam a prática de receber voluntários para cuidar destes pequenos.

Em muitos casos, os bebês ficam internados por bastante tempo, pois é necessário que as substâncias viciantes saiam de seus organismo. Como os pais são também viciados e por isso precisam lutar contra o próprio vício antes de conseguirem ajudar seus filhos, os indefesos bebês precisam da presença dos voluntários nos hospitais.

Segundo médicos que participam deste tipo de programa ensinando os voluntários, em muitos casos os bebês que recebem carinho chegam a precisar de menor dose de medicação para controle dos sintomas de crise de abstinência do que bebês que não recebem esta atenção.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.