.
Sou católico mas não concordo com tudo o que a Igreja diz. E agora?

Sou católico mas não concordo com tudo o que a Igreja diz. E agora?

Este é um questionamento comum, muitas pessoas que nasceram e cresceram dentro de uma religião, com o passar dos anos, podem começar a questionar os seus preceitos. Neste caso, o melhor é deixar de ser católico? É procurar outra religião? Veja uma reflexão abaixo.

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

Reflexão: continuar como católico ou não?

Utilizamos aqui o exemplo da Igreja Católica, por ela ser a religião com maior número de praticantes do Brasil, entretanto o raciocínio é o mesmo para qualquer outra religião. Em todos os credos, crenças e cultos podem haver fiéis que questionam os preceitos e dogmas ensinados. Então, o que fazer? O melhor conselho é: procure respostas para as suas dúvidas.

O bispo americano Fulton Sheen disse uma vez: “Devem haver apenas cem pessoas neste país que odeiam a Igreja Católica por causa do que ela realmente é; mas devem haver milhões de pessoas que a odeiam erroneamente por creem no que ela seja”. Ou seja, muitos deixam de ser católicos por acreditarem (ou melhor, discordarem) de preceitos que não são verdadeiros sobre a Igreja.


Leia também: 8 livros para quem busca espiritualidade sem religião


Investigue a sua Igreja e descubra os seus preceitos verdadeiros

Os conselhos contidos abaixo foram originalmente escritos pelo site Catholic Link e adaptado para o nosso portal e a realidade brasileira.  Os estudiosos da religião dizem que se você não concorda com algo que a sua religião afirma, o melhor caminho é investigar as raízes por detrás dessa afirmação, para descobrir se ela é verdadeira e por que razão a sua igreja afirma isso.

  • Busque compreender corretamente o que a sua Igreja ensina

    Muitas vezes nós lemos uma passagem na Bíblia, ouvimos uma canção litúrgica ou até acreditamos em algo que um amigo diz que coloca dúvidas em nossa cabeça em relação à nossa religião. “ Eu não concordo com isso, a Igreja está errada! ”. Isso é algo muito comum, nos deixarmos levar pela opinião de alguém que confiamos ou então fazermos uma má interpretação de algo que lemos. Se isso acontece (ou aconteceu) com você, nossa sugestão é: investigue. Veja se isso é verdade, se você interpretou corretamente e se sim, procure as razões para que a Igreja afirme tal fato.

  • Reflita sobre o que você leu

    Depois de ler e investigar as respostas sobre a sua dúvida, reflita: houve algum acontecimento em sua vida que mudou a sua forma de ver a Igreja? Que você fez questionar a sua fé? Para você, a doutrina da Igreja é um desafio ou um acalento? Este ponto que você é contrário em relação à sua Igreja é tão forte que os outros pontos a favor perdem importância? Avalie o seu pensamento católico.

  • Procure orientação de um padre ou outro líder espiritual

    É sempre bom tirarmos a dúvida sobre qualquer tema com alguém que entenda melhor sobre assunto do que nós. Por exemplo, se o seu carro está com problemas, você procura um mecânico. Se o seu dente dói, você procura um dentista. Se você tem dúvidas quanto a sua vida religiosa, procure um líder da sua religião que você goste e confie. Se você preferir, pode ser um líder que não seja da sua paróquia. Procure de coração aberto e diga que tem tido dúvidas que gostaria de esclarecer.

  • Vá ao Santíssimo

    A maioria das Igrejas oferece a oportunidade que o fiel se encontre com Jesus pelo menos uma vez por semana. Você já visitou o Santíssimo? A presença de Jesus é algo sublime, ideal para abrir o seu coração, libertar-se das dores e das dúvidas, estar diante de quem realmente é mais importante do que qualquer outra pessoa. No Santíssimo, você pede e Ele te atende, mergulhamos no infinito amor presente ali no Sacrário e isso pode ajudar a aliviar as suas dúvidas e apreensões, é uma visita indispensável a todo católico ou cristão.

  • Entenda e seja paciente consigo mesmo e com a Igreja

    Nem sempre é fácil compreender os ensinamentos de Deus e da Igreja. Você pode não ser capaz de compreender tudo de uma vez, e isso é natural. Alguns ensinamentos levam anos para fazer sentido em nossa mente, sobre qualquer tema, na religiosidade não é diferente. Lembre-se: a Igreja é divina, mas ela é mantida pelos homens, e como todo mortal somos capazes de errar. Assim como o pensamento humano, a Igreja é viva e tem evoluído com a humanidade sem abandonar seus ideais divinos. Por isso, não deixe de fazer as suas perguntas a Deus. O próprio Deus nos disse em Mateus 7.7: “Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto”.

  • Participe de um grupo de estudos dos ensinamentos da sua Igreja

    Um grupo de estudos religioso é a melhor forma de mergulhar nos ensinamentos da sua religião, compreendê-la, debate-la, expor a sua opinião e entender a opinião dos outros sobre os temas. Assim você encontra com pessoas que têm dúvidas semelhantes à sua, outros que já encontraram as respostas e podem te indicar para o melhor caminho da sua religiosidade e espiritualidade.

Este artigo foi originalmente publicado neste portal e adaptado ao conteúdo WeMystic Brasil.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada: