.
Sonhar acordado pode te deixar mais produtivo. Descubra por quê!

Sonhar acordado pode te deixar mais produtivo. Descubra por quê!

Sonhos intrigam, surpreendem e nos deixam curiosos sobre os segredos — e limites — da mente humana. No entanto, o que queremos dizer aqui é que você não precisa dormir para sonhar. Sonhar acordado também faz parte desse pacote do subconsciente, e a prática pode te deixar mais produtivo, feliz e próximo dos seus desejos.

A importância de sonhar acordado

Sonhar acordado é tão importante quanto sonhar enquanto dorme. Mesmo que alguns ainda digam que você deve gastar seu tempo colocando em prática seus desejos e não sonhando com eles, isso não é de todo verdade — ao menos não segundo alguns profissionais.

É claro que é preciso sim pôr em prática aquilo que se deseja e não ficar apenas especulando sobre como seria, mas existem linhas de pesquisa como a da Dra. Jennifer Freed, que dizem que sonhar acordado é uma parte fundamental de nossa construção e não deve ser deixada de lado.

Jennifer é Ph.D. em psicoterapia e astrologia psicológica e declara que o tempo gasto sonhando, idealizando e visualizando é tão valioso quanto o tempo gasto realizando de fato seus desejos e projetos — se não for ainda mais importante.

Muitos de nós somos induzidos a dispensar rapidamente nossos pensamentos imaginativos. É um movimento natural, pois associamos de maneira errônea um estado imaginativo a alguém que está com a “cabeça nas nuvens”.

A Dra. Jennifer, no entanto, adverte que “reprimir” a imaginação na verdade é prejudicial ao nosso desenvolvimento. Ela relata que muitas mulheres internalizaram em si muitas ideias e conceitos patriarcais, os quais impunham que passar tempo exercitando a imaginação seria o mesmo que estar fora da realidade.

Essa forma de pensar faz com que muitas acabem por desvalorizar seus próprios desejos, anseios e algumas de suas ideias mais criativas. Mas a Dra. Jennifer vê um outro lado, onde a imaginação é uma chave para liberar seu potencial, permitindo desenvolver e criar de maneira ilimitada.

É justamente isso que iremos abordar aqui. Logo abaixo poderemos encontrar um pouco do relato da Dra. Freed sobre a importância de sonharmos e também de sonhar acordado, falando um pouco sobre como e por que isso acontece.


Clique Aqui: Sonhar em inglês: será que meu subconsciente é bilíngue?


Apenas minha imaginação

O sonho é o único lugar onde somos verdadeiramente livres para criar e, nas palavras de Freed, “para sentir o que sentimos e desejar o que desejamos, sem consequências ou represálias”. Essa é nossa imaginação!

Para a Dra. Jennifer, a clássica frase “isso é apenas sua imaginação” subestima todo o poder e a energia de uma vida imaginativa ativa e produtiva. O que imaginamos afeta de maneira expressiva toda a nossa química corporal. Quando você imagina e visualiza algo, suas emoções são ativadas, fazendo com que você se sinta feliz, repentinamente triste ou até mesmo caia em prantos.

Você pode ainda se sentir estimulado e cheio de energia para algo, simplesmente por imaginar uma cena ou visualizar um sentimento de conquista. Visualizar com convicção o seu desejo de vencer lhe dá uma energia extra para tirar 100% de seu potencial e de fato vencer.

O seu poder de imaginação é capaz de estimular o cérebro a fornecer oportunidades para realizar esse desejo. Na verdade, o próprio ato de imaginar alonga e fortalece as capacidades cerebrais.

“Existem muitas maneiras de ser livre. Uma delas é transcender a realidade pela imaginação, como eu tento fazer.”
Anaïs Nin

É como exercitar o resto de seu corpo, fazendo com que suas capacidades aumentem gradativamente. Mas é claro que isso se aplica em duas vias. Freed faz um alerta aqui em dizer que o nosso poder de sonhar e imaginar também pode ser negativo se não soubermos direciona-lo corretamente.

Se seus sonhos estão voltados a coisas negativas como preocupações e aflições, essa imaginação negativa pode deixar um rastro psicológico ácido, que irá corroer seu emocional aos poucos.

Quando sonhamos com coisas positivas, não importa o conteúdo — se é algo voltado para um desempenho atlético, temáticas sexuais, criativas ou artísticas —, esse estímulo imaginativo ativa algumas predisposições e substâncias químicas positivas no cérebro e no corpo físico.

Quando você sonha com algo de caráter sexual, por exemplo, você produz quantidades saudáveis de dopamina e ocitocina no cérebro, o que aumenta o prazer e os sentimentos de apego.

Como disse a Dra. Jennifer, esse é o poder dos seus sonhos sobre seu corpo. A dopamina liberada no mesmo exemplo também influencia o bem-estar, o estado de alerta, a aprendizagem, a criatividade, a atenção e a concentração.

É dessa forma que uma simples fantasia sexual e a produção criativa de imagens faz com que muitos aspectos “reais” de nosso funcionamento sejam ampliados. Sonhar acordado nos traz mais felicidade e satisfação com a vida.


A imaginação das mulheres x A narrativa patriarcal

A Dra. Jennifer aponta que, de fato, o ato de sonhar, imaginar e criar é algo universal e inerente à natureza humana. O problema é que mesmo assim muitos de nós ficamos envergonhados de nossas próprias reflexões, sejam elas criativas ou sexuais.

O caso é ainda pior no caso das mulheres. Viemos de um longo trajeto histórico onde a imaginação feminina é construída sobre uma narrativa totalmente patriarcal, onde todo desejo feminino é equiparado à figura de Eva. Nessa narrativa, Eva foi a responsável pela destruição da pureza masculina representada por Adão.

Ao longo de muito tempo os homens têm sido pintados como os poderosos visionários viris, enquanto que as mulheres, em sua maior parte, foram registradas como meramente sedutoras ou adjuntas. As portadoras do pecado, a encarnação mais comum do próprio diabo.

É fácil ver a mulher sendo colocada como uma figura sexualizada, a “sedutora”, a “musa”, a “femme fatale”, são muito exemplos, mas que contrasta com a raridade com que são colocadas em posição de poder, de profetas, sábios e intimamente sintonizadas com seu poder divino.

“Sonhando acordado ou dormindo, temos a capacidade de transformar nosso sonhos em realidade, basta ter coragem e vontade de realizá-los.”
Erika Caroline

As mulheres literalmente foram ensinadas ao longo dos anos a reprimirem suas vontades desejos, anseios e seu grande potencial criativo. Sempre aprenderam que isso era algo maligno e errado de alguma forma.

Mesmo aquelas que de alguma forma tentavam se libertar dessas algemas o faziam seguindo essa mesma orientação. Se desejava ser vista de outra maneira, então o primeiro passo era para de sonhar acordada e viver apenas na praticidade — o que é na verdade tentar se parecer mais com um homem do que se libertar.

Jennifer diz em seus relatos que até mesmo algumas de suas amigas que possuíam uma postura feminista mais esclarecida, também acabaram por reprimir a imaginação porque isso parecia mais adequado na construção do que seria o politicamente correto.

Elas não reconhecem que estão deixando de lado a “selvageria”, que é intrinsecamente delas, reprimindo o que é considerado vergonhoso e errado.

É preciso parar de se submeter a esse formato. Aprender a sonhar acordado é aprender a utilizar um poder capaz de maximizar nossa vitalidade; pessoas que sonham acordadas são mais felizes.

A linha inflexível que as mulheres são advertidas a não atravessar tem sido traçada pelas expectativas da sociedade de que as mulheres devem ser controladas e contidas — é uma pena que, infelizmente, muitas possam ter internalizado o suficiente para que se tornassem prisioneiras. No entanto, as grandiosas e visionárias mulheres da história são justamente as que se atreviam a sonhar e a cruzar essa linha.


Clique Aqui: Sonhos que demonstram insatisfação no sexo


Imaginação e Expressão Criativa

Quando nos reprimimos ou nos envergonhamos dos nossos desejos ou daquilo que fantasiamos — porque não é “real”, “sensato” ou “correto” — perdemos vitalidade. Nos perdemos pelo caminho. Nos tornamos complacentes e insensíveis.

Encontre uma mulher que se queixa de estar entediada, desconectada ou aborrecida e ela também será alguém que desistiu de expressar seus desejos e sonhos.

Mesmo que esteja em um local onde seja quase impraticável sonhar e de viver essas fantasias, ainda é preciso encontrar um momento para sonhar acordado. Deixar de fazer isso será como matar sua própria alma e nunca ser capaz de se expressar.

Quando interrompemos o rio da imaginação com barragens de abnegação ou censura, nos isolamos do fluxo gerador da própria vida. Valorize seus sonhos e sonhe acordado, é com esses sonhos que você pode liberar seu potencial para escrever, desenhar, dançar, improvisar ou colocar em prática quaisquer outras formas de expressão criativa.


Saiba mais :

Heloisa Von Ah Heloisa Von Ah

Designer e redatora, respira arte desde que se entende por gente. Apaixonada por gatos, literatura, cinema e músicas que já ninguém mais se lembra, vê na calmaria e na simplicidade o cenário ideal para se viver. Aprendeu de tudo um pouco, de instrumentos musicais a artes marciais; e não vê a hora de mais, já que a vida não pode parar