.
Datas repetidas em sua vida? O quer dizer?

Datas repetidas em sua vida? O quer dizer?

Você já reparou que alguns acontecimentos marcantes acabam acontecendo nos mesmos dias do ano? Não precisa ser exatamente com você, mas com pessoas próximas a você também. Um filho que nasce no dia do aniversário da sua mãe. Você sofre um acidente de carro no mesmo dia do falecimento de um amigo no passado. Pessoas que falecem com a mesma idade ou no mesmo dia do ano. Dias que são sempre alegres na sua vida, em todos os anos. Você sabe o que isso quer dizer? Veja uma reflexão sobre as datas repetidas em sua vida….e já adiantamos: não é coincidência.

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

Reflexão sobre datas repetidas –  não é coincidência

datas repetidas

Não é coincidência, mas sim o poder do inconsciente em sua vida. Alguns especialistas da área da psicologia dizem que a nossa mente é 95% inconsciente e apenas 5% consciente. Isso justifica o fato de nós termos atitudes, pensamentos e comportamentos mecânicos, “sem perceber”.  Somos movidos pelo nosso inconsciente por boa parte da nossa vida, e ele é bem mais poderoso do que nos damos conta. Em relação à repetição de datas, a psicóloga Anne Ancelin Schutzenberger expõe um conceito chamado Síndrome de Aniversário. Ela verificou essas ‘coincidências’ em sua própria família e também em anos de estudo em clínica, observando que as datas significativas se repetiam ao longo das gerações. “O inconsciente tem boa memória, ao que parece; ama os laços de família e assinala os eventos importantes do ciclo de vida, pela repetição de datas ou idade” revelou a psicóloga.


Leia também: Reflexão – 8 maneiras modernas de ser mais espiritualizado


Como funciona a Síndrome de Aniversário

Segundo Schutzenberger, a repetição de datas em nossa vida acontece para que nós consigamos compreender aquilo que não foi assimilado no passado. As datas marcantes podem se repetir para que nós (ou parentes, amigos e outros envolvidos) consigam dar um novo significado para um sentimento ou ação. Como perceber se a Síndrome do Aniversário se faz presente em sua vida? Apesar deste nome, ela não está relacionada apenas a aniversários. Todas as datas e idades que se coincidem fazem parte desta síndrome. Para perceber se ela atua em sua vida, sugerimos que você faça uma reflexão:

  • Anote os dias e a idade que você tinha quando presenciou acontecimentos ruins ou tragédias em sua vida: a perda de pessoas queridas, início de uma doença, mudanças negativas, acidentes, etc. Verifique se na sua família existe também outros familiares que viveram situações trágicas ou negativas neste mesmo período ou com a mesma idade.
  • Um dia específico do ano que sempre acontece uma coisa boa em sua vida, e se repete a cada ano. (As lembranças do Facebook que mostram o que você postou há anos atrás ajudam a perceber isso).
  • Conhecer pessoas que fazem aniversário no mesmo dia, repetidas vezes.

Essas datas que se repetem de forma significativa em sua vida revelam uma ação, um sentimento ou comportamento que o seu inconsciente quer que você faça uma reflexão e reveja sua atitude perante ela. Pode soar estranho que um nascimento, por exemplo, que é algo incontrolável, tenha ligação com o falecimento de uma pessoa da família, mas é exatamente assim que o inconsciente age. Provavelmente as gerações anteriores à sua já eram marcadas por aquela data, mas como não prestamos muita atenção ou consideramos apenas uma coincidência, não revemos a ação e pensamento que tivemos naquele dia, sobre aquela situação. E essa repetição de data segue acontecendo a cada ano. Não precisa ser precisamente na mesma data, mas datas próximas também. Caso nós ignoremos a reflexão deste sentimento, ele irá nos acompanhar sempre e passar para as futuras gerações, como um karma que precisa ser analisado e vencido. Não é algo para se preocupar, mas sim um processo de autoconhecimento que a sua própria mente pede que você faça.


Leia também: Reflexão: prosperar não é a mesma coisa que enriquecer. Veja a diferença


O incômodo físico ou emocional dá indícios desta síndrome

Começa a se aproximar a data de aniversário de uma pessoa, e você começa naturalmente a sentir saudades dela. Aproxima-se o aniversário de morte de alguém querido e você começa a se lembrar dele, ou se preocupar com as pessoas próximas a ele ou com a forma que ele morreu (se foi de acidente de carro, você fica com medo de sofrer um acidente, por exemplo). Os incômodos podem ser físicos ou emocionais. Eles querem sinalizar que nós precisamos de uma reflexão, de olhar para o nosso mundo interno e reavaliar sentimentos e ações do passado relacionados a esta data ou idade. Essa reflexão é importante pois muitas vezes esses sentimentos nos impedem de avançar em nossa jornada, em nossa missão.


Repetições que podem te prejudicar

Essa reflexão que a Síndrome do Aniversário propõe pode ser mais importante do que se imagina, pois podem atrapalhar a sua vida de alguma maneira. Para perceber isso, veja um caso que aconteceu com a psicóloga Maria Cristina, de Belo Horizonte. Ela relata que recebeu em seu consultório um senhor muito transtornado, que tinha batido em sua filha adolescente. Ele havia perdido a cabeça, não pensou, e agrediu a menina. No consultório, ele confidenciou a ela que seu pai o agredia constantemente, e que ele havia jurado nunca repetir tal violência com suas filhas, por isso estava tão transtornado. A psicóloga então fez a árvore genealógica do senhor, para tentar identificar fatores que se repetiam naquele cenário. Juntos, eles perceberam que:

  • O pai do tal senhor havia falecido com a mesma idade que ele tinha naquele momento.
  • Quando o pai morreu, o tal senhor tinha exatamente a mesma idade de sua filha.

Ela propôs uma reflexão ao homem para aliviar os sentimentos de rancor e raiva que tinha pelo pai, pois aquilo poderia estar afetando sua relação paternal com suas filhas. Poucos dias depois, a esposa do tal senhor informa ao consultório da psicóloga que o ele havia falecido, de infarto, a mesma causa que o seu pai e com a mesma idade que ele faleceu.

A psicóloga sinalizou que esse sentimento negativo estava procurando uma reflexão do senhor, ano após ano, para que ele se livrasse dessa mágoa e rancor do pai. Ele nunca refletiu sobre isso, acabou por descontar toda a raiva em sua filha e tendo o mesmo fim que o seu pai. Se ele tivesse analisado e se livrado de sua raiva, talvez isso não teria acontecido? Não é possível afirmar, mas as Técnicas de Libertação Emocional e de traumas certamente teriam ajudado este senhor a abandonar tais mágoas e ter uma vida melhor como pai.

 

Nem sempre as sincronias de datas repetidas e idades são tão evidentes como neste caso, e também não estão ligadas apenas a casos tristes ou negativos.  O importante é dar a devida atenção a essa repetição de data em sua vida, pois o seu inconsciente deseja que você faça uma reflexão sobre ela. Se achar necessário, a presença de um terapeuta especializado em Psicogenealogia pode ajudar.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada:

Gostou? Compartilhe!