.
Pontos de umbanda – saiba o que são e a importância deles na religião

Pontos de umbanda – saiba o que são e a importância deles na religião

O que são os pontos de umbanda?


Os pontos de umbanda são os cânticos sagrados dessa religião afro-brasileira que têm diversas funções como, por exemplo, homenagear uma entidade ou convidá-la ao convívio no centro. Quando os fieis entoam os pontos de umbanda, eles estão ao mesmo tempo fazendo uma prece e invocando as falanges, chamando-as para fazer uma visita.

Os pontos de umbanda precisam ser cantados com cadência própria, em harmonia e sem exageros, pois a harmonia do ponto é essencial para dar a luz necessária e equilibrar a energia para a vinda dos guias e protetores espirituais, e também para que os trabalhos realizados no terreiro sejam bem sucedidos.   

Em busca de respostas? Faça as perguntas que sempre quis numa Consulta de Vidência.

10 min de consulta por telefone SÓ R$ 5.

Pode-se cantar pontos de umbanda fora do contexto do terreiro?


Os pontos de umbanda são entoados principalmente para entrar em sintonia com as forças do astral, por isso não é recomendado que os umbandistas andem cantando os pontos sem a devida intenção de invocar as falanges. Quando um ponto é - na linguagem do terreiro - mal tirado – ou seja, mal cantado, cantado de maneira imprópria e fora do ambiente religioso, o cântico não alcançará o efeito desejado, irá atrapalhar a aproximação das falanges e até perturbar a energia do ambiente. Os pontos de umbanda são cantados para buscar as forças espirituais das entidades, para atuarem diretamente sobre os trabalhos que estão sendo realizados, portanto não devem ser cantados em vão.

Quem puxa os pontos de umbanda no terreiro?


Para entoar as melodias dos pontos são formadas as curimbas nos terreiros de Umbanda. Eles são os responsáveis por reger os cânticos com harmonia e sabedoria. São eles também que preparam o ambiente, tornando-o propício e harmonizado com o plano espiritual. A formação da curimba pode variar de acordo com o terreiro, mas normalmente é composta por Ogãs Curimbeiros (aqueles que somente cantam), Ogãs Atabaqueiros (aqueles que somente tocam percussão) e Ogãs Curimbeiros e Atabaqueiros (quem canta e toca percussão ao mesmo tempo). Todos os componentes da curimba precisam ter a noção da importância que têm dentro do terreiro, pois os pontos de umbanda são os guias dos trabalhos realizados dentro do terreiro.

Conheça alguns pontos de umbanda

Ponto de Ogum – Beira-Mar, auê Beira-Mar

Beira-mar, auê, Beira-mar

Beira-mar, auê, Beira-mar

Beira-mar, auê, Beira-mar

Beira-mar, auê, Beira-mar

Ogum já jurou bandeira

nos campos do humaitá

Ogum já venceu demanda

Vamos todos saravá

Beira-mar, auê, Beira-mar

Beira-mar, auê, Beira-mar

 

Ponto de Exú – Exú a lala ô, a lala ô, a mojúba

Exú a lala ô

A lala ô a mojubá

Exú a lala ô

A lala ô a mojubá

Seu Tranca-Rua [Exú] é da querê querê

Maria Padilha [Pombo-gira] é da querê querá

Exú Caveira é da querê querê

Maria Mulambo é da querê querá

Exú a lala ô

A lala ô a mojubá

Exú a lala ô

A lala ô a mojubá

[Exú] é da querê querê

[Pombo-gira] é da querê querá

 

Ponto de Caboclo – 7 flechas no gongá

E rê rê

Caboclo 7 flechas no gongá

E rê rê

Caboclo 7 flechas no gongá

Saravá Seu 7 flechas

Que ele é o rei da mata

Com a sua bodoque atira (ô paranga)

Sua flecha mata (2x)

E rê rê

Caboclo 7 flechas no gongá

E rê rê

Caboclo 7 flechas no gongá


Descubra a sua orientação espiritual! Encontre-se!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!