.
Pombagira – Tudo o que você precisa saber

Pombagira – Tudo o que você precisa saber

Em busca de respostas? Faça as perguntas que sempre quis numa Consulta de Vidência.

10 min de consulta por telefone SÓ R$ 5.

A Pombagira – também conhecida por Pombogira, Pombajira ou Bombogira – é uma entidade que trabalha na Umbanda, assim como Exu. Para muitos, a Pombagira é como uma personificação feminina de Exu, mas não é consenso entre as religiões. Uma entidade misteriosa e cheia de curiosidades que desperta a atenção de todos nas casas de culto das religiões afro-brasileiras. Conheça um pouco mais sobre essa entidade.

Quem é a Pombagira?


Os primeiros relatos da Pombagira surgiram no início do século XX, e relatam uma entidade feminina muito sensual, liberta das opressões de uma sociedade conservadora e da submissão e do recato impostos ao sexo feminino. Segundo o médium Rubens Saraceni, a entidade é especialista em amor e relacionamentos por ser o orixá do Trono do Desejo e estímulo. Outros sacerdotes a vêem como mensageira dos orixás (personificações divinas das forças da natureza), tendo sido, em outras vidas, uma mulher que sofreu muito e também fez outros sofrerem, e que retorna como entidade para evoluir ajudando os outros.

Características da Pombagira


Uma entidade que adora o preto e o vermelho, de fala alta e risada estridente, com seu jeito faceiro joga charme aos homens, dança muito com sua saia rodada, bebe champanhe e fuma muitos cigarros. A Pombagira, assim como Exu, também são muitas, e assumem diversas falanges como a Pombagira Rainha, a Sete-Saias e a Menina de Praia, entre outras. A que tem maior notoriedade é Pombagira Maria Padilha, que, segundo a tradição, teria sido uma rica cortesã no século 14, amante de sete homens, incluindo o soberano do reino de Castela, atual região espanhola.

Os poderes da Pombagira


A Pombagira – assim como o Exu – é o espírito de pessoas que tiveram encarnação na Terra, seres criados pelo pai que seguem o mesmo caminho evolucional que nós, seres encarnados. Ela trabalha auxiliando e guardando os planos inferiores vibracionais para combater o mal que ainda se encontra na criação divina. Pelo fato de Exus e Pombogiras atuarem em planos muito próximos as faixas vibracionais da Terra, são espíritos profundamente conhecedores das paixões humanas, de seus desejos, defeitos e qualidades. Trabalham atuando nessa energia para ajudarem àqueles que buscam suas orientações. "Ela é um orixá que abre caminhos, ajudando os fiéis a superar dificuldades", diz o babalorixá Antonio da Silva, do Terreiro Axé Alakeru llê Ogum, na Grande São Paulo.

A Pombagira é má?


Não, isso é um pensamento equivocado. É comum ouvir pessoas que pensam que ela é devassa, mas essa é uma ideia errada. Tanto a Pombagira quanto Exu trabalham dentro da energia sexual, da energia animal que liga os homens à Terra. Por isso se apresentam como sedutores e encantadores aos seus consulentes.

Como existe a ideia de que ela foi uma pessoa má, que fez outras pessoas sofrerem, muitos têm medo da Pombagira e do seu jeito extravagante e barulhento. "Ela foi uma mulher que fez muita maldade quando viva, mas no mundo espiritual se coloca à disposição para ajudar as pessoas no que elas pedirem", diz o pai-de-santo Anderson Soares, do Templo de Umbanda Ogum e Oxum, em São Paulo. "Quer auxiliar os outros a encontrar o seu caminho para se tornar um espírito melhor."

Quem recorre à Pombagira?


Em geral os fiéis recorrem à Pombagira para solucionar problemas afetivos, como arranjar casamento, mas também há pedidos para sucesso nos negócios, nos estudos e outras necessidades. Em troca, a mensageira exige algumas oferendas, como tecidos de seda, velas e rosas vermelhas, jóias, perfumes, cigarro e comidas. Tudo deve ser posto em uma encruzilhada em forma de T, que representa o órgão sexual feminino. E, em se tratando de uma entidade quente, exige ainda que haja muita sensualidade no pedido, o devoto deve incorporar o mesmo clima da Pombagira durante o culto para que seu desejo seja atendido.


Descubra a sua orientação! Encontre-se!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!