.
Os Anjos Tronos

Os Anjos Tronos

Quem são os Anjos Tronos?


Em terceiro lugar na Hierarquia Angelical, eles receberam esse nome por terem o dever de zelar e defender o trono de Deus. Os Anjos Tronos são descritos como redemoinhos de luz e também como os músicos dos céus, por isso eles são representados sempre com instrumentos musicais nas mãos como a harpa e a trombeta.

São criaturas belas, sensíveis e muito ligadas aos humanos. Eles são conhecidos por serem os responsáveis por inspirar a beleza e a admiração à arte. Nem tão próximos de Deus quanto os Serafins e nem tão distantes, os Anjos Tronos são considerados como mensageiros, que transmitem as ordens e ensinamentos de Deus para os demais anjos da hierarquia através de cantos. Como são muito ligados a terra, anjos intervêem principalmente nas brigas familiares ou discórdias no ambiente profissional, e estão sempre atentos às nossas necessidades.


O Príncipe dos Anjos Tronos

Os Anjos tronos são regidos por Tsaphkiel, anjo associado a Terra. Ele representa as forças criativas da terra e auxilia os humanos a imaginarem e contemplarem o futuro. Pouco se sabe sobre este anjo, pois ele não é citado com freqüência nos escritos antigos, mas confirma-se que a melhor forma de se conectar ao anjo Tsaphkiel é através do canto, por isso as orações e invocações a ele são todas rimadas para serem feitas em forma de música.

Conheça toda a Hierarquia Angelical


As pessoas regidas pelos Anjos Tronos

Além do Príncipe Tsaphkiel, a categoria angelical tronos é também composta por Lauviah, Caliel, Leuviah, Pahaliah, Nelchael, Ieiaiel, Melahel e Haheuiah e cada um tem suas características e poderes diferentes, no entanto eles protegem as pessoas nascidas em épocas semelhantes – e que por conseqüência têm personalidades parecidas – por isso eles se unem numa mesma categoria.

As pessoas regidas pelos Anjos tronos são extremamente sensíveis, amáveis e dispostos a ajudar o próximo.  Têm clareza na fala, e mesmo que não tenham tido muito estudo, são consideradas sábias pelas pessoas ao seu redor. Para quem não os conhece bem, parecem ser tímidos, mas são na verdade pessoas precavidas e desconfiadas, que evitam situações que as façam sofrer. São pessoas muito questionadoras, principalmente quando o assunto é religião. Mas ao mesmo tempo que têm bons argumentos e questões, têm dificuldade em dizer “não” ficando magoados com facilidade, sofrendo calados com certas atitudes das pessoas que querem bem.

Em relacionamentos, são pessoas românticas, gostam de estar juntos, adoram ambientes calmos, ouvir música e se sentem muito confortáveis com o silêncio. No trabalho, têm dificuldade de desvincular o lado emocional do profissional: quando estão bem, trabalham muito bem, mas quando o emocional está abalado têm dificuldade em ser produtivos.


Descubra a sua orientação! Encontre-se!

Gostou? Compartilhe!