.
Oração para Iemanjá: os poderes da Rainha do Mar

Oração para Iemanjá: os poderes da Rainha do Mar

Comemorado em 2 de Fevereiro no Brasil, o dia de Iemanjá simboliza a forte presença que a Rainha do Mar exerce na cultura afro-brasileira e conquista devotos em diversas regiões do país.

Também conhecida como Yemanjá, Iyemanjá, Yemaya, Yemoja ou Iemoja; o nome deste Orixá africano deriva da expressão lorubá, que significa “mãe cujos filhos são peixes”. Já no Brasil, onde influencia principalmente culturas como o candomblé, ela recebe diferentes nomes como Dandalunda, Inaé, Ísis, janaína, Marabô, Maria, Mucunã, Princesa de Aiocá, Princesa do Mar, Rainha do Mar, Sereia do Mar, entre alguns outros.



Leia também:
Iemanjá: Divina Luz - Orações e Pontos ►

Os Poderes de Iemanjá

Faça aqui o seu pedido de oração

É conhecida principalmente por ser a padroeira dos pescadores, protegendo e decidindo o destino de todos aqueles que entram em seu domínio, o mar. Considerada por muitos como a afrodite Brasileira, Iemanjá também é tomada como a deusa do amor a quem recorrem os apaixonados em casos de desafetos amorosos.
Entre os Orixás, é muito respeitada e dita como mãe de quase todos eles, o que associa sua imagem ao símbolo de fecundidade.

Seus poderes e bençãos compreendem a entidade do lar e da família, pois está sempre ligada ao sentido da união, sejam eles com ou sem laços consanguíneos.
Senhora dos oceanos, chamada também de deusa das pérolas, é aquela que ampara a cabeça dos bebês no momento do nascimento.

Em sua figura materna, é grande conselheira, transmitindo confiança e bondade a seus filhos, os quais recebem temperamento protetor, calmo e tranquilo. Os filhos de Iemanjá são também discretos; poucas coisas os tiram de seu eixo de paz, exceto quando algo ameça sua família, a qual irão defender vorazmente. São francos e não admitem mentiras e falsidade, dificilmente esquecendo uma ofensa ou traição.

Iemanjá ensina seus filhos a viverem confortáveis e, mesmo quando são pobres, pode-se notar uma decoração mais arranjada em suas casas quando comparadas às demais.
Entretanto, as características mais marcantes transmitidas por Iemanjá a seus filhos são a força e a determinação, principalmente quando se tratam de assuntos ligados às suas famílias. Um filho de Iemanjá tem forte sentido acolhedor, podendo considerar de sua família até mesmo um amigo que tenha desenvolvido forte sentimento de confiança.

Dia 2 de Fevereiro: o Dia de Iemanjá


Apesar de no Brasil Iemanjá ter outras datas comemorativas dependendo do Estado, a maior delas acontece no dia 2 de fevereiro, sendo sua maior concentração em Salvador, capital do Estado da Bahia. Neste dia, milhares de pessoas, normalmente trajadas de branco, fazem uma procissão até ao templo de Iemanjá, na praia do Rio Vermelho, onde deixam os presentes que vão encher os barcos a serem levados para o mar.

Para os devotos deste Orixá, a data é muito favorável para oferendas, simpatias e orações dedicadas a Iemanjá.
Sua origem está ligada ao sincretismo religioso, onde antigos escravos africanos criaram ligações entre os Orixás e santos da Igreja Católica para continuarem a celebrar suas homenagens sem retaliações. No caso de Iemanjá, ela foi ligada a Maria, mãe de Jesus Cristo e também é conhecida por Nossa senhora dos Navegantes.

 

Oração a Iemanjá contra todos os males


Com base nas celebrações tão importantes desta data para nossa cultura, a seguir apresentamos uma oração poderosa a Iemanjá, muito utilizada para afastar todos os males que nos cercam:

“Doce, meiga e querida Mãe Iemanjá. Vós permitiste que no seio de vossa morada se formassem as primitivas formas de vida, que foram o berço de toda a criação, de toda a natureza e de toda a humanidade, aceitai nossas preces de reconhecimento e amor.

Que os lampejos que emanam de vosso diáfano manto de estrelas venham, como benéficas vibrações espirituais, aliviar os males, curar aos doentes, apaziguar os nossos irmãos revoltados, consolar os corações aflitos. Que as flores e oferendas que depositamos em vosso tapete sagrado, sejam por vós aceitas e quando entrarmos nas águas para vos ofertá-las seja as ondas do mar portadoras de vossos fluídos divinos. Fazei, Senhora Rainha das Águas, com que a espuma das ondas em sua alvura imaculada traga-nos a presença de Oxalá, limpe os nossos corações de todas as maldades e malquerenças.

Que os nossos corpos, tocados por vossas águas sagradas, libertem-se em cada onda que passa, de todos os males materiais e espirituais.

Que a primeira onda a nos tocar afaste de nossas mentes todos os eventuais desejos de vingança; que a segunda lave nossos corações e nosso espírito, para que não nos atinjam as infâmias e malquerença de nossos desafetos; que a terceira onda afaste a vaidade de nossos corações; que a quarta lave nosso corpo de todos os males e doenças físicas para que, sadios, possamos prosseguir; que a quinta onda afaste de nossa mente a ganância e a cobiça; que a cesta onda venha carregada de flores e que nosso maior desejo seja o de cultivar o amor fraternal que deve existir entre todos os homens; e que ao passar a sétima onda, nós, puros e limpos de mente, corpo e alma, possamos ver, ainda que apenas por alguns segundos, o esplendor de vossa radiosa imagem. É o que humildemente vos suplicam seus filhos.”


Descubra a sua orientação espiritual! Encontre-se!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!