.
Ho'oponopono para crianças: método de cura para seus filhos

Ho'oponopono para crianças: método de cura para seus filhos

Quando nasce uma criança, nasce também os pais – ou aqueles que irão criar aquela criança como seu filho legítimo. É um caminho novo e desafiante, e por mais que todos queiram acertar, muitas vezes os bloqueios e medos inconscientes dos pais são refletidos nas crianças. A prática de Ho’oponopono para crianças pode ajudar a curar esses bloqueios, as crianças aprendem a fazer a própria limpeza destes ensinamentos inconscientes e não valiosos dos pais quando elas têm autoconhecimento.

Afaste as más energias!
Afaste as más energias da sua vida!
Confira na nossa loja virtual as ervas produtos naturais para afastar as más energias. Aproveite já pois nossos estoques são limitados!
ESPIAR LOJA >>

As dificuldades entre pais e filhos se perpetuam por gerações

Ho'oponopono para crianças

A forma como os nossos pais nos criaram influenciam e muito na formação da nossa personalidade. Os problemas na criação, quando não são trabalhados, tendem a aparecer na vida afetiva e pessoal do adulto – e influenciar no modo como nós nos tornamos pais. Mesmo que se leia tudo sobre como ser um bom pai ou boa mãe, a inexperiência dos pais de primeira viagem e as influências da nossa criação falam sempre mais alto.

O fato de sermos sido influenciados pela criação que nossos pais nos deram nem sempre é ruim, é claro. Mas vale ressaltar que nas terapias familiares, os medos e problemas demonstrados pelas crianças estão ligados aos seus pais e na forma como eles foram criados (e que inconscientemente passaram para os filhos).


O atitude é mais importante do que a lição

Você já ouviu falar que “Filho não segue conselho, segue exemplo”? É verdade. Até os 7 anos de idade, os filhos reproduzem inconscientemente o que você FAZ, não o que você DIZ. Por isso, desde a primeira infância, os filhos agem com questões que são desafiantes para os pais: ressaltando suas falhas e deficiências.


Como assim?

Por exemplo, o pai reclama ao psicólogo que o filho é teimoso, birrento e não quer dividir os brinquedos com os colegas. Em uma conversa mais aprofundada com o pai, o psicólogo percebe que ele é extremante preso à suas ideias, tem dificuldade de aceitar outras opiniões, é muito apegado a bens materiais, dogmas e verdades que considera absoluta. Por fim, a criança apenas reproduz essas características na sua forma criança de ser.

Outro caso comum é quando uma criança vomita sem explicação em casa. Se os pais vivem grande instabilidade emocional em casa, brigam muito na frente do filho, eles demonstram comportamento agitado e muitas vezes vomitam pois não conseguem entender ou digerir aquilo que está acontecendo, e sua forma de demonstrar isso é ao expulsar o alimento do estômago.


Leia também: 5 lições que as crianças podem ensinar aos adultos


Como o Ho’oponopono para crianças pode ajudar?

O Ho´oponopono é uma ferramenta de cura que pode ajudar a limpar das crianças as crenças limitantes, os instintos de autosabotagem, os bloqueios e as memórias negativas que carregamos em nossa vida e transmitimos aos nossos filhos.

O método consiste na prática de 4 frases poderosas: “Eu te Amo. Sinto Muito. Me perdoe. Sou grato(a)”.

Ao proferir essas frases com nossos filhos, conseguimos limpar deles (inconscientemente) toda a dor, desconforto e medos que carregamos dentro de nós, para que eles percebam que os pais também erram e eles não tem de absorver tudo dos pais como se fosse correto. Os pais precisam cuidar do seu próprio inconsciente, ter a consciência de que isso passa para a criança.

As memórias do passado precisam ser libertadas. Os traumas da infância, as dores, os medos, as reprimendas, ficam acumuladas dentro do nosso ser e nós precisamos limpá-las dizendo a nós mesmos: “Eu sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grata(o)”. Pode dize-las em voz alta ou em silêncio, como se sentir mais à vontade.


Quando e como aplicar o Ho’oponopono nos filhos?

Não existe um número de vezes, um prazo ou uma idade adequada pois não há contraindicações nesse método se a criança não desenvolver nenhum sintoma negativo em relação a ele.  A ideia é fazer da prática algo constante, de limpeza diária de memórias negativas, para trazer a memória para a consciência e evitar que ela se transforme em sintoma.


Exemplo prático

Maria Cristina é psicóloga e percebeu que suas filhas manifestavam sintomas de seus problemas emocionais em seus corpos físicos. Segundo ela, ela começou a perceber que quando ela tinha algum desconforto ou incômodo que ela não conseguia verbalizar, especialmente se ele estivesse ligado às suas filhas, as pequenas manifestavam-se com tosse. “Tossir é uma forma de expelir algo que traz desconforto. Então, neste caso, se este for o sintoma de minhas filhas, me pergunto de onde vem esta dificuldade em mim. E começo a purificar a situação”. Ela então pratica o Ho´oponopono com suas filhas para afastar a tosse e quaisquer sintoma relacionado que possa ter ocasionado essa situação dizendo a elas as 4 frases em voz alta. Maria Cristina ressalta que sempre explica às filhas que faz aquela prática visando a cura delas, assim elas também vão aprendendo a limpar memoóias, trazer paz e unificação em família. “Liberando as memórias em mim, também libero nelas”, garantiu.


Leia também: Meditação para crianças – os pequenos também devem meditar?


Isso não deve trazer culpa aos pais

Verem os filhos reproduzindo sintomas e atitudes resultantes do nosso comportamento pode trazer culpa aos pais. Mas a ideia não é essa. A ideia é trazer consciência de que nós transmitimos essas memórias aos filhos e que é possível limpá-las de nós mesmos e das crianças. Por isso é importante desde cedo começar a prática de autocura. Você já se limpou hoje? Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grata.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual