.
Encontrando um amor de vidas passadas: como reconhecê-lo?

Encontrando um amor de vidas passadas: como reconhecê-lo?

Mesmo que contra as probabilidades, não é impossível se deparar com um amor de vidas passadas. Muitos já passaram pela sensação de estar com alguém em quem se sente uma conexão muito forte, dando a clara impressão de já terem se encontrado anteriormente, porém reconhece-lo de experiências passadas é uma história mais além. No plano físico que nos encontramos não temos acesso a todas as nossas memórias que incluem experiências de outras vidas, pois estas ficam adormecida e armazenadas apenas no plano espiritual.

A boa notícia é que não é impossível fazer esse reconhecimento, afinal nossas experiências estão lá armazenadas, mas a conexão espiritual transcende a matéria, o corpo e o tempo, acumulando a vivência de cada uma das gerações que passam pelo plano físico.

Em busca de respostas? Faça as perguntas que sempre quis numa Consulta de Vidência.

10 min de consulta por telefone SÓ R$ 5.

Encontrando um Amor de Vidas Passadas


Assim como acontece em outras situações, para reconhecer um amor de vidas passadas é preciso um profundo autoconhecimento e uma grande percepção de si, do mundo a sua volta e de que a vida que vivemos não é única, e sim a continuidade de uma longa história. Para isso servem os muitos exercícios de meditação, que ajudam a refinar e aprimorar os sentidos, permitindo que se esteja mais atento aos sinais que o universo nos mostra, como quando se encontra alguém subitamente e de imediato se cria uma aura de empatia profunda. Esse tipo de acontecimento pode ser o universo permitindo que o indivíduo veja que este sentimento pertence à datas muito mais antigas do que se imagina.

Algumas vezes é possível que haja alguma confusão, pois o sentimento não é exatamente o de uma paixão e sim algo mais sereno e acalentador. Isso acontece pois estamos normalmente condicionados a imaginar que se trata do amor entre dois amantes, mas é importante perceber que todo tipo de conexão emocional é capaz de transcender o tempo e o a vivência física. Isso quer dizer que o amor de vidas passadas pode sim ser de dois amantes, mas pode ser também entre uma mãe e um filho, entre irmãos ou mesmo de grandes e inseparáveis amigos; assim devemos compreender adequadamente qual é a origem desse sentimento.

Mais importante ainda é saber aceitar a maneira como esse amor acabou por encarnar nessa vida, aceitando que mesmo que acabe por encontrar um amor de vidas passadas, isso não quer dizer que devem estar juntos também nesta vida.


Descubra a sua orientação espiritual! Encontre-se!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!