.
Cigana Wlavira - cigana mãe da Tribo

Cigana Wlavira - cigana mãe da Tribo

A história da Cigana Wlavira

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Encontre já o seu Bem Estar Espiritual!

Aceito a ajuda! >
Wlavira nasceu em uma noite enluarada, em uma estrada de terra batida, próximo a um rio. Quem fez o seu parto foi o seu próprio pai, enquanto sua mãe rezava ininterruptamente à Santa Sara para que o bebê viesse ao mundo com saúde. E Wlavira nasceu perfeita. Aos 16 anos ela se casou com um cigano bem mais velho que ela, com quem tem apenas 1 filha e se tornou viúva.

Foi viver com sua filha junto de seus pais e irmãos, e passou a agir como a “mãe” de todos eles, por isso ela é chamada da mãe da tribo. Tornou-se a melhor cuidadora de pessoas de toda a tribo, cuidando da filha, dos irmãos, dos pais idosos e também dos filhos das outras ciganas que precisavam de ajuda. Fez isso até os 77 anos, quando morreu, com uma idade muito avançada para a época.
 

Descubra agora o Cigano que protege o seu Caminho!

A aparência da Cigana Wlavira

Ela é uma cigana notável e inconfundível. Possui pele muito clara, cabelos loiros, olhos castanhos e usava uma saia multicolorida. Sua saia era única e reunia as mais diversas cores. Utilizava uma coroa de flores brancas na cabeça ,onde ficavam presas diversas fitas com as mesmas cores da saia. Utilizava uma blusa azul clara e no pescoço um cordão  com uma figa de ouro e uma estrela de cinco pontas. Carregava consigo sempre um saco onde trazia um baralho, vários cristais e moedas, para fazer leituras e magias. Gostava de estar sempre perto do rio, que é a simbologia do seu nome.


Leia também: Consulta de Baralho Cigano Online - O seu futuro nas cartas ciganas


Magia da Cigana Wlavira

Você vai precisar de:

  • 1 porção de ervilha
  • 1 porção de hortelã
  • 1 porção de pimenta do reino branca
  • 3 pães árabes
  • 1 prato de papelão prateado (desses de festa)
  • 1 tâmara
  • 3 velas azuis
  • 3 moedas atuais

Como fazer:

Em uma noite de lua cheia, cozinhe as ervilhas e amasse-as até formar uma pasta. Lave as folhas de hortelã, pique em pedaços pequenos e misture na pasta. Adicione a porção de pimenta. Passe essa pasta nos pães e coloque-os em cima do pratos prateado, um em cima do outro mesmo, como se fosse um sanduíche de 3 camadas. Depois, coloque por cima a tâmara e as moedas. Leve todo esse material para debaixo de uma árvore frondosa. Coloque as velas azuis em formato de um triângulo à volta do prato. Então, peça à Cigana Wlavira que abra os seus caminhos.


Leia também: Cigana Rosita - a cigana das castanholas


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada:

Gostou? Compartilhe!