.
Candomblé e Umbanda – conheça as diferenças entre as duas religiões

Candomblé e Umbanda – conheça as diferenças entre as duas religiões

Candomblé e Umbanda são as religiões afro-brasileiras mais conhecidas do país. Existem ainda outras religiões menores que seguem origens semelhantes a essas, mas o Candomblé e Umbanda são aquelas que possuem o maior número de fieis e maior popularidade. Muitas pessoas confundem essas duas religiões, por ambas terem influências de religiões africanas, indígenas e também cristãs, como o catolicismo e o espiritismo. Confira no artigo quais as principais diferenças entre essas duas religiões.

Afaste as más energias da sua vida!

Atraia bons fluidos! Liberte-se das más energias e vibrações negativas que possam estar a perturbar você. Não temos a solução dos problemas, mas podemos ajudar na descoberta para o caminho melhor.

 

Candomblé e Umbanda – qual a diferença?

Essas duas religiões são significativamente diferentes em suas características essenciais e o único fato que têm em comum é a adoção de elementos da cultura religiosa afro-brasileira e cristã.

As diferenças em linhas gerais

  • As entidades cultuadas – apesar de partilharem alguns orixás, a natureza das entidades cultuadas no Candomblé e Umbanda se diferem bastante.
  • Os procedimentos, rituais e cantos praticados no cultuo de cada religião são diferentes, raros são aqueles que coincidem.
  • Os elementos culturais que compõem o sincretismo – apesar das duas religiões utilizarem o sincretismo religioso, elas o fazem de maneira diferente.
  • O uso das forças metafísicas acionadas também se diferem.

Leia Também:
7 dicas para quem nunca foi num terreiro


Os orixás

No Candomblé, os Orixás são considerados deuses, enquanto na Umbanda eles são considerados como espíritos ancestrais que se comunicam através de guias/falanges.


Origem

O Candomblé é uma religião africana que existe desde os tempos mais remotos naquele continente, e é por isso que o candomblé possui muito mais referências africanas em seus rituais do que a Umbanda.

Já a Umbanda é uma religião brasileira formada por volta de 1908 através do sincretismo católico-feitichista, necessário em uma época de grande repressão das religiões africanas.


Incorporações

No Candomblé não existem incorporações de espíritos ou orixás. As entidades apenas oferecem energias naturais e puras, e as leituras das mensagens trazidas por eles são feitas através dos búzios. Já na Umbanda, a consulta é feita através de um médium “incorporado”, e os trabalhos são feitos pelo espírito ali incorporado com seus elementos rituais.

Leia Também:
Pontos de umbanda – saiba o que são e a importância deles na religião


O culto a Exu, oferendas e sacrifícios

No Candomblé, existe o culto a Exu, uma entidade ambivalente, positiva e negativa, bem e mal, suas virtudes e qualidades estão associadas às dos seres humanos. Para ele, são feitas oferendas – e em alguns terreiros, sacrifícios e usos de sangue animal. A Umbanda não cultua Exu e não realiza sacrifícios e oferendas.


Bebida e Fumo

Na Umbanda, quando o Orixá incorpora, alguns médiuns fazem uso do tabaco e da bebida, como vícios das próprias entidades. Mas não são todas as linhas da Umbanda que fazem uso dessas drogas, a Umbanda Branca, por exemplo, não faz. Já no Candomblé o uso de álcool e tabaco não é comum.

São muitas outras as diferenças entre o Candomblé e Umbanda, mas o importante é que ambas são religiões sagradas, do bem e que buscam a elevação espiritual de seus praticantes.


Gostou? Compartilhe!