.
As previsões de Chico Xavier para o ano de 2019

As previsões de Chico Xavier para o ano de 2019

Chico Xavier era uma personalidade famosa por seus dons mediúnicos, porém se restringia basicamente à comunicação com o mundo espiritual e não era habitual de suas conversas fazer previsões de qualquer espécie para o futuro. No entanto, algumas palavras de Chico Xavier podem causar muito alvoroço na sociedade por tratarem de acontecimentos em grande escala e, como suas palavras e textos sempre foram muito assertivos, algumas pessoas começam a se preocupar e discutir suas previsões. Veja aqui as previsões de Chico Xavier para 2019.

Leia também:
As frases célebres de Chico Xavier e seus ensinamentos ►

A Declaração de Previsões de Chico Xavier para 2019

A declaração de Chico Xavier que mais está gerando discussões veio de uma conversa com seu amigo Geraldo Lemos Neto, mais conhecido com Geraldinho. Segundo Geraldo, o médium teria feito uma espécie de previsão que poderia ser interpretada por alguns como o fim da sociedade como a conhecemos, no ano de 2019. previsões chico xavier para 2019

Na verdade, as palavras de Chico Xavier se referem mais a um período de provação no qual a humanidade será e terá a duração de 50 anos, tendo seu fim em 2019; contradizendo a previsão de catástrofe interpretada por muitos. As palavras ditas por Chico, segundo Geraldo foram:

Nosso Senhor deliberou conceder uma moratória de 50 anos à sociedade terrena, a iniciar-se em 20 de julho de 1969, e, portanto, a findar-se em julho de 2019. Ordenou Jesus, então, que seus emissários celestes se empenhassem mais diretamente na manutenção da paz entre os povos e as nações terrestres, com a finalidade de colaborar para que nós ingressássemos mais rapidamente na comunidade planetária do Sistema Solar, como um mundo mais regenerado, ao final desse período …. Segundo a deliberação do Cristo, se e somente se as nações terrenas, durante este período de 50 anos, aprendessem a arte do bom convívio e da fraternidade, evitando urna guerra de destruição nuclear, o mundo terrestre estaria enfim admitido na comunidade planetária do Sistema Solar corno um mundo em regeneração. Nenhum de nós pode prever, Geraldinho, os avanços que se darão a partir dessa data de julho de 2019, se apenas soubermos defender a paz entre nossas nações mais desenvolvidas e cultas”.

Segundo o próprio Geraldo, essas são palavras que devem ser interpretadas com profundidade como uma espécie de chamado coletivo para que nos esforcemos em evoluir e buscar a paz nesse período transitório.

Chico ainda fala sobre uma 3ª Guerra Mundial como uma possibilidade real:

Caso a humanidade encarnada decida seguir o infeliz caminho da III Guerra mundial, uma guerra nuclear de consequências imprevisíveis e desastrosas, aí então a própria mãe Terra, sob os auspícios da Vida Maior, reagirá com violência imprevista pelos nossos homens de ciência. O homem começaria a III Guerra, mas quem iria terminá-la seriam as forças telúricas da natureza, da própria Terra cansada dos desmandos humanos”.

A Terra, cansada dos desmandos humanos, lançará sobre nós terremotos de enormes proporções, maremotos, tsunamis, explosões de vulcões já há muito extintos, degelos e tantos outros desastres que tornariam todo o Hemisfério Norte inabitável. E para o Brasil? O que está reservado?

O sacrifício do Brasil rumo a imortalidade


Geraldinho afirma sempre ter se assombrado com relação aos textos apocalípticos do Novo Testamento, e relatava a Chico Xavier essa dificuldade em entender o livro sagrado escrito por João Evangelista. Desde então, Chico se disponibilizava a esclarecer os versículos e fazê-lo compreender o momento de transição pelo qual passa nosso planeta, a caminho da regeneração.

E foi durante uma dessas conversas que Geraldinho externou ao médium uma dúvida a respeito do título do livro de sua psicografia, “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”. Em se tratando de uma conversa em meio aos anos 80, a dúvida estava relacionada ao período de caos pelo qual o país passava: hiperinflação, fome, miséria, disparidades sociais, atrasos culturais, corrupção, além do descontrole político e econômico. Surpreso, Chico comparou a situação à vida do fundador do Evangelho, Nosso Senhor Jesus Cristo.

Cristo viveu na pobreza, cercado por doentes e necessitados, experimentou de inúmeras mudanças e perseguições em sua vida, para ser quase abandonado pelos seus amigos mais próximos e morrer crucificado entre dois ladrões. “Não nos es­que­çamos de que o fun­dador do Evan­gelho atra­vessou toda sorte de pro­va­ções, pa­deceu o mar­tírio da cruz, mas de­pois ele largou a cruz e res­sus­citou para a Vida Imortal! Isso deve servir de ro­teiro para a Pá­tria do Evan­gelho”.

Por fim, Chico Xavier esclareceu que um dia haveremos de ressuscitar da cinzas do nosso próprio sacrifício, e então conseguiremos demonstrar ao mundo inteiro a imortalidade gloriosa.

A ressurreição do Brasil

Segundo relatos de Geraldo sobre a previsão de uma Grande Guerra e grandes catástrofes naturais, Chico ainda explicou como o Brasil se colocaria perante tal acontecimento, dizendo que na queda do Hemisfério Norte caberia ao Brasil dois possíveis papéis: ser o “celeiro alimentício e de matérias-primas para o mundo”, onde o país ganharia importância mundial, se desenvolveria e cresceria como nação, ou seria o abrigo de um grande fluxo migratório proveniente do Norte.

Provedores do mundo

Segundo Chico Xavier, na melhor das hipóteses, “nossa nação cres­cerá em im­por­tância so­ci­o­cul­tural, po­lí­tica e econô­mica pe­rante a co­mu­ni­dade das na­ções. Não só se­remos o ce­leiro ali­men­tício e de ma­té­rias-primas para o mundo, como também a grande fonte ener­gé­tica com o des­co­bri­mento de enormes re­servas pe­tro­lí­feras que farão da Pe­tro­bras uma das mai­ores em­presas do mundo.”

E prosseguiu: “O Brasil cres­cerá a passos largos e ocu­pará im­por­tante papel no ce­nário global, isso terá como con­sequência a ele­vação da cul­tura bra­si­leira ao ce­nário in­ter­na­ci­onal e, a re­boque, os li­vros do Es­pi­ri­tismo Cristão, que aqui ti­veram solo fértil no seu de­sen­vol­vi­mento, atin­girão o in­te­resse das ou­tras na­ções também. Agora, caso ocorra a pior hi­pó­tese, com o He­mis­fério Norte do pla­neta tor­nando-se ina­bi­tável, grandes fluxos mi­gra­tó­rios se for­ma­riam então para o He­mis­fério Sul, onde se situa o Brasil, que então seria cha­mado mais di­re­ta­mente a de­sem­pe­nhar o seu papel de Pá­tria do Evan­gelho, exem­pli­fi­cando o amor e a re­núncia, o perdão e a com­pre­ensão es­pi­ri­tual pe­rante os povos mi­grantes.

A Nova Era da Terra, neste caso, de­mo­raria mais tempo para chegar com todo seu es­plendor de con­quistas ci­en­tí­ficas e mo­rais, porque seria ne­ces­sário mais um longo pe­ríodo de re­cons­trução de nossas na­ções e so­ci­e­dades, for­çadas a se re­or­ga­ni­zarem em seus fun­da­mentos mais bá­sicos.”

Brasil, Pátria do Evangelho

No segundo caso, o Brasil enfrentaria um movimento separatista que o dividiria em 4 partes, ficando como território realmente brasileiro apenas o Sudeste somado a Goiás e o Distrito Federal. A decisão a respeito da ocupação do Hemisfério Sul seria tomada pelo que restasse da ONU, e incluiria também os demais países da América do Sul, a África e a Austrália.

Os Estados da região Norte do país, assim como a Colômbia e a Venezuela serão ocupados por norte-americanos, canadenses e mexicanos. Os Estados do Sul serão ocupados pelos europeus, unindo-os ao Uruguai, Argentina e Chile. O Centro-Oeste será ocupado por asiáticos, majoritariamente chineses, japoneses e coreanos, conectando-o ao Paraguai, a Bolívia e o Peru. Por fim, o Nordeste brasileiro será propriedade dos russos e eslavos. previsões chico xavier para 2019

Chico ressalta que, apesar da “ocupação”, será inegável que o processo tem sua transcendência espiritual, e nos forçará a reconhecer que há muito a aprender com nossos “invasores”. Geraldinho afirma ainda que, segundo Chico Xavier, apesar de sofrer com a ocupação estrangeira, o Brasil não estará imune aos movimentos telúricos da Terra. Mesmo que em menor impacto, seremos afetados por terremotos e tsunamis, notadamente nas zonas costeiras.

Você vai gostar também:
A História completa de Chico Xavier – o maior espiritista do Brasil ►

As opiniões sobre essas declarações são muito divergentes, alguns fieis acreditam nas declarações de Geraldo, outros levantam grandes dúvidas se essas palavras teriam sido realmente proferidas por Chico Xavier. Levantam também o argumento de que Geraldo teria guardado segredo sobre essas revelações por anos, vindo a revela-las em uma entrevista (publicada pela Folha Espírita, ano XXXV, nº 439, Maio de 2011), juntamente ao lançamento do livro “Não Será em 2012”; do qual é co-autor e ainda traz como capa o próprio Chico Xavier tratando da temática.
Dessa forma, nos resta aguardar o desenrolar da história e as reações sobre os acontecimentos de 2019. previsões chico xavier para 2019


Descubra a sua orientação! Encontre-se!

Heloisa Von Ah Heloisa Von Ah

Designer e redatora, respira arte desde que se entende por gente. Apaixonada por gatos, literatura, cinema e músicas que já ninguém mais se lembra, vê na calmaria e na simplicidade o cenário ideal para se viver. Aprendeu de tudo um pouco, de instrumentos musicais a artes marciais; e não vê a hora de mais, já que a vida não pode parar