.
Afinal, você sabe o que é bruxaria?

Afinal, você sabe o que é bruxaria?

Para a língua portuguesa, a definição de Bruxaria é o uso de poderes de cunho sobrenatural e o sinônimo de feitiçaria. Porém, o termo carrega muito mais significados do que isso. A arte de realizar feitiços é muito antiga e inspira o cinema, literatura e até mesmo famosas pinturas. Neste artigo, vamos abordar o tema por diferentes pontos de vista.

Diferentes abordagens 

Jeffrey B. Russell, historiador norte-americano, defende que existem três abordagens principais sobre o que é bruxaria. A primeira abordagem é a antropológica, que define o termo como sinônimo de feitiçaria; a segunda é histórica, que através de registros coloca todos os tipos de bruxaria como uma prática que se liga ao culto do diabo; e a terceira é a bruxaria moderna, que defende o termo como uma religião pagã. Atualmente, podemos fazer uma divisão dos grupos de bruxaria, entre tradicional e moderna. Conheça um pouco sobre a definição de cada uma delas.

A Bruxaria Tradicional

Este tipo de bruxaria é anterior às tradições wiccanas ou o reconstrucionismo religioso de práticas pagãs, que estão ligadas a alguma tradição em especial. Roy Bowers, pseudônimo de Robert Cochrane, criou a expressão Bruxaria Tradicional para classificar as práticas  pré-gardnerianas, ou seja, anteriores à Wicca, criada por Gerald B. Gardner.

Os grupos tradicionalistas, absorveram conhecimentos e conceitos de diversas religiões ao longo do tempo. Como eles não se submeteram à separação entre religião e ciência, alteraram sua compreensão cosmológica e modificaram suas práticas de acordo com o avanço científico. Eles não possuem interesse em ser considerados como uma religião.


Clique aqui: Conheça 6 filmes de bruxaria clássicos e atuais


A Bruxaria Moderna

A maior parte das tradições feiticeiras consideram a Bruxaria Moderna sinônimo das práticas surgidas e embasadas a partir de Gerald B. Gardner, por vezes equivalentes a Wicca. No entanto, Raven Grimassi, referência mais conhecida da stregheria (bruxaria italiana), considera Charles Leland o pai da bruxaria moderna.

Acredita-se que Gerdner foi iniciado por bruxas tradicionais, mas juntou o conhecimento passado por elas com simbólicas e práticas ritualísticas da Alta Magia. Também partiu do princípio ético formulado pelo ocultista Aleister Crowley: “faze o que tu queres, há de ser o todo da Lei”. Que foi modificado por Gerdner para: “se a ninguém prejudicares, faze o que desejares”. Assim, foi formada a crença da nova prática pagã.

Para os bruxos, existe bem e mal?

Erroneamente, foram criados os temos “bruxos negros” e “bruxos brancos”. Havia a suposição que aqueles que praticassem apenas o bem seriam os bruxos brancos, enquanto aqueles que praticassem o mal seriam os bruxos negros.

Porém, esta teoria está equivocada. Bruxos e bruxas não se pautam por estes conceitos superficiais do bem e do mal. Qualquer magia pode ser considerada como cinzenta, uma dualidade expressa de várias maneiras como luz e escuridão, positivo e negativo, bem e mal. Podemos fazer uma analogia com a faca de cozinha. Você pode utilizá-la para cortar cebolas ou para cometer assassinatos em série. Esta escolha é individual, a faca é neutra e isenta de conceitos.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.