.
4 formas de cultuar os orixás dentro de casa

4 formas de cultuar os orixás dentro de casa

Nós temos recebidos em nosso portal e redes sociais várias perguntas de leitores que questionam: “Posso cultuar orixás dentro de casa? ”; “Posso acender velas dentro de casa? ”. Resolvemos fazer um artigo para tirar todas as dúvidas e dar 4 dicas de como cultuar os orixás e prestar reverência ao seu orixá regente.

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

Como reverenciar os orixás em ambiente doméstico?

cultuar os orixás

Não há qualquer problema em reverenciar e agradecer os orixás por graças obtidas dentro de casa, desde que se tome alguns cuidados importantes.

Mesmo que você ainda não tenha descoberto qual é o seu orixá de cabeça – que é um processo que deve ser feito dentro de um terreiro com a consulta aos búzios – você pode cultuar os mais diversos orixás por quem sentir proximidade e afeição dentro da sua casa, ou reverenciar o Orixá Maior, Oxalá.

Atenção: Lembramos os nossos leitores que existem diversas linhas de Umbanda e outras religiões que utilizam da sabedoria dos orixás para o culto. É possível que haja divergências entre o que uma indica e outra permite. Portanto, indicamos que não levem o conteúdo como verdade absoluta. As formas de culto aos orixás dentro de casa escritas abaixo foram apontadas por Mestres de Umbanda com mais de 50 anos de experiência, por isso merecem respeito.


Passo a passo para cultuar os orixás em casa

Acender velas

Este é um ritual simples, mas poderoso que pode ser facilmente incorporado na sua rotina. Se você ainda não sabe qual é o seu orixá, indicamos que você acenda velas na cor branca, que atende a todos. Se você deseja a indicação do melhor dia para acender velas, indicamos a sexta feira. É o dia de Oxalá, o orixá Maior. Se já souber qual é o seu orixá, veja abaixo o dia mais indicado para acender velas e fazer rituais em casa para cada um deles para que nunca falte luz em sua vida:

  • Domingo: Nanã e as almas
  • Segunda-feira: Exú, Omolú e Obaluaiê
  • Terça-feira: Ogum, Oxumarê e Irôko
  • Quarta-feira: Xangô, Iansã, Obá
  • Quinta-feira: Oxóssi, Logunedé e Ossaim
  • Sexta-feira: Oxalá
  • Sábado: Iemanjá e Oxum

Ao acender a vela ao Orixá, coloque embaixo um pratinho limpo, que não precisa ser novo e pode ser reutilizado após a queima da vela. Ao lado da vela, sugere-se colocar um copo de água cheio. Acenda a vela, ajoelhe-se e faça seu pedido ou agradecimento.

Depois que a vela queimar por completo, pode descartar a cera que restar no lixo e jogue a água do copo na pia com a torneira aberta.

A vela e o copo de água podem ser colocados em qualquer lugar da casa, exceto no banheiro. Pode ser posicionado em uma mesa ou móvel, independente da altura, mas indicamos não colocar no chão. Não há obrigatoriedade de ser na altura da cabeça.

Atenção: jamais acenda uma vela e deixe-a sem supervisão. Uma vela pode cair e provocar incêndios, por isso só acenda velas se puder ficar no mesmo ambiente que ela, supervisionando, até que ela se queime por completo.


Banhos de descarrego

Os banhos de descarrego ajudam a limpar o nosso campo espiritual de energias negativas, renovando a nossa energia vital. Além disso, eles podem ser utilizados para trazer boas influências para você e para a casa. Ajudam no poder de decisão, livram-nos de dúvidas, angústias e pensamentos negativos.

É sempre bom realizar os banhos de descarrego, indicamos fazer pelo menos uma vez por mês. Mas cuidado, não faça banhos de descarrego todos os dias, especialmente se for utilizar banhos que utilizem sal grosso, anil ou arruda. Eles são excelentes para descarregar más energias, mas em excesso podem fazer mal.

É sempre bom utilizar as ervas correspondentes ao seu orixá de cabeça nos banhos de descarrego.  Veja abaixo alguns exemplos de ervas que são indicadas para cada orixá:

  • Oxalá/Oxaguiã/Oxalufã: alecrim, algodão, boldo, erva-cidreira, funcho, girassol, hortelã, levante, malva.
  • Exú: arruda, beladona, cactos, carqueja, comigo-ninguém-pode (com essa, é preciso muito cuidado!), mamona, mangueira, picão-preto, pimenta da costa, pinhão roxo, unha de gato, urtiga.
  • Iansã: alfazema, bambu, dormideira, espada-de-iansã, louro, manjericão, pitangueira, romã.
  • Iemanjá: alfazema, anis, chapéu-de-couro, hortelã, jasmim, lágrima de Nossa Senhora, lavanda, mastruço, pata de vaca, unha de vaca.
  • Irokô: albizeiro, cajueiro, colônia, jaqueira, noz-moscada.
  • Logunedé: Todas as ervas de seu pai Oxossi e sua mãe Oxum, além das suas próprias que são piperegum amarelo e piperegum verde.
  • Nanã Buruku: alfavaca, assa peixe, avenca, cipreste, crisântemo roxo, erva-cidreira, manacá, oriri, quaresmeira, pinhão roxo.
  • Obá: alteia, bambu, cambuí amarelo, cordão de frade, cravo da índia, dormideira, espirradeira, hortelã, lírio do brejo, louro, manjericão roxo, maravilha bonina.
  • Ogum: abre-caminho, agrião, aroeira, carqueja, espada de São Jorge, flecha de ogum, jatobá, jurupitã, losna, pata de vaca, pinhão roxo, vence tudo.
  • Omolú/Obaluaê: alfavaca roxa, babosa, canela de velho, fruta de pomba, gervão, mamona, mostarda, velame.
  • Ossain: Mamona, Pitangueira, Erva-Vintém, Jureba roxa, Nos-de-cola, Espada de São Jorge, Bredo
  • Oxossi: alecrim do campo, alfavaca, carapiá, eucalipto, guiné caboclo, jurema, salgueiro, samambaia.
  • Oxum: alfavaca, arnica, camomila, erva-cidreira, gengibre, ipê amarelo, rosa amarela, rosa branca.
  • Oxumaré/Bessen: alteia, angelicó, araticum-de-areia, graviola, ingá-bravo, língua de vaca.
  • Xangô: alfavaca roxa, café (folhas), cipó-mil-homens, erava de São João, flamboiant, hortelã, levante, mangueira, manjerona, mentrasto, nega-mina.

Se você não souber qual é o seu orixá de cabeça, pode utilizar as ervas de Oxalá. Não há qualquer problema em tomar banhos com as ervas de outros orixás que não sejam o seu, é apenas uma indicação e uma forma de reverenciar o seu orixá.


Leia também: Orixás do Candomblé: conheça os 16 principais deuses africanos


Defumações

As defumações são indicadas para a renovação e limpeza de energia da casa. Elas podem também ser utilizadas para atrair influências positivas para o seu ambiente quando você sentir que a casa está desenergizada. Recomendamos que você energize a sua casa uma vez por mês, no princípio do mês.

Dica: a queima de açúcar em brasa é um tipo de defumação excelente para todos os casos. Ela atrai energias de prosperidade, de alto astral, dos lucros através de espíritos bons que te ajudam a sair das dificuldades. Basta ter um defumador e açúcar cristal.

Veja abaixo quais são as defumações mais indicadas a cada orixá:

  • Nanã e as almas: anis, Anúbis, sândalo vermelho, rosa cor-de-rosa, cravo-da-Índia, noz-moscada.
  • Exú,Omolú, Obaluaiê: arruda, sândalo, angélica, maçã-rosada, patchouli.
  • Ogum, Oxumarê, Irôko: verbena, jasmim, cravo-da-Índia, violeta.
  • Xangô, Iansã, Obá: alecrim, rosa branca, mirra, patchouli.
  • Oxóssi, Logunedé, Ossaim: canela, noz-moscada, orquídea azul, flor-do-campo.
  • Oxalá: alfazema ou lavanda, rosas brancas, almíscar, arruda, alecrim.
  • Iemanjá e Oxum: alecrim, benjoim, bálsamo rosa, angélica.

Os restos das defumações podem ser jogados no lixo normalmente.


Amuletos, talismãs e patuás

Quando você carrega consigo amuletos, talismãs e patuás do seu orixá, ele segue a sua energia, te protege e manda o seu axé sempre. É indicado utilizar os rituais corretos para abençoar o seu elemento e realizar periodicamente cerimônias que renovem o poder deste objeto.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada:

Gostou? Compartilhe!