.
10 perguntas capazes de transformar e oferecer sentido à própria vida

10 perguntas capazes de transformar e oferecer sentido à própria vida

Diante de períodos de desesperança após determinado acontecimento marcante em sua vida, é comum se que reflita e questione-se sobre estar ou não fazendo o que é certo para alcançar a felicidade plena. Porém, refletir com as perguntas corretas pode ser a chave para encontrar dentro de si a solução e o ânimo de recomeçar.

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

As perguntas que podem fortalecer o sentido da sua vida


A seguir, listaremos dez perguntas fundamentais para que seja capaz de fortalecer o sentido de sua vida em breves momentos de reflexão. Responda-as com clareza e sinceridade, para então dar um novo passo rumo a um futuro brilhante.

  • 1

    Como se vê em alguns anos?


    Imaginar como estaria em um futuro de médio prazo, como daqui a 5 anos, é um ótimo exercício para analisar qual o rumo que sua vida está tomando e se esse destino realmente lhe fará feliz. Caso tenha uma visão que não agrade ou não apresente nenhuma mudança com relação à situação atual, essa é a permissão para que mude tudo aquilo que quiser agora, para viver um futuro realmente pleno e feliz.
  • 2

    Como seria a vida se não houvessem medos?


    É natural que as pessoas tendam a permanecer em suas zonas de conforto, arrumando as mais variadas desculpas para não enfrentar medos. Porém, se não o fizer, jamais será capaz de mudar o que lhe incomoda. Quando se queixar de algo, procure refletir como seria se não tivesse medo algum, pense em como agiria para mudar o que não gosta e como se sentiria ao superar esse obstáculo. Utilize essa reflexão para encoraja-lo a agir fora da zona de conforto e viver como desejar.
  • 3

    Quais seriam seus 3 melhores talentos?


    Com tanto foco em corrigir seus defeitos, você acaba até mesmo se desviando dos talentos que possui. Procure pensar no que tem mais afinidade, que lhe proporciona mais prazer e une paixão e habilidade. Caso não esteja se dedicando a isso, talvez seja melhor trocar o foco direcionado aos defeitos para dar impulso no que realmente irá fazê-lo sobressair.
  • 4

    Você se dedica a algo que sinta paixão?


    Essa, na verdade é uma extensão da pergunta anterior, e tem o intuito de esclarecer se seu trabalho e rotina te estimulam a dar o seu melhor. É comum que, mesmo se queixando do trabalho, dos colegas ou do chefe, muitos acabem se acomodando em uma atividade por puro medo de arriscar.
  • 5

    O que realmente te faz feliz?


    É importante pensar sobre o que realmente é importante em sua vida e que, acima de tudo, pode te fazer feliz. Caso reflita e chegue à conclusão que algo realmente não faz parte da sua vida - ou ao menos não como deveria -, talvez seja a hora de dar um basta e realizar as mudanças necessárias.
  • 6

    Está se apegando demais a algo que já deveria ter partido?


    Apegar-se a certas coisas é algo completamente normal, o problema começa a partir do momento em que já deveríamos ter as deixado partir. Algumas questões na vida simplesmente param de nos fazer bem ou agregar algo positivo, impedindo a sua evolução como ser humano. Desapegue de objetos, pessoas e situações que só estejam fazendo volume em sua vida, abra esse espaço para que coisas novas possam entrar.
  • 7

    Já cumpriu todos os sonhos de infância?


    Pode parecer até um pouco tolo, mas todos possuíam uma série de sonhos quando eram crianças. Uma imagem de como seriam quando se tornassem adultos. Ao se questionar sobre isso, é possível perceber o que aconteceu em sua vida e quais decisões tomou para distanciar esse sonho. Assim também é possível pensar em quais atitudes podem trazer este ideal para mais perto, de pouco em pouco.
  • 8

    Sua vida é dedicada a sua felicidade ou a felicidade dos outros?


    Essa pergunta não necessariamente quer dizer que não deva se preocupar com outras pessoas e nem diz respeito a dar satisfação aos outros, mas sim de perceber se as decisões de sua vida foram tomadas pensando primeiramente em si próprio e em sua felicidade, ou na felicidade alheia.
  • 9

    Como seria sua vida sem julgamentos?


    A pergunta mais completa seria: como seria sua vida ou o que teria feito de diferente se ninguém o julgasse ou esperasse nada de você? Isso faz parte, na verdade, de seus medos, mas não do medo de atitudes e sim de como algumas pessoas podem olha-lo, ou se iria desapontar alguém com quem se importa. É importante perceber até aonde isso deve interferir no que te faz feliz.
  • 10

    Caso soubesse que tem apenas mais um mês de vida, o que faria?


    Para finalizar, essa pergunta fatídica surge para mostrar a imensidão do tempo perdido em coisas que de nada acrescentam em sua vida, como guardar sentimentos e pensamentos nocivos, os quais não levarão a lugar algum.

Tanto tempo valioso e limitado é perdido em coisas banais, quando poderia estar sendo usado para mudar a sua vida completamente.

Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!