.
O pecado da avareza: apego ao dinheiro e como se manter livre

O pecado da avareza: apego ao dinheiro e como se manter livre

O pecado da avareza é certamente algo cada vez mais comum nos dias de hoje e com uma forte presença na vida social que levamos agora. A cada dia que passa novos produtos são lançados e queremos todos, queremos cada um deles e queremos imediatamente. E, claro, desde sempre somos pressionados a querer trabalhar pelo dinheiro, se formar em uma profissão que “dê dinheiro” e que gere uma vida material confortável.

Não significa que dinheiro não seja necessário para vivermos, mas o olho grande nas coisas que não temos, os impulsos consumistas, os shoppings, as publicidades de produtos, tudo isso é para chamar a nossa atenção a fim de termos mais bens materiais. Mais coisas que precisamos ter mais dinheiro para comprar e assim nos tornamos pessoas avarentas, que se apegam ao dinheiro como se fosse tudo em suas vidas.

A avareza e a soberba andam juntas

Não dá para negar que avareza é um pecado que está presente na vida de muita gente. E junto com a avareza é possível perceber que quanto mais dinheiro e mais apego a esse dinheiro, assim como bens materiais, essa pessoa tem mais narcisista ela se torna. Isso acaba por ser prejudicial e mais uma porta de abertura para outros pecados capitais.

Um grande exemplo? Quem tem tudo e quer ter ainda mais, que se prende ao dinheiro, é avarento, que por sua vez pode acabar sendo vaidoso, orgulhoso da fortuna que acumulou e, por consequência, ter inveja daqueles que ainda conseguem ter mais que ele. São três pecados em um, praticamente, e que são constantemente estimulados na nossa sociedade e inclusive medidos como fatores de sucesso, quanto mais dinheiro, mais importante e mais sucesso.


Conheça aqui os 7 pecados capitais!


Mantendo-se longe do pecado

Assim como é fácil cair em três tentações de uma vez só, uma vez que você se mantém longe de uma dessas tentações é mais fácil se manter longe das outras, o desejo passa a não existir. Não se deve, em momento ou hipótese alguma, pensar que os bens materiais vão lhe dar mais segurança ou serem melhores pra você do que a companhia de Deus.

Afastar-se de Deus por conta dos bens materiais não deve ser uma prática e, por isso, uma boa forma de se reconectar é doar. A caridade é sempre necessária, muitos têm muito pouco e podem ter suas necessidades básicas satisfeitas com a fortuna acumulada de outros. Portanto, mantenha essa ligação forte, ore e seja caridoso com outras almas e aproxime-se da graça de Deus.


Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.