.
Memória das paredes: porque manter a pintura da casa sempre renovada

Memória das paredes: porque manter a pintura da casa sempre renovada

Mudar a casa, mesmo que um pequeno detalhe, pode mudar completamente a energia do ambiente. A decoração, como também sabemos, influencia muito no conforto e sensação de bem-estar que sua casa proporciona. Mas existe um motivo ainda mais forte para pintar as paredes de sua casa: limpar as energias.

Manter a pintura sempre renovada, além da sutileza você vai ter também uma transformação na qualidade energética dos ambientes e uma mudança radical na qualidade astral do lar.

As energias ficam impregnadas nas paredes

As paredes: elas têm memória. São testemunhas de tudo o que acontece ao longo do tempo. Mágoas, ressentimentos, ódio, discussões, irritação, medo, depressão, conflitos e toda a energia das pessoas que vivem na casa podem ser absorvidas pelas paredes, que passam a emanar de volta para o ambiente essa memória energética. O ambiente é a soma das energias das pessoas que estão ou estiveram ali.

“Costuma-se dizer que as paredes têm ouvidos, imagine-se o tamanho que terão as orelhas das estrelas”
José Saramago

Não só as paredes, mas portas, janelas, móveis de madeira e alguns objetos também tem a mesma característica de absorção de energia do local, emanando, portanto, uma frequência que pode não ser saudável para o ambiente. É claro que momentos de alegria, amor, entusiasmo, paixão, vitórias, risos, tranquilidade e prosperidade são energias positivas que também ficarão impregnadas nas paredes dos ambientes, podendo afetar positivamente as pessoas que ali moram.

Uma das explicações para essa memória das paredes é, inclusive, bem material: o cimento e os tijolos, matérias-primas mais usadas na construção de paredes, são formados de microssais e minerais que absorvem as vibrações emitidas naquele ambiente, formando um campo de ondas eletromagnéticas.


Clique Aqui: Descubra como a sua casa pode influenciar a felicidade


Quem pinta, seus males espanta

Quando pintamos as paredes, estamos promovendo uma limpeza energética, pois, ela fica nova, sem nenhuma carga energética. É um recomeço através da renovação. Como ela tende a absorver energia, logo ela vai estar novamente carregada, por isso devemos pintar a casa a cada um ano e meio, pelo menos. As fachadas também são importantes, mas as paredes internas que sustentam nossa casa são as que partilham do nosso íntimo, absorvendo, portanto, mais energia.

“Eu não tenho paredes. Só tenho horizontes!”
Mario Quintana

Os vazamentos, rachaduras e trincas, mofo, pintura enegrecida, descascada, etc., não atraem bons fluidos e podem atrapalhar a harmonia do ambiente. Essas situações podem ser resolvidas com uma boa pintura, resultando em cura e equilíbrio.

É importante lembrar que apesar de ajudar, só pintar pode não ser o suficiente. Antes é preciso lixar, passar cal e tinta, pois, esse é o modo mais eficiente de eliminar a memória negativa das paredes. Vale também dizer que a cor que escolhemos para ambientar os cômodos da nossa casa tem uma relação direta com a dinâmica que queremos imprimir no ambiente. Por isso, preste também atenção às cores que vai utilizar e a vibração que elas possuem, para fazer escolhas adequadas, saudáveis e de acordo com suas expectativas.


Como evitar a memória negativa

Quando falamos sobre a memória das paredes, estamos pressupondo que se existe uma memória, existe um processo de construção que compõe essa memória. Logo, é incorreto pensar que temos certo poder sobre esse processo, podendo ajudar para que ele tenda mais à absorção de energias positivas do que negativas.

“O ódio tem melhor memória do que o amor”
Honoré de Balzac

  • 1

    Evite brigas, discussões desnecessárias e conflitos

    Quanto mais o equilíbrio for dominante nas relações entre as pessoas que moram sobre o mesmo teto, mais o ambiente vai favorecer essa vibração de harmonia. E, quanto mais você se esforçar para manter uma boa vibração do ambiente, mais as situações vão parecer fáceis e uma compreensão cada vez maior sobre a vida vai se descortinar para você. O crescimento espiritual tem muito a ver com a dominação das emoções, especialmente as negativas. E muitas dessas emoções têm origem nas relações afetivas que estabelecemos.

  • 2

    Vigie sem tom de voz

    O tom de voz que utilizamos também é importante. Eles ajudam a imprimir no ambiente as intenções que temos ao verbalizar o que sentimentos e pensamos, pois, eles vêm carregados de emoção. Perceba que, quando falamos sobre algo que nos afeta, mesmo que seja de forma positiva, alteramos o tom de nossa voz sem perceber. Nada de gritos e formas agressivas de expressão. Bater portas também não é boa influência para a vibração da casa.

  • 3

    Cuide dos pensamentos

    Como sabemos, os pensamentos têm um poder energético incrível, chegando ao ponto de possibilitar que “coisas” sejam materializadas. Com as emoções não é diferente. Aquilo que sentimos é jogado com força no ambiente e também sobre outras pessoas.

    Assim, é preciso evitar pensar mal dos outros, ou, quando isso acontecer, já que somos todos humanos, use o processo para alteração consciencial. Questione porque está tendo esse sentimento em relação a determinada pessoa, o que essa pessoa e o impacto que ela tem sobre você representa na sua vida, se há algo em você que pode ser melhorado através do exemplo que essa pessoa está te dando. Enfim, o crescimento não está baseado em não em sufocar as emoções e fingir que tudo está muito bem, mas sim em tentar compreender o porque certas sensações estão aflorando na sua mente e no seu coração.

  • 4

    Selecione muito bem as pessoas que vão frequentar sua casa

    Tem pessoas que possuem uma energia tão forte que podem deixar o ambiente desequilibrado por dias, às vezes até meses. A pimenteira que o diga! Quando ela seca após uma visita que você recebeu em casa, é porque aquela pessoa liberou uma energia pesada e a planta absorveu essa carga. O mesmo efeito existe para o que é positivo, ou seja, quando você reúne em casa amigos e parentes queridos, em festas, brindes e comemorações, a energia da alegria, da amizade e do amor entre as pessoas tende a ser refletida pelo ambiente. Mas tudo vai depender das emoções verdadeiras de quem entra em sua casa, portanto, fique atenta.

  • 5

    Faça a reforma íntima

    O primeiro passo da reforma íntima é se livrar de mágoas profundas e do ódio que podemos carregar no coração. Esse estado emocional é muito denso e tende a ser rapidamente absorvido pelo ambiente, o que pode agravar ainda mais o quadro energético.
    Se você nutre uma mágoa profunda ou mesmo um ódio forte por alguém, corra e procure ajuda para limpar essas energias densas de seu coração.

  • 6

    Use a abuse das flores

    A energia de um local pode ser transformada através das plantas. Há opções para equilíbrio, limpeza, transmutação, facilitação de fluência energética, tranquilidade, proteção. Quanto mais você fizer pelo seu lar, quanto mais você se sentir bem dentro dele, mais intensas se tornam as emoções mais elevadas e de bem-estar. Logo, quanto mais equilibrada você estiver, mais a sua casa e especialmente as paredes vão refletir esse estado emocional e espiritual.

Em resumo, é preciso refletir sobre como você anda vivendo em sua casa, no que anda pensando, como anda seu humor e reclamações no seu dia-a-dia. Use você mesma para que a memória das paredes de sua casa sejam felizes, alegres e positivas!


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.