.
O mapa astral de Chico Xavier - o que os astros previram sobre sua vida

O mapa astral de Chico Xavier - o que os astros previram sobre sua vida

A figura de Chico Xavier, apesar de fascinante, não remete a alguém que guardou muitos segredos ao longo da vida. No entanto, é sabido que a construção de um mapa astral se trata não de revelar segredos, mas sim de construir um perfil mais elaborado sobre a personalidade de alguém. É como se fôssemos moldando e lapidando cada pequeno traço de seu íntimo.

O mapa pode trazer revelações partir dos dados relativos ao momento do seu nascimento, onde se estabelece um padrão que muitas vezes nem o próprio indivíduo foi capaz de perceber, sendo-lhe muito útil como ferramenta para guiar sua vida e tomar certas decisões.

O mapa astral de uma figura tão conhecida como a de Chico Xavier não podia deixar de ser igualmente muito interessante, afinal existe uma infinidade de pessoas curiosas sobre sua figura também como pessoa – não somente como médium. Algumas inclusive se interessam não por admiração, mas porque tentam invalidar de alguma forma seu trabalho devido ao ceticismo com relação ao espiritismo.

O mapa astral de Chico Xavier

O mapa astral de Chico Xavier que será apresentado aqui é baseado principalmente em textos e livros escritos na década de 1980, já que é difícil reunir algumas informações a seu respeito por problemas inerentes a própria época.

Segundo análises, Chico Xavier teria o Sol em Áries, ascendente em Sagitário e Caput Draconis (também conhecido como Nodo Lunar) em Gêmeos, demostrando uma verdadeira vontade em ser uma espécie de líder – mais um líder que se assemelhasse a um professor do que a um comandante. Ele seria alguém capaz de guiar outras pessoas.

Vênus é o planeta mais forte de seu mapa, estando em Aquário-Peixes (27,7 graus) e na Casa 3, com 6 aspectações; ele também se torna mais forte com Netuno em Câncer na Casa 8. Em segundo lugar teríamos uma aspectação apresentada em Gêmeos e chamada de Caput Draconis. Ela atuaria com Netuno, em 0,36 graus. Em terceiro lugar estaria a aspectação entre Saturno em Áries e Plutão em Gêmeos (0,35 graus), algo novamente muito forte.


Vênus em Aquário

O fato de Vênus estar em Aquário em seu mapa astral também traz algumas revelações. Segundo especialistas, isso definiria uma pessoa totalmente voltada para as causas sociais, dotada para trabalhos profissionais que envolvam lidar com gente, particularmente com grupos específicos relacionados a determinado contexto social.

Esse é alguém que trabalha melhor em conjunto e tem jeito para mobilizar o espírito de equipe, mesmo quando sente que o resto do grupo não está à altura das suas expectativas ou ideais. É guiado por princípios firmes quanto a igualdade e justiça e, como tal, é genuinamente humanitário, comunicando-se com pessoas de todos os níveis sociais.

Essa é uma consciência social que poderá ser utilizada ao máximo em qualquer profissão em que seja preciso manifestar espírito humanitário.


Clique Aqui: Vênus no Mapa Astral – descubra a forma como você vê o amor


Netuno em Câncer

Quando voltamos nossos olhos para Netuno em Câncer na Casa 8, também há outra declaração a ser feita, de modo que a sua influência afeta uma geração inteira e é associada a uma nova consciência sensorial e espiritual. Há mais compaixão, em conexão com o signo em que se encontra.

Para a maioria das pessoas, essa influência é experimentada a nível coletivo, mas aqueles que têm aspectações fortes com este planeta terão sua maneira pessoal de o expressar durante as suas vidas.


Caput Draconis em Netuno

A aspectação Caput Draconis, que ocorre em Netuno com 0,36 graus, diz que sua vida é uma jornada em busca do inatingível. Esta é uma pessoa guiada por sentimentos e intuições que vão muito além do seu ego pessoal, e que poderá ter ou desejar uma sensação de ligação com as forças eternas no universo.

Muitas decepções ocorrem a esse indivíduo para lembra-lo das ambições terrenas, e o campo das relações humanas é penetrado por uma aura de insatisfação. Você está no mundo, mas não faz parte dele.

Conhecido pela figura de um dragão, o Caput Draconis é parte integrante do Nodo Lunar, que consiste no ponto em que ocorrem os eclipses. Esse dragão é composto por dois elementos, o Caput e Cauda Draconis – ou cabeça e cauda do dragão.

Seu significado sobre a vida do indivíduo pode ser interpretado através daquilo que você sabe muito bem o que fazer, mas “prefere não fazer”.


Saturno em Áries e Plutão em Gêmeos

Por último teríamos a terceira e não menos importante aspectação. Essa, aliás, é realmente muito forte, já que implica basicamente em grandes mudanças de paradigmas, ocorrendo entre Saturno em Áries e Plutão em Gêmeos (0,35 graus). Ela se relacionaria a mudanças na sociedade e em forçar a quebra da homeostase social.

Estaria representada através de um enorme confronto de poder entre ideologias cuja dissemelhança é intensa. Politicamente, não há como contornar as batalhas pelo poder. As velhas estruturas experimentam o fim depois que já não têm mais utilidade. O crescimento só volta a ter lugar após submetido a profundos cortes cirúrgicos.

As mudanças mais importantes neste ciclo de 35 anos irão ocorrer a intervalos de cerca de nove anos. Os nascidos sob esta fase planetária podem ter como destino representar a ideia coletiva. Para isso trabalham intensamente a fim de reestruturar toda uma sociedade.

Como é possível observar, a vida de Chico Xavier condiz muito bem com seu mapa astral, especialmente pelo fato de ser um indivíduo que surgiu para mudar inúmeros paradigmas e para sacudir as bases sociais de muitas pessoas.

A personalidade de Chico Xavier é também muito complexa com um misto de qualidades, que poderiam ser facilmente conflitantes, mas que de alguma maneira encontraram um meio de coexistir em perfeita harmonia. Isso acontece através do fato de ter a força de um grande líder, mas também as habilidades de um excelente professor.


Clique Aqui: Mapa astral: descubra o que significa e sua influência


Quem foi Chico Xavier?

Uma vez introduzido seu mapa astral, a verdade é que Chico Xavier foi uma figura de história marcante e com a qual é muito difícil não criar grande empatia. Trata-se de uma trajetória de vida muito sofrida e abnegada, especialmente durante a segunda metade dela.

Francisco de Paula Cândido, nome de batismo de Chico Xavier, foi registrado como forma de homenagear o santo do seu dia de nascimento. Posteriormente, seu sobrenome sofreu uma conhecida alteração, sendo substituído por Francisco Cândido Xavier.

Chico foi um menino nascido de família pobre na cidade de Pedro Leopoldo em Belo Horizonte. Foi educado na fé católica por sua família desde menino e ainda jovem, em 1927, foi quando teve sue primeiro contato com o mundo do espiritismo.

Foi nessa data em que Francisco Cândido Xavier teria tido seu primeiro episódio de contato obsessivo, o qual foi observado por uma de suas irmãs. Foi graças a isso que Chico deu início aos seus estudos no mundo do espiritismo, como forma de buscar entender o que havia acontecido com ele.

Esse início, no entanto, foi um pouco lento e com certa dificuldade. Segundo ele próprio, mesmo com muito treino, sua mediunidade só viria a se desenvolver de fato em 1931. A partir dessa data e com maior clareza mediúnica, ele se aprofundou ainda mais nos estudos. Até que no ano de 1966, passou a publicar seus primeiros livros.

Foi nessa época também que trocou seu nome por Francisco Cândido Xavier, assim que rompeu seus laços com o catolicismo e assumiu o espiritismo como o pilar de sua vida; isso ocorreu também pouco antes da publicação e seus primeiros livros.

Estes e outros livros são considerados obras importantíssimas do espiritismo e usadas como grandes referências até hoje por adeptos e estudiosos. Esse reconhecimento extrapolou as barreiras nacionais e oceânicas, sendo Chico Xavier famoso por todo o mundo.

Uma das coisas que mais chama a atenção na figura de Chico Xavier – e também a que talvez mais desperte suspeitas em pessoa mais céticas – é o fato de que apesar de todo seu intelecto privilegiado e de toda a fama que conquistou, Chico Xavier é amplamente conhecido por sempre manter sua simplicidade, não importando a ocasião.

O nome de Chico Xavier sempre esteve associado a inúmeras obras assistenciais e toda forma de caridade. Muitos o consideram um herói e quase um santo na cidade de Uberaba, onde viveu durante muito tempo e também onde faleceu.

Chico Xavier nasceu como um menino pobre, passou muitas dificuldades, cresceu e ganhou fama por onde passou, mas nunca deixou de ajudar todos que precisavam. Segundo relatos, ele jamais cobrou por qualquer ajuda, seja ela espiritual ou não.

Sua principal e praticamente única fonte de renda eram as vendas de seus livros. Ainda assim, usava esse dinheiro em instituições diversas, de modo que acabou falecendo igualmente pobre.


Saiba mais :

Heloisa Von Ah Heloisa Von Ah

Designer e redatora, respira arte desde que se entende por gente. Apaixonada por gatos, literatura, cinema e músicas que já ninguém mais se lembra, vê na calmaria e na simplicidade o cenário ideal para se viver. Aprendeu de tudo um pouco, de instrumentos musicais a artes marciais; e não vê a hora de mais, já que a vida não pode parar