.
Jogo de búzios: o jogo que te revelará o desconhecido

Jogo de búzios: o jogo que te revelará o desconhecido

O jogo de búzios se configura como uma arte mediúnica nas diversas religiões de origens afro-brasileiras. Hoje, este jogo é repandido principalmente na Umbanda e no Candomblé. Existem várias liturgias diferentes relacionadas à maneira com a qual estas religiões e suas vertentes tratam o jogo de búzios e seus preparos. Hoje, focaremos mais no jogo de búzios ligado à Umbanda.

Jogo de búzios: o início

Além dos vários métodos de jogo, o mais conhecido e mais comum se caracteriza pelo arremesso de 16 búzios, ou seja, 16 conchas de praias de vários tamanhos, aquelas que são utilizadas também para fazer os colares de búzios.

O colar de búzio, em certos terreiros de umbanda, também são utilizados para o jogo. Outros, tais como o fio-de-contas, também são utilizados para formar o círculo no qual os búzios serão arremessados pelo adivinho.


Jogo de búzios: adivinho

O adivinho, também conhecido como o sacerdote ou sacerdotisa dos búzios, são as pessoas que jogam os búzios. Estas pessoas precisam ter uma vivência grande com o mundo da umbanda e já também já precisam ter desenvolvido relações próximas com as entidades, seja pelos cultos umbandistas, seja pelo trabalho árduo enquanto médium.


Clique Aqui: Odu regente: saiba como calculá-lo


Jogo de búzios: Orixás ou Odús?

Muitas pessoas acreditam que o contato para a revelação no jogo de búzios é feito com os Orixás. Na realidade, este contato é realizado com os Odús, inteligências que estiveram presentes desde a criação do universo. Os Odús também são aqueles que nos guiam desde o nosso nascimento, eles são conhecidos na Umbanda como os únicos conhecedores de nosso destino.

Cada Odú é regido por um ou vários Orixás, pois a resposta precisa se materializar na mente do médium, passando até a sua boca. A energia da verdade de Odú, intermediada pelos Orixás, chega à boca do médium para que este possa então nos responder ao jogo de Búzios.

Segue abaixo a lista dos Odús e os seus respectivos Orixás, para uma consulta futura com um adivinho:

  1. Okaran (Exú)
  2. Ejiokô (Ogum, Ibeji)
  3. Etaogundá (Obaluayiê, Ogun)
  4. Irosun (Yemanjá, Oya)
  5. Ôxê (Oxum)
  6. Obará (Oxossi, Logunedé e Xangô)
  7. Ôdi (Omolu, Oxóssi e Oxalá)
  8. Êjioníle (Oxaguian)
  9. Ossá (Oyá, Yewa e Yemanjá)
  10. Ôfun (Oxalufan)
  11. Ôwarin (Oyá, Ogum e Exu)
  12. Êjilaxeborá (Xangô, Oba, Iroko)
  13. Êjilobon (Nanã)
  14. Iká (Ossain e Oxumare)
  15. Obéogundá (Ogun, Ewá e Obá)
  16. Aláfia (Orixalá, isto é, todos os outros Orixás funfun)

No jogo de búzios tradicional, o Odú irá guiar o Oxalá para que este conceda à verdade desejada aos ouvidos do médium. Neste momento, a visão do médium é geralmente direcionada e atraída por determinados números de búzios e a verdade acaba por ser revelada. Búzios que caem para cima ou para baixo também possuem sua significação particular na mente de cada adivinho. Resta a nós a busca pela verdade junto a uma consulta.


Saiba mais :