.
A energia espiritual do aplauso e a emanação do amor

A energia espiritual do aplauso e a emanação do amor

O aplauso é muito mais que uma reação física. Se pudéssemos ver a energia que ele forma no ambiente, ficaríamos maravilhados! Quem já esteve em algum tipo de apresentação, onde, ao final, centenas de pessoas tiveram seus corações tocados e aplaudiram o que viram, sabe do que estou falando.

Eu nunca vi alguém bater palmas quando está triste. Pelo contrário, esse gesto nos acompanha nas situações mais felizes. No aplauso está a aprovação, louvor, elogio, identificação, entusiasmo. A energia que emana desse gesto faz bem para quem recebe e também para quem dá. Porque o bem, independente da forma, é contagiante.

“E a minha alma alegra-se com seu sorriso, um sorriso amplo e humano, como o aplauso de uma multidão”
Fernando Pessoa

O aplauso também é uma forma de reconhecimento para quem se apresenta, seja um espetáculo artístico ou não. Foram horas de estudo, treino e preparação que são reconhecidos no momento em que soam os aplausos. Eles podem ter um valor ainda maior do que o dinheiro que pagamos para ver um espetáculo.

Abençoados sejam os aplausos

Como todos sabem, nossa energia mental provém das emoções, que estão ligadas ao nosso contexto espiritual. E essa energia mental é poderosíssima. E quando expressamos as emoções positivas, especialmente quando colocamos o corpo neste ato, a vibração que emanamos fica ainda maior. Sim, o corpo também completa as nossas manifestações emocionais e espirituais, tornando ainda mais completa a nossa expressão. Um exemplo é o ato de nos curvar para orar, nos apoiando nos joelhos. A expressão “Deus reside nos joelhos” tem um sentido enorme, pois quando ajoelhamos ativamos emoções incríveis: humildade perante um ser superior e a fé fica fortalecida, pois esse ato intensifica a certeza de que estamos sendo ouvidos. Temos um artigo inteiro dedicado a este tema, que você pode ler aqui.

Então, não é difícil imaginar que, quando nossas emoções são ativadas por um espetáculo visual, uma energia de amor e alegria é liberada através do aplauso. E mais: ele é contagiante, ou seja, quanto mais pessoas aplaudindo, mais essa energia de amor se espalha e influencia outras pessoas, que se sentem impelidas a aplaudir também. Logo, todo o ambiente é tomado por essa vibração e não há energia densa que resista ao magnetismo do aplauso.

Quando isso acontece, lavamos a nossa alma e saímos do local mais leves, com nosso espírito alegre e com uma vibração mais elevada. Portanto, nunca economize aplausos, pois eles são o elogio que fazemos com as mãos. Ele é uma das formas que o amor e alegria encontraram para se expressar na matéria.


Clique Aqui: Interferência dos eletrônicos na energia espiritual


Controvérsias e a repressão do aplauso

Como tudo na vida, sempre há controvérsias. Pois é, há quem reprima o aplauso. Quanta ignorância!

E as justificativas são totalmente descabidas, fruto da tentativa de transferir para as doutrinas mais espiritualistas a repressão típica das religiões. Alguns afirmam que, especialmente em eventos espiritualistas, devemos nos comunicar somente através da emanação de energia fluídica mental, pois os aplausos podem dispersar as boas energias do ambiente e causar perturbações. Basicamente, está implícito nesse pensamento a ideia de que os bons espíritos podem ser espantados pelo aplauso. Um absurdo! Kardec mesmo diz em sua obra que fluídos são emanados pelo pensamento, logo, o que determina a condição dos fluidos em um ambiente é o equilíbrio mental dos presentes e não aplausos carinhosos.

É claro que para tudo há sua hora e seu local. Quando estamos diante de um trabalho mediúnico, o silêncio é essencial. Celulares devem ser desligados, a conversa moderada e devemos oferecer o silêncio como uma forma de prece, beneficiando não só o ambiente, mas a nossa própria energia, pois, quanto mais calmos e relaxados, mais poderemos fruir dos trabalhos espirituais dos mentores presentes naquele local. Porém, quando estamos diante de uma palestra que nos toca ou um espetáculo de natureza espiritual, certamente o aplauso vai intensificar a vibração positiva, pois ele vem do coração.

“Quando nos conhecemos, não tememos nem o elogio e nem a crítica. Vamos aprender a receber estímulos com naturalidade, sorrindo, agradecendo”
Joanna de Angelis

Outra explicação dada pelos ditadores do aplauso é que eles podem contribuir para a personalidade vaidosa e favorecer esse aspecto espiritual e psicológico. Tremenda besteira. Como se o reconhecimento pelo que desempenhamos nos fizesse regredir em nossa progressão espiritual. Pelo contrário, eles são impulsionadores que nos dão força para continuar. E a vaidade não depende de reconhecimento, pois ela é uma característica espiritual que a pessoa traz com ela quando encarna.

No filme Nosso Lar, inspirado na obra psicografada por Chico Xavier, quando André Luiz regressou à sua casa e superou os laços da inferioridade egoísta, recebeu uma linda homenagem da colônia, sem que isso tenha impedido seu amadurecimento mental. Homenagens e reconhecimentos existem até na dimensão astral.

Ninguém tira harmonia com um aplauso sincero e sim com os pensamentos limitados e preconceituosos. Essas energias densas sim, podem perturbar todo um ambiente e contaminar negativamente todos os presentes. Cuide dos seus pensamentos e emoções e aplauda sempre que sentir vontade.


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.